Polícia prende mulher que roubou 64 bitcoins de corretora onde trabalhava

Ela converteu bitcoins em monero e transferiu para sua conta na Binance

Uma indiana de 26 anos foi presa por roubar de 64 bitcoins da Bitcipher Labs. A empresa é uma plataforma de criptomoedas bastante utilizada no país.

A quantia que convertida equivale a cerca de 430 mil dólares foi roubada por ela ainda no começo deste ano. Agora, a ex-funcionária do local ficará detida pelas autoridades, de acordo com o jornal Times of India.

Tudo começou quando Ashish Singhal, um dos responsáveis pela Bitcipher Labs, começou a notar irregularidades nos valores da empresa.

Assim, ele foi até a polícia local, que iniciou uma investigação ligando o roubo dos BTCs com a mulher. O diretor da corretora afirmou que a carteira virtual tinha uma chave apenas para ele e seus dois outros sócios.

Porém, entre os dias 11 de fevereiro e 11 de março, eles notaram que as criptomoedas haviam sido transferidas.

Desta forma, uma investigação foi conduzida por autoridades indianas especializadas em crimes cibernéticos.

Seguindo as pistas, as autoridades chegaram até a mulher, que tinha registros da transferência em seu computador pessoal.

Ayushi já havia transferido o dinheiro para as contas de amigos e pessoas próximas. Mas graças a ação polícia, toda a quantia pode ser resgatada e devolvida para a plataforma de criptomoedas.

Uma questão complexa na Índia

O caso de Ayushi é o primeiro a respeito de roubo de criptomoedas a ser registrado após a Suprema Corte do país suspender a proibição de negociação de ativos digitais.

Até o início estas transações eram crimes na Índia, e o tema foi bastante debatido até esta resolução ser tomada. Espera-se que o caso deste roubo a discussão não volte à tona novamente.

Até porque, ainda não está claro como funcionam exatamente os negócios da Bitcipher Labs.

Seja como for, a mulher confessou o crime assim que foi detida pelas autoridades. De acordo com a mídia local, há indícios de que Ayushi tenha roubado o montante em Bitcoin para iniciar a sua própria plataforma de negociação com criptomoedas.

Um dos motivos para a hipótese é o fato de que ela converteu BTCs em Monero e transferiu para sua conta Binance.

Com relação à forma como a mulher conseguiu acesso a chave de criptografia da empresa, as autoridades afirmaram que ela usou uma senha com uma sequência de palavras ou texto para ganhar acesso a carteira.

Depois de investigar uma lista de funcionários e ex-funcionários da Exchange, foi possível chegar em Ayushi, que havia deixado o emprego no local recentemente.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Últimas notícias