Possível pirâmide DeFi ataca em Cuba e Venezuela

Países socialistas tem sido alvo de ataques de esquema que promete 5% ao dia.

Siga no
Pirâmide
Pirâmide

A onda DeFi toma conta de boa parte do setor das criptomoedas em 2020, chamando atenção até de golpistas. Uma possível pirâmide inclusive usa o DeFi para atacar em Cuba e na Venezuela.

Ambos os países sofrem embargos dos EUA e tem sua orientação política considerada socialista. Desse modo, para fugir das sanções, a população tem buscado às criptomoedas para negociar produtos de outros países.

Contudo, com o crescimento das criptomoedas nas economias, fraudes começam a chegar por lá. A mais nova suspeita é chamada de Defin Wallets, que promete rendimentos de até 5% ao dia.

Na mira desse negócio faraônico também podem estar pessoas do Egito.

Uma possível pirâmide financeira mundial usa o DeFi para atacar pessoas em vários países, inclusive Cuba e Venezuela

As pirâmides financeiras têm causado enormes prejuízos pelo mundo ao longo dos anos. Ao prometer rendimentos fixos em determinados períodos, usam mecanismos sofisticados para cometer fraudes.

Normalmente, esses esquemas fraudulentos usam novos negócios/setores para perpetuar seus golpes. Dessa forma, se aproveitam da falta de conhecimento das pessoas para oferecer negócios “milagrosos”.

Nos últimos anos, as criptomoedas têm sido alvo de golpistas, com esquemas de todos os tipos. Pirâmides financeiras usaram a imagem do Bitcoin, Ethereum, entre outras e arrasaram famílias pelo mundo.

Com a nova moda DeFi, os golpistas já correm para o novo setor, mirando principalmente populações de economias fechadas ao mundo. De acordo com o BehindMLM, um site dos EUA que denuncia esquemas de pirâmide pelo mundo, a nova empresa suspeita é a DeFin Wallets.

Em um review recente, o site publicou que a DeFin mostra um endereço de Jersey. Essa que é uma ilha que pertence a França é um famoso paraíso fiscal. Ou seja, o negócio pode nem ter um negócio fisíco como anunciado.

5% ao dia para quem investir 0.58 Bitcoins, será uma fraude?

O BehindMLM destacou que a DeFin Wallets promete rendimentos fixos ao dia e altos. O mínimo das promessas feitas é de 1% ao dia, para quem investir U$ 10 no negócio suspeito.

Já para quem investir 0.58 BTC, cerca de R$ 35 mil, considerando o preço do Bitcoin hoje, o rendimento seria de 5% ao dia. O alto retorno, acima de qualquer mercado, levanta inúmeras suspeitas.

Citando dados do Alexa, que mede os acessos ao site da possível fraude, um movimento chamou atenção. Atualmente, 17% dos visitantes do negócio são da Venezuela. Outros 12% vivem em Cuba e 8% acessam o site do Egito.

Ou seja, é possível que o site, cadastrado em 25 de agosto, esteja mirando essas populações economicamente vulneráveis para perpetuar um possível golpe. Para investir no negócio, os clientes poderiam enviar várias criptomoedas e até dólar.

Além disso, são prometidos rendimentos de marketing multinível. Dessa forma, o BehindMLM afirma que o negócio falhou no teste lógico do ponzi, se enquadrando como um golpe certo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Bitcoin Itau

Agora é possível investir em Bitcoin através do banco Itaú

Agora é possível investir em criptomoedas através do Itaú Personnalité, a novidade foi divulgada no Instagram do banco, e em um episódio de podcast...

“Bitcoin é uma grande bolha”, diz pesquisa do Bank of America

Apesar de muitos entusiastas de criptomoedas argumentarem que o Bitcoin já provou, além de qualquer dúvida razoável, que não é uma bolha, muitos gestores...

Binance anuncia listagem de ações da Coinbase

A Coinbase, a maior corretora de criptomoedas dos EUA, vai se tornar uma empresa de capital aberto nesta quarta-feira (14), sendo listada na Nasdaq,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias