Primo Rico diz que “pisca” e o Bitcoin valoriza mais

Thiago Nigro, que recente se arrependeu da venda de Bitcoin, voltou a comentar sobre a moeda.

Primo Rico, Thiago Nigro se lamenta pela veda de Bitcoin
Primo Rico lamenta venda de Bitcoin - Reprodução/YouTube

Acompanhando há alguns anos a alta do Bitcoin, o youtuber Thiago Nigro voltou a comentar sobre o assunto. De acordo com o Primo Rico, como é conhecido pela internet, quando ele “pisca”, o Bitcoin valoriza no mercado.

Ele acompanhou atento ao desempenho do Bitcoin nas últimas três semanas, quando o Bitcoin rompeu todos os históricos seguidamente. Recentemente, o Primo Rico confessou que vender Bitcoin foi o seu maior erro financeiro já cometido.

Isso porque, o primo teria comprado Bitcoin em 2014, mas vendeu após algum tempo. Em 2019, ele havia recomprado a moeda, entretanto, vendeu novamente após a corretora de Bitcoin da XP Investimentos, a XDEX, encerrar suas atividades no Brasil.

Novamente o primo lamenta pela oportunidade, olhando atento para uma possível correção.

Primo Rico afirma que ao piscar, o Bitcoin sobe

É inevitável que a alta do Bitcoin em 2020 seja totalmente diferente daquela vista em 2017. Com a justificativa da ampla adoção institucional, quando empresas e bilionários compram Bitcoin desde 2020, o preço da moeda segue em alta.

Desde o dia 16 de dezembro, quando o Bitcoin rompeu os U$ 20 mil, não houve ainda uma região de forte resistência. Esse termo, comum entre traders de mercado financeiro, indicaria uma região onde a alta não consegue romper com facilidade.

Segundo Charlie Bilello, por exemplo, não se passou mais de três dias sem que o Bitcoin rompesse o topo histórico nas últimas semanas. O fundador da Compound Capital Advisors analisou o rápido crescimento do Bitcoin. Nesta quinta-feira (7), o Bitcoin chegou a ultrapassar os U$ 40 mil.

No Brasil o movimento também é insano, com o preço do Bitcoin superando com força os R$ 200 mil. A cotação máxima da moeda chegou a se aproximar de R$ 220 mil, ajudado ainda pela alta do dólar, que fechou cotado a R$ 5,40 hoje.

Dessa forma, com a rapidez da alta do Bitcoin, o Primo Rico disse que não pode piscar que o Bitcoin sobe. De acordo com ele, a valorização do ativo digital teria registrado uma valorização de 100% em três semanas, mas ao piscar teria que atualizar o registro.

Apesar disso, Primo está atento a quedas no preço da moeda

Ao ser questionado, com ironia, por um seguidor se esse era o investimento em que ele deveria dar uma entrada, Nigro reagiu marcando Nonô. O perfil de Nonô é conhecido por encontrar ativos que dão prejuízos, e o Primo pediu a opinião do “especialista” sobre o momento do Bitcoin.

Citado, Nonô chamou o Bitcoin de bolha, apesar de ser uma verdade difícil de engolir. Thiago Nigro não comentou mais o assunto após essa visão. Ainda sim, o Bitcoin é o ativo que continua sendo, cada dia mais, o pior trade do Primo Rico.

Desde o primeiro dia de 2021, o Bitcoin já valorizou 35% em relação ao Dólar. Já em relação ao Real, a valorização já supera 41% hoje. Cabe o destaque que esses foram os primeiros sete dias do ano, mas a alta iniciou em 2020 e ainda não encontrou um freio.

Dito isso, é importante que novos investidores se atentem ao momento do Bitcoin, que pisa em terras desconhecidas. Dessa forma, com recordes sucessivos, não há garantias que a alta é infinita. Logo, para investir nesse mercado hoje, as pessoas devem observar com cuidado as possíveis entradas, tomando cuidado com o gerenciamento de risco.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias