Primeiras transações após atualização do Bitcoin são de brasileiros

Algumas transações após a atualização já registraram a presença de brasileiros.

Siga no
Mão segurando Bitcoin com bandeira do Brasil e mãos ao lado esperando para receber transações
Mão segurando Bitcoin com bandeira do Brasil e mãos ao lado esperando para receber transações

A atualização do Bitcoin já foi confirmada na rede, com brasileiros já experimentando as vantagens do Taproot em transações.

A atualização era esperada há alguns meses pela comunidade mundial do Bitcoin, que viu a última ser realizada em 2017, quando houve a implementação do Segwit.

No entanto, o Taproot é uma atualização que pode ser considerada a mais importante da história do Bitcoin, ao trazer mais privacidade para o ecossistema da moeda digital.

O evento aconteceu no bloco 709.632, mas só no bloco 709.635 as primeiras 14 transações habilitadas com Taproot apareceram.

Brasileiros deixam mensagens após atualização Taproot do Bitcoin

O brasileiro Narcélio Filho foi um dos primeiros a utilizar a atualização Taproot do Bitcoin, minerado na madrugada de sábado para domingo (14). Segundo ele, três brasileiros fizeram 3 das 14 primeiras transações mineradas após a atualização.

“O primeiro bloco com Taproot foi o 709635 (contendo 14 transações desse tipo) e 3 são de brasileiros!”

Em sua publicação, o criptógrafo e fã do Bitcoin disse que a sua foi a quinta transação incluída no bloco. Para isso, ele utilizou frações que tinha recebido por Márcio Gandra quando fizeram o experimento de enviar Bitcoin após este refletir na lua, ocorrido em abril de 2021.

Ele havia publicado um dia antes que estava aguardando o bloco para poder participar da iniciativa tão aguardada mundialmente, e deixou uma mensagem no bloco de “Narcelio is still here“, que na tradução literal seria algo como “Narcélio ainda está aqui”.

Narcélio filho explicou que já tinha testado o Segwit e agora fez o mesmo com Taproot: “na correria”

Em conversa com o Livecoins, Narcélio lembrou que foi um dos primeiros a testar o Segwit em 2017, repetindo seus testes agora com o Taproot.

Eu sempre gosto de experimentar essas novas funcionalidades do Bitcoin, para aprender o funcionamento. E é sempre divertido fazer na correria para marcar presença no primeiro bloco. Fiz no dia do SegWit e fiz de novo agora.

Eu já tinha feito uns testes na testnet, mas deixei para fazer a transação na última hora, parecia haver tempo. Eu estava até tranquilo até que de repente passaram 18 blocos em uma hora! 5 em um minuto. Daí comecei a correr para terminar, senão não daria tempo. Consegui montá-la faltando alguns minutos.

O mais estranho é que depois da ativação, nada das nossas transações entrarem nos blocos. A AntPool minerou um sem nenhuma com taproot, depois outro e nada. Mas aí veio o terceiro e elas entraram. Daí fica a suspeita de que talvez eles tenham mentido no começo do ano, durante a sinalização, e não estavam com suporte coisa nenhuma.

João Dias se inspirou em Narcélio para testar o Taproot

O brasileiro João Dias (jão) foi outro a testar a atualização do Bitcoin, publicando uma homenagem a Narcélio Filho, do qual afirma que foi uma inspiração para estudar mais a fundo sobre o Bitcoin, disse ao Livecoins.

“No meu caso eu só consegui fazer porque o Narcelio foi uma inspiração pra mim. Na época que saiu o Segwit ele fez algo parecido. Isso abriu meus olhos pra estudar mais a fundo o Bitcoin”.

Pelo Twitter, um dos primeiros brasileiros a testar o Bitcoin ainda criou uma discussão onde explicou mais sobre os detalhes dos seus testes.

Otto estava aguardando há dias para enviar sua transação

Outro brasileiro a enviar transação com Taproot foi Otto, que também já testou a nova tecnologia do Bitcoin e publicou uma mensagem. Em conversa com o Livecoins, o entusiasta brasileiro disse que já estava há vários dias com sua transação pronta, apenas aguardando o momento exato de propagar ela pela rede.

“Eu já estava com minha transação pronta vários dias antes, só esperando a hora de enviar.”

Ele lembrou que em uma conversa de voz pelo Discord, na comunidade The Bitcoin, onde vários interessados conversavam sobre o assunto. Segundo ele, foi muito legal participar do início da implementação do Taproot na rede Bitcoin, que foi bem corrido.

Otto disse que eles ficaram acompanhando tudo pelo site mempool.space, que deixou o bloco de ativação do Taproot dourado e brilhando, estourando confetes quando ele foi validado na rede. No entanto, a transação de ninguém foi aprovada neste, demorando alguns blocos até que o primeiro validasse suas transações, o que não deixou de ser divertido.

Até que, faltando um, o mempool.space ficou com o bloco seguinte dourado e brilhando. Alguém avisou que já podia enviar a transação (a gente achou que só poderia no seguinte) e mandamos. Um cara chamado b10c tinha feito um programa que monitorava as transações taproot do bloco e estava transmitindo isso. Vimos nossa transação entrando na mempool pela live dele.

Até que o bloco chegou, confetes estouraram na mempool.space. Mas nada das nossas transações (nem nenhuma taproot). Daí veio outro bloco sem elas, mais um. Achei até que tinha falhado a atualização do taproot, quando finalmente no bloco seguinte elas vieram.”

Preço não deve se alterar no curto prazo, mas fundamentos são muito bons

Essas mudanças não deverão refletir no preço do Bitcoin no curto prazo, visto que o mercado ainda não avaliou o que a nova atualização vai trazer de benefícios ainda, mas o cenário certamente é promissor para quem quer utilizar a rede como meio de pagamento.

Vale lembrar que essa atualização não será tão usada por transações e usuários comuns, em comparação com o SegWit. Apesar disso, transações multisig já representam 11% de todos os envios e esta atualização deverá beneficiar todos os usuários da rede.

De qualquer forma, a implementação do Taproot está sendo esperada desde junho de 2021, quando a rede de mineradores concordou com a atualização. Como o Bitcoin é uma moeda descentralizada, a tomada de decisão nela envolve ter o consenso da maior parte da rede, o que acabou acontecendo e não causou disputas.

O desenvolver e educador do Bitcoin Jimmy Song disse que em seus primeiros testes com o Taproot ele percebeu que a solução foi muito bem desenhada.

“Eu sabia que era conceitualmente inteligente, mas agora sei que a coisa toda foi projetada muito bem. Bom trabalho aos Bitcoin core devs e todos que ajudaram a fazer o Taproot acontecer!”

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Homem com capacete de alumínio chamando Bitcoin de Fake News

“Bitcoin é lixo, prefiro Shiba Inu e Dogecoin”, diz ex-político holandês

Para um ex-político holandês que ficou rico com Dogecoin, as criptomoedas inspiradas em cachorro DOGE e SHIBA são melhores que o Bitcoin. o Milionário...

Jack Dorsey abandona Twitter e agora pode se dedicar ao Bitcoin

Jack Dorsey, criador do Twitter, abandonou o cargo de diretor executivo da empresa nesta segunda-feira (29). Seu cargo será ocupado por Parag Agrawal que...

Iate virtual é vendido por R$ 3,7 milhões no Metaverso

O setor do Metaverso parece estar ganhando cada vez mais tração nos últimos dias, após a venda de um terreno por R$ 14 milhões...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias