“Pessoas pobres deveriam comprar Bitcoin”, diz ex-jornalista da BBC

Moeda digital tem feito papel de proteção de patrimônio na visão de alguns, principalmente em meio a pandemia!

Siga no
Max Kaiser
Max Kaiser

O mundo passa por uma situação atípica e que talvez nunca foi vista antes na história, com incertezas e preocupações sobre o futuro, cada vez mais. De acordo com um analista, para minimizar os riscos, “as pessoas pobres deveriam comprar Bitcoin”.

Na visão do entusiasta da moeda digital, mesmo que seja U$ 1 dólar por dia (quase R$ 6 hoje), as pessoas devem se esforçar para adquirir Bitcoin. Isso porque, a crise poderia aumentar o número de ricos, sendo os compradores de Bitcoin os potenciais a ficarem em uma situação confortável.

Max Keiser é conhecido por traçar projeções otimistas ao Bitcoin, principalmente de longo prazo. Neste ponto, lembrou a todos que, quem comprou Bitcoin há nove anos, hoje estaria bem da vida.

Max Keiser na RT. Imagem: Youtube
Max Keiser na RT. Imagem: Youtube

“Quem comprar Bitcoin hoje vai ficar milionário no futuro, pobres deveriam”, aponta entusiasta

Os últimos dias têm sido interessante ao ecossistema do Bitcoin, que viu um corte drástico na inflação da moeda, chamado halving. Passado o halving, o futuro começa a ser imaginado, com base na atual conjuntura econômica e social, que não anda nada fácil.

Isso porque, principalmente com a pandemia do novo coronavírus, populações pobres correm sérios riscos de não ter recursos para sobrevivência. Para evitar o colapso iminente, Bancos Centrais imprimiram mais dinheiro e se mostram dispostas a continuar a fazê-lo.

Na última terça (12), por exemplo, Jerome Powell, presidente do BC dos EUA, afirmou que mais medidas serão necessárias para sair da atual crise. Powell afirmou que a crise poderá causar mais problemas do que ele gostaria, mas descartou taxa de juros negativas nos EUA.

Cabe o destaque que os governantes, dos EUA e Brasil pelo menos, passaram a dar auxílios emergenciais para uma parcela da população. Apelidados de coronavoucher, as medidas são criticadas, pois, poderiam causar enorme inflação no longo prazo.

Quando a inflação atinge níveis históricos, o dinheiro fiduciário começa a não valer nada.
Quando a inflação atinge níveis históricos, o dinheiro fiduciário começa a não valer nada.

Crítico aos bancos centrais, Max Keiser aposta no Bitcoin como moeda do futuro

Pelo Twitter, Max Keiser lembrou que as pessoas pobres gostam quando percebem governos imprimindo dinheiro. Na visão de Keiser, as pessoas imaginam que isso é bom e que terão uma fatia desse bolo. Contudo, a inflação corrói o bolo das pessoas, ao que Keiser lembrou da inflação ajustada como efeito sobre o valor do dinheiro.

As pessoas pobres gostam quando ouvem um governo imprimindo dinheiro. Eles acham que vão conseguir um pouco, mas nunca conseguem (inflação ajustada).

Mesmo com todos os poréns levantados contra as políticas monetárias do Banco Central, Keiser possui uma esperança. Para ele, as pessoas pobres que comprar Bitcoin nos dias de hoje, poderão se tornar os milionários amanhã. O analista lembrou que quem comprou há nove anos, quando ele falou sobre isso pela primeira vez, é milionário hoje.

Pessoas pobres devem comprar #Bitcoin (até US $ 1 por dia). Eles se tornarão pessoas ricas. Aqueles que fizeram isso quando eu o recomendei, há 9 anos, agora são milionários.

Apesar do preço do Bitcoin hoje ser de U$ 9600, ou R$ 56800, as pessoas podem comprar frações da moeda digital. As frações são chamadas de satoshis, sendo possível comprar até 0,00000001 BTC, que é a menor unidade de Bitcoin.

Caso uma pessoa “pobre” resolva seguir a recomendação de Max Keiser e comprar U$ 1 dólar, hoje daria 0,00010000 Bitcoins. Com o real altamente depreciado, principalmente em 2020, R$ 1 daria apenas 0,00001800 Bitcoins.

Por fim, quem comprou Bitcoin com coronavoucher em 2020 já se deu bem com as recentes valorizações do BTC. Na visão de Max Keiser a tendência de alta, no longo prazo deve continuar. Contudo, a valorização do Bitcoin não é garantida, e o que aconteceu no passado poderia não voltar a acontecer novamente.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Piscina de natação competição Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin patrocina principal torneio de natação brasileiro

Um dos principais torneios de natação do Brasil será patrocinado pela corretora Mercado Bitcoin na próxima semana. Com início na próxima quarta-feira (9), a...

Fox Business confunde Bitcoin e entrevista apoiador do Bitcoin SV

A Fox Business entrevistou ontem Jimmy Nguyen, um apoiador da criptomoeda Bitcoin SV (BSV), uma cópia de uma outra cópia do bitcoin que se...

“Ninguém vai banir o Bitcoin”, diz diretor do Dep. do Tesouro dos EUA

Brian Brooks, o diretor do Gabinete Controlador da Moeda (em inglês, Office of the Comptroller of the Currency - OCC) comentou sobre os rumores de...

Últimas notícias

Fox Business confunde Bitcoin e entrevista apoiador do Bitcoin SV

A Fox Business entrevistou ontem Jimmy Nguyen, um apoiador da criptomoeda Bitcoin SV (BSV), uma cópia de uma outra cópia do bitcoin que se...

“Ninguém vai banir o Bitcoin”, diz diretor do Dep. do Tesouro dos EUA

Brian Brooks, o diretor do Gabinete Controlador da Moeda (em inglês, Office of the Comptroller of the Currency - OCC) comentou sobre os rumores de...

PayPal: “Criptomoedas precisam de regulação”

Para o CEO do PayPal, Dan Schulman, o mercado de criptomoedas precisa trabalhar em estreita colaboração com reguladores para ter uma "chance de sobrevivência"....