Prisão pode atrapalhar blockchain da Huawei

Um tensão entre dois estados!

-

Siga no
Anúncio

A Huawei é uma das maiores empresas da China, e foi envolta na crescente tensão entre os EUA e seu país, com a prisão da Vice-Presidente Financeira da empresa na data 06/12/2018.

A prisão abalou o mercado mundial de bolsas tradicionais, no Brasil o dólar fechou a R$ 3.87 e o clima na B3 também não foi legal, com queda no Índice Bovespa.

A crescente tensão comercial entre os EUA e a China, que deveriam ter se amenizado após o G20 de Buenos Aires no último fim de semana, culminou na prisão de Meng Wanzhou, CFO da Huawei.

Anúncio

A prisão aconteceu no Canadá, e a mesma poderá ser extraditada ao Estados Unidos para julgamento, visto que a ação foi a pedido da justiça dos EUA.

A justificativa para a prisão, foi que a mesma teria ignorado as sanções impostas ao Irã pelos EUA, uma situação que Donald Trump já havia indicado que não seria permitida de forma alguma.

Para a Huawei, a prisão foi injusta e a empresa insiste que não possui relação com o Irã, e nem que trabalha como espiã para a China, outro rumor que teria justificado a prisão de Meng.

A Huawei é uma das maiores distribuidoras de equipamentos de telecomunicações do mundo, e a segunda maior em produção de Smartphones, visto que superou a Apple recentemente e fica atrás apenas da sul-coreana Samsung.

O detalhe é que a empresa anunciou sua blockchain privada recentemente (29 de novembro), e isso atrapalha os planos da empresa de fechar parcerias, o que é um dos pilares destes modelos de negócios, também conhecidos como DLTs.

A aplicação chamada de Huawei Cloud possui como foco empresas, com versões profissionais free até o dia 31 de dezembro de 2018 disponível.

A blockchain privada da empresa faz parte dos planos de expansão tecnológica da empresa, mas que agora podem ter problemas ao se deparar diretamente com a maior potência do mundo em seu encalço.

A prisão da CFO da empresa, que também é filha do fundador, ainda terá desdobramentos sérios no mundo todo, e a blockchain Huawei Cloud pode encontrar resistências em sua adoção.

Cabe o destaque ainda que blockchains públicas como o Bitcoin são incensuráveis, e funciona independente da política e de estados.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Bitcoin bate novo recorde e capitalização total do mercado cripto ultrapassa US $ 400 bilhões

O Bitcoin continua batendo recordes em 2020, com seu valor chegando aos 13.500 mil dólares na madrugada desde domingo (25).  A maioria das criptomoedas...

Reality Show de startups terá palestra sobre blockchain

Um Reality Show voltado ao público de startups está promovendo uma série de debates públicos sobre tecnologia a inovação. Uma das palestras terá a...

“Se você acha que imposto é roubo, chama a polícia”, diz Kim Kataguiri

Em um entrevista para o canal Letícia Shirakiin, o Deputado Federal Kim Kataguiri foi questionado se imposto é roubo. A resposta veio em tom de...