Polícia prende mulher que roubou 64 bitcoins de corretora onde trabalhava

Ela converteu bitcoins em monero e transferiu para sua conta na Binance

Siga no

Uma indiana de 26 anos foi presa por roubar de 64 bitcoins da Bitcipher Labs. A empresa é uma plataforma de criptomoedas bastante utilizada no país.

A quantia que convertida equivale a cerca de 430 mil dólares foi roubada por ela ainda no começo deste ano. Agora, a ex-funcionária do local ficará detida pelas autoridades, de acordo com o jornal Times of India.

Tudo começou quando Ashish Singhal, um dos responsáveis pela Bitcipher Labs, começou a notar irregularidades nos valores da empresa.

Assim, ele foi até a polícia local, que iniciou uma investigação ligando o roubo dos BTCs com a mulher. O diretor da corretora afirmou que a carteira virtual tinha uma chave apenas para ele e seus dois outros sócios.

Porém, entre os dias 11 de fevereiro e 11 de março, eles notaram que as criptomoedas haviam sido transferidas.

Desta forma, uma investigação foi conduzida por autoridades indianas especializadas em crimes cibernéticos.

Seguindo as pistas, as autoridades chegaram até a mulher, que tinha registros da transferência em seu computador pessoal.

Ayushi já havia transferido o dinheiro para as contas de amigos e pessoas próximas. Mas graças a ação polícia, toda a quantia pode ser resgatada e devolvida para a plataforma de criptomoedas.

Uma questão complexa na Índia

O caso de Ayushi é o primeiro a respeito de roubo de criptomoedas a ser registrado após a Suprema Corte do país suspender a proibição de negociação de ativos digitais.

Até o início estas transações eram crimes na Índia, e o tema foi bastante debatido até esta resolução ser tomada. Espera-se que o caso deste roubo a discussão não volte à tona novamente.

Até porque, ainda não está claro como funcionam exatamente os negócios da Bitcipher Labs.

Seja como for, a mulher confessou o crime assim que foi detida pelas autoridades. De acordo com a mídia local, há indícios de que Ayushi tenha roubado o montante em Bitcoin para iniciar a sua própria plataforma de negociação com criptomoedas.

Um dos motivos para a hipótese é o fato de que ela converteu BTCs em Monero e transferiu para sua conta Binance.

Com relação à forma como a mulher conseguiu acesso a chave de criptografia da empresa, as autoridades afirmaram que ela usou uma senha com uma sequência de palavras ou texto para ganhar acesso a carteira.

Depois de investigar uma lista de funcionários e ex-funcionários da Exchange, foi possível chegar em Ayushi, que havia deixado o emprego no local recentemente.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Polícia descobre mineração ilegal de Bitcoin dentro do próprio quartel

A polícia de diversos países continua de olho nas atividades ilegais de mineração que utilizam energia roubada para obter lucros com criptomoedas. Um caso...
Criptomoeda Ethereum mãe do DeFi

Ethereum será atualizado no dia 4 de agosto e se tornará deflácionário

Nos últimos dias os participantes de grupos de criptomoedas têm perguntado se a atualização de uma certa criptomoeda fará a alta do Bitcoin ser...
Mão segurando Bitcoin e bandeira da Malásia

“Clientes da Binance devem sacar fundos imediatamente”, diz CVM da Malásia

A CVM da Malásia afirma que os investidores de criptomoedas devem sacar seus fundos imediatamente da Binance, que receberá medidas coercitivas em breve. A nova...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias