Golpe de pirâmide financeira, OneCoin fez vítimas no Brasil

Empresa é acusada de ser esquema ponzi e ainda mantém atividade no Brasil!

Siga no
Pirâmide
Pirâmide

A chegada da OneCoin no Brasil foi em 2015, com a promessa de ser uma criptomoeda maior que o Bitcoin. A OneCoin, porém, nunca chegou a ser listada em corretoras brasileiras, passando a ser acusada de pirâmide financeira. E a novidade é que o possível golpe agora possui acusações internacionais de fraude bancária.

OneCoin é uma pirâmide financeira?

A OneCoin não possuia nenhum produto comercial, apenas a promessa de lançar uma nova criptomoeda. A tecnologia que deveria ser lançada iria acabar com o Bitcoin, na visão dos criadores dessa.

Além disso, havia um sistema de comissões presente na OneCoin. Fato que chama atenção no website da empresa, a OneCoin se afirma como a segunda maior criptomoeda do mundo, desde 2016. Este fato é uma inverdade, uma vez que essa moeda não foi sequer registrada em corretoras e negociada em grande volume. O CoinMarketCap que é uma referência, por exemplo, nem sequer possui registros dessa “criptomoeda”.

A OneCoin já chegou a ser utilizada até em uma lavagem de dinheiro em Samoa. Este caso ganhou notoriedade após a lavagem de dinheiro ser realizada por igrejas locais. Entretanto, em seu website, a OneCoin afirma que é utilizada para prevenção de lavagem de dinheiro.

Problemas com principal plataforma de saques desde maio de 2019

Com sede na Bulgária, a OneCoin teve uma rápida expansão para vários países do mundo. Um deles seria o Brasil, onde vários investidores foram lesados pelo golpe.

Em uma reportagem da Pública, no último dia 28 de outubro, a OneCoin recebeu atenção. A reportagem, que ouviu uma série de especialistas, constatou que a OneCoin é mais uma pirâmide financeira.

Segundo a Pública, um hotel no Brasil, localizado em Porto Alegre (RS), “aceita a criptomoeda” Onecoin na espera que essa seja aberta sua negociação em corretoras. Para isso, o empresário utiliza a plataforma Deal Shaker, único modo de aceitar tal moeda, ainda que ela não exista de verdade. Para o website BehindMLM, que expõe dados de golpes pelo mundo, tal plataforma estaria abandonada desde maio de 2019. Tal abandono poderia ser a deixa para o fim certo da OneCoin.

Por fim, a BBC inglesa tem dedicado um podcast, chamado “Missing CryptoQueen” para levantar mais informações deste golpe. Desde setembro de 2019, a BBC já gravou sete programas expondo o golpe da OneCoin.

Fraude bancária nos EUA e perseguição pelo FBI sobre possível pirâmide financeira OneCoin

Certamente até aqui já ficou claro que a OneCoin é um golpe mundial de criptomoedas, talvez tão grande quanto a famosa BitConnect. Até o FBI já estaria envolvido em uma investigação sobre a empresa desde março de 2019.

Um dos líderes da empresa, Mark Scott tem sido chamado constantemente pela Justiça dos EUA para prestar depoimentos. As principais acusações contra este são lavagem de dinheiro e fraude bancária.

De acordo com as investigações, Scott teria feito parte da OneCoin e seria responsável por mentir aos bancos do país para conseguir negociar produtos desta empresa. Para Mark, que tem se defendido das acusações, a omissão de informações não pode ser considerada fraude bancária.

Investidores Brasileiros da OneCoin ficaram no prejuízo

A reportagem da Pública entrou em contato com dois investidores brasileiros da OneCoin. Paula Cristina Lopes da Silva e Roberto Bulat, que são casados, conheceram a OneCoin em 2016.

Eles já viajaram pelo mundo e pelo Brasil para disseminar o projeto da OneCoin, segundo informações da Pública. No momento, entretanto, o casal afirma não comercializar mais essa criptomoeda.

Além disso, sobre o projeto não ter vingado, visto que não houve moeda no fim das contas, o casal tem uma explicação.

Pensávamos que seria como comprar um apartamento na planta, ou seja, levaria um tempo para ficar pronto

Cabe o destaque que o casal ainda mantém uma rede de filiados da OneCoin no Brasil, que seria apenas para mantê-los informados. Isso porque após o colapso da empresa no mundo, os “investidores brasileiros ficaram desamparados”, de acordo com o casal. A OneCoin Brazil reprendeu o casal pela entrevista concedida para a Pública.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

“Bitcoin pode ​​se decompor completamente”, diz gerente geral do BIS

Em uma palestra sobre "Moedas digitais e o futuro do sistema monetário", o gerente geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS), Agustin Carstens, resumiu...

“Se eu fosse legislador, estaria me armando para lidar com o Bitcoin”, diz ex...

O Bitcoin tem muitos elementos que determinam se a moeda teve algum sucesso ou não. Muito além do seu preço, que atualmente está em...

“Miami acredita no Bitcoin”, diz prefeito da cidade após publicar whitepaper

O whitepaper do Bitcoin foi publicado no site oficial da cidade de Miami, nos Estados Unidos. A iniciativa partiu do próprio prefeito da cidade,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

“Se eu fosse legislador, estaria me armando para lidar com o Bitcoin”, diz ex CEO do Goldman Sachs

O Bitcoin tem muitos elementos que determinam se a moeda teve algum sucesso ou não. Muito além do seu preço, que atualmente está em...

“Miami acredita no Bitcoin”, diz prefeito da cidade após publicar whitepaper

O whitepaper do Bitcoin foi publicado no site oficial da cidade de Miami, nos Estados Unidos. A iniciativa partiu do próprio prefeito da cidade,...

CEO da BlackRock elogia o Bitcoin e diz que ele pode ser uma reserva de valor

O CEO da BlackRock, a maior gestora de ativos no mundo, Larry Fink, declarou em uma entrevista para a Bloomberg que "o Bitcoin pode...

Comerciante é preso por lavagem de dinheiro após instalar caixa eletrônico de Bitcoin

Os caixas eletrônicos de Bitcoin, também chamados de ATM são uma ferramenta importante para a adoção da criptomoeda pelo público geral. No entanto, para...

África do Sul quer “mais controle do Bitcoin” após recente caso de pirâmide financeira

O criptomercado é constantemente prejudicado pela ação de diferentes pirâmides financeiras que se tornaram um problema para o mercado. E isso vai muito além...