pesquisa na Inglaterra sobre criptomoedas

Uma pesquisa na Inglaterra sobre criptomoedas, conduzida pela empresa D-Cyfor, afirmou na data de hoje que maioria da população britânica, 60% da população, não é a favor de um apoio do Banco Central do país a essa causa.

A pesquisa na Inglaterra sobre criptomoedas

De acordo com a pesquisa ainda, a população também entende que em seis meses o Bitcoin poderá diminuir de valor ou mesmo entrar em colapso, o que poderia causar um efeito catastrófico na economia do país.

Um detalhe curioso na pesquisa é que, entre todos os entrevistados, 93% já ouviram falar do Bitcoin, devido a alta de 2017.

O Banco Central do país, representado pelo seu governador Mark Carney, acredita que as criptomoedas devam se manter no mesmo padrão do sistema financeiro tradicional.

O governador ainda disse que poderia pensar em um caso de uso das criptomoedas com a instituição BoE, mas pode reconsiderar a sua posição visto o resultado desta recente pesquisa popular.

Curiosamente, a população que considerou investir em criptomoedas tem preferência pelo Bitcoin, seguido por Ethereum, Bitcoin Cash, Ripple e Litecoin.

A população mundial ainda não está habituada com a ideia das criptomoedas e o seu impacto econômico, de empoderamento e liberdade financeira, e a pesquisa conduzida com a população britânica não causa espanto.

Na verdade, o país encontra-se em uma situação delicada na política e economia, visto que está de saída da União Européia após o caso Brexit, e qualquer mudança sensível na economia neste momento, pode ser estudado com mais cautela pela população e governo.

Contrariando o entendimento da população que respondeu a pesquisa na Inglaterra sobre criptomoedas, vários especialistas fizeram previsões otimistas para o preço das moedas.

As criptomoedas não foram criadas para servir aos bancos, muito pelo contrário, vieram para tornar a população o seu próprio banco, e esse entendimento ainda terá um longo caminho para percorrer na mentalidade mundial, e no desenvolvimento da própria tecnologia.

Veja mais notícias no Livecoins, deixe nos comentários a sua sugestão de conteúdo que gostaria de aprender.