Primeiro ETF de criptomoedas do Brasil capta R$ 615 milhões

O ETF foi aprovado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em março e foi coordenado pela Genial Investimentos.

Siga no
Bandeira do Brasil com Bitcoin
Bandeira do Brasil com Bitcoin

O primeiro fundo negociado em bolsa (ETF) de criptomoedas do Brasil levantou R$ 615,25 milhões em sua emissão primária, de acordo com comunicado divulgado pela gestora Hashdex.

Ao todo a empresa emitiu 12.305.014 cotas para atender 28.358 pedidos de reserva do ETF HASH11, com cada cota a R$ 47,02 e taxa de ingresso a R$ 2,98.

“A primeira emissão foi finalizada nessa quinta-feira (22), conforme o planejado, gerando um montante total de R$ 615.250.700,00, com a liquidação financeira dos pedidos de subscrição realizados pelos agentes autorizados.” diz o comunicado.

O valor captado pelo fundo cripto superou as expectativas e ultrapassou em quase 150% o mínimo pretendido pela gestora, de R$ 250 milhões, o que mostra que os brasileiros estão cada vez mais interessados em investir em criptomoedas.

Estreia HASH11. Imagem: Hashdex
Estreia HASH11. Imagem: Hashdex

ETFs (Exchange Traded Funds) são produtos que combinam características de fundos de investimentos e de ações.

O lançamento do HASH11, previsto para acontecer nesta segunda (26) é um grande avanço na adoção de criptomoedas no Brasil, principalmente para o investidor institucional que, por motivos regulatórios, não pode comprar bitcoins ou outras criptomoedas diretamente. Apesar disso, 78% dos pedidos foram feitos por pessoas físicas.

O índice Nasdaq Crypto Index (NCI)

O ETF HASH11 segue o índice Nasdaq Crypto Index (NCI), que foi desenvolvido pela Nasdaq em parceria com a Hashdex.

“O HASH11 é um fundo de índice listado na bolsa brasileira (B3) que replica o Nasdaq Crypto Index (NCI), índice que busca refletir globalmente o movimento do mercado de criptoativos, oferecendo exposição diversificada, com custódia segura, liquidez e simplicidade para portfólios de todos os tamanhos”, disse a Hashdex.

O ETF foi aprovado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em março e foi coordenado pela Genial Investimentos, Itaú BBA, BTG Pactual e teve adesão também do Banco do Brasil. Ele é composto por 6 criptomoedas, sendo na seguinte proporção:

Composição do Nasdaq Crypto Index (NCI)

A Hashdex disse:

“Os pedidos de subscrição feitos pelos agentes autorizados foram integralmente atendidos. O valor líquido captado, após a dedução da Taxa de Ingresso (Estruturação), foi integralmente utilizado na emissão de cotas do Fundo. Prevista para essa quinta-feira (22), a data de listagem do ETF HASH11 na B3 S.A. Brasil, Bolsa, Balcão foi alterada para a próxima segunda-feira (26).

Também é importante relembrar que o ETF HNCI “visa replicar o Nasdaq Crypto Index (‘NCI’), índice desenvolvido pela Hashdex em parceria com o Nasdaq para representar de maneira geral o mercado de Criptoativos. Ao buscar refletir um índice que foi projetado para representar dinamicamente o mercado de Criptoativos, o fundo é capaz de oferecer uma exposição diversificada a um setor em rápido desenvolvimento”.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Cachorro Shiba Inu, símbolo da Dogecoin, prestando atenção criptomoeda

Buscas por Dogecoin superam as por Bitcoin no Google pela primeira vez na história

Dogecoin é uma das criptomoedas que mais chamaram atenção nos últimos meses. Após ter sido promovida por Elon Musk e várias outras celebridades, a...
Criptomoeda Ethereum preço

Taxas do Ethereum ultrapassam R$ 1.550

Fazer uma transação na rede Ethereum agora custa mais de US $ 300, cerca de R$ 1.564 - o motivo é que a rede...
ICP Internet Computer

O que é a “Internet Computer”? Criptomoeda já nasce no top 5 do mercado

Uma nova criptomoeda surpreendeu o mercado nesta terça-feira (11), ao alcançar a oitava posição em valor de mercado. Criada há alguns anos, o projeto...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias