Polícia Civil de São Paulo publica guia contra ransomwares

Crime cibernético que tem afetado empresas e governos, principalmente.

Siga no
Viaturas da Polícia Civil de São Paulo
Viaturas da Polícia Civil de São Paulo -Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA

A Polícia Civil de São Paulo divulgou um guia para combate e prevenção aos ransomwares, um crime cibernético perigoso que tem atuado no Brasil.

O material foi produzido pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), em sua divisão de crimes cibernéticos.

Vale lembrar que em casos de crimes cibernéticos, a responsabilidade por avaliar estes casos é da Polícia Civil, acionada em casos assim. No estado de São Paulo, por exemplo, muitos órgãos já foram alvos de ransomwares, como a Prefeitura Municipal de Taboão da Serra, em um caso recente de agosto de 2021.

O que diz o material contra ransomwares divulgado pela Polícia Civil de São Paulo?

Em explicação sobre o que é um ransomware, a PC-SP afirmou que este é um código malicioso que é executado no computador das vítimas. Com esse acesso indevido, todos os dados armazenados passam a ficar inacessíveis, com a criptografia bloqueando o acesso da vítima.

Após o ataque ser realizado, o cibercriminoso passa para a segunda etapa, que consiste em negociar com a vítima um pagamento pelo resgate dos dados.

Outra prática que pode ocorrer nesta etapa é a chamada exfiltração, que consiste em transferir os arquivos da vítima para outros dispositivos. Assim, além de exigir o pagamento de resgates, os criminosos ameaçam divulgar as informações da vítima pela internet.

Para a polícia civil, é importante evitar ser pego por ransomwares, mantendo atualizados os sistemas operacionais e softwares utilizados, como pacote Office, entre outros. A recomendação é que as pessoas também utilizem softwares originais, evitando programas de fontes desconhecidas.

Outra prática orientada pelo Guia Contra Ransomwares é sobre os backups, que devem ser feitos com rotina para sempre ficarem atualizados.

Certifique-se de fazer backup de seus arquivos regularmente. Isso inclui os arquivos em seus computadores, telefones e quaisquer outros dispositivos que você tenha.
2.1. Faça um “backup” “offline” ou “frio”.
2.2. Faça “backup” dos dados em um disco rígido externo e remova o disco rígido
do seu dispositivo.
2.3. Faça um “backup” em nuvem ou em serviço de hospedagem online similar.

Outras práticas recomendadas são manter softwares antivírus e anti-ransomwares instalados, verificando arquivos após realizar um download do mesmo. Não manter Macros habilitadas no pacote Office, utilizar um firewall, desabilitar o reconhecimento automático de dispositivos externos em seu computador e tomar cuidado com links desconhecidos para sites de internet.

Fui afetado por um ransomware, e agora?

Caso você tenha seu computador bloqueado por um vírus que pede o pagamento por um resgate, a Polícia Civil recomenda que o procedimento seja de procurar restaurar seu backup mais recente.

Além disso, é necessário reinstalar o sistema operacional caso não tenha um backup recente, o que pode levar a perda de dados. Buscar ajuda de profissionais de TI conhecidos, ou mesmo de empresas especializadas, pode ser uma das soluções, visto que alguns ransomwares são falsos e nem chegam a ser instalados no computador da vítima.

Sobre o pagamento do resgate, a autoridade policial de São Paulo lembra que uma vítima jamais deve pagar, visto que não há garantias de que os dados serão desbloqueados e o invasor pode voltar a atacar em busca de novos pagamentos.

É importante que as vítimas não apaguem os e-mails e mensagens recebidas do criminosos. Caso a negociação seja por redes sociais, é importante registrar o nome do perfil e link completo.

Caso a conversa seja pelo telefone, é importante registrar o número do criminoso, assim como data e horário das conversas. Quando ele pedir o pagamento, é bom anotar a carteira de Bitcoin dele e até dados de contas bancárias, caso seja possível, levando todas essas informações a uma delegacia da Polícia Civil mais próxima de sua casa.

“d) Anote os dados de eventuais contas bancárias, inclusive carteiras eletrônicas de
bitcoins informados pelo criminoso;”

O guia da polícia civil de São Paulo contra ransomwares pode ser baixado para consulta neste link.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Kid Bengala promete dar “madeirada” em quem vender criptomoeda

Após a sua grande carreira na indústria de filmes adultos, Clóvis Basílio dos Santos, mais conhecido como Kid Bengala, se tornou uma celebridade na internet...

Um dos maiores bancos dos EUA pode estar explorando empréstimos com Bitcoin

Com os bancos e outras instituições demonstrando cada vez mais interesse no criptomercado, podemos ver cada vez mais produtos ligados ao setor tradicional e...
Homem olhando bravo para notas amassadas de Real brasileiro enquanto segura o Bitcoin

Pesquisa revela que brasileiros acreditam no Real digital apenas no curto prazo

Muitos brasileiros acreditam no Real digital como uma tecnologia promissora de curto prazo, não para daqui a cinco anos. Pelo menos isso é o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias