Presidente da Colômbia de olho na tecnologia blockchain

Presidente quer evoluir tecnologia do país!

Siga no

A Colômbia é um dos principais países da América Latina, sendo um país aliado da China. Segundo o presidente da Colômbia (Iván Duque Márquez), com mais desenvolvimento, a nação poderá se tornar a porta de ouro da China no continente. Para isso, a Colômbia vai buscar implementar sua tecnologia, utilizando blockchain, IoT e IA.

Se em 2018 a região da América do Sul cresceu apenas 0,6%, é estimado que em 2019 seja ainda menor. Segundo informações da Cepal, do dia 31 de julho de 2019, a região deverá ter crescimento de apenas 0,2%. Entretanto, mesmo com as expectativas em baixa para a região, a Colômbia pretende ser destaque.

Colômbia deve implementar tecnologia blockchain em sua indústria

O PIB da Colômbia tem sido um dos que mais cresce na região, se aproximando do Brasil. Além disso, em meio às tensões comerciais dos EUA com a China, a Colômbia se aproxima cada vez mais do país asiático. No último dia 31 de julho, os presidentes se encontraram e discutiram o futuro em conjunto.

Para o presidente Chinês, Xi Jinping, a Colômbia tem sido um importante aliado há várias décadas. Em breve, ambos os países farão 40 anos desde o início de suas relações diplomáticas.

Para aprimorar as relações o presidente colombiano, Iván Duque Márquez, elogiou a China. Além disso, disse que seu país poderá ser o “portão de ouro” da China para a América Latina. Essa fala foi dita durante uma sessão de perguntas e respostas ao portal chinês Caixin Global.

Durante a sessão, Duque informou que espera que a relação entre os países certamente seja proveitosa. O presidente disse que deverá investir em diversas áreas, como: comércio, energia, construção de infra-estrutura, conectividade, economia digital e indústrias criativas.

“A Colômbia tem taxas de consumo massivas, é o terceiro país em população latino-americana. Também é um país que tem um dos quatro centros de revolução industrial com o Fórum Econômico Mundial trabalhando com IOT, AI e blockchain, o que significa que a Colômbia é vista como um lugar para essa transformação tecnológica”

FMI alerta para fragilidade econômica na América Latina

De acordo com o FMI, as projeções de crescimento para a América Latina não são otimistas. Em coletiva no último dia 29 de julho, Alejandro Werner disse que a causa disso seria os problemas entre a China e os EUA.

O FMI estima que em 2019 a região alcance o PIB de apenas 0,6%, o mais baixo desde 2016. Entretanto, Werner informou que as chances de uma recessão na região ainda não são altas. Finalmente, um dos destaques de crescimento seria justamente a Colômbia, que espera ter um crescimento de mais de 3%.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

“Nunca emprestamos dinheiro para a Singu”, diz BitcoinTrade em caso da Natura e Tallis...

A Natura é uma das empresas mais conceituadas do Brasil e um investimento considerado seguro por muita gente. Como qualquer outra ação, os títulos...

Coluna do TradingView: Bitcoin e a briga de compradores e vendedores

Bitcoin chegou no topo e já ensaiou um rompimento, mas falhou. O preço está brigado no topo e se romper pode ser um estouro....

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...

Últimas notícias

Coluna do TradingView: Bitcoin e a briga de compradores e vendedores

Bitcoin chegou no topo e já ensaiou um rompimento, mas falhou. O preço está brigado no topo e se romper pode ser um estouro....

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...