Procon monitora metaverso para entender relações de consumo

Um evento que começa nesta terça-feira (13) reúne vários Procons.

Pelo menos 50 Procons do Brasil discutem nos próximos dias sobre várias inovações que impactam as relações de consumo, como o metaverso, por exemplo. Tema ainda novo para muitos, plataformas de imersões virtuais começam a chamar atenção das autoridades.

Nesta terça-feira (12), o evento I Seminário Estadual das relações e Consumo e II Fórum Latino Americano de defesa do consumidor, promovido pelo Procon de Caxias do Sul se inicia. O evento vai até a próxima sexta-feira (16).

Surgindo na década de 1990, o tema metaverso prevê a construção de plataformas que podem facilitar a interação em uma nova era da internet. Nos últimos meses, o conceito foi incluído na temática da Web3, que trabalha também com NFTs e criptomoedas em busca de avanços nas conexões digitais.

Procons discutirão sobre inovação e metaverso

O tema do metaverso ganha cada vez mais espaço na agenda das autoridades brasileiras. Recentemente, o próprio presidente Jair Bolsonaro (PL-RJ) fez testes com a tecnologia virtual em uma reunião com o Ministro da Comunicação, Fábio Farias.

Uma operação do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ) deflagrada no metaverso removeu vários sites falsos da internet no Brasil, mostrando que os ambientes digitais já têm problemas encontrados.

Dessa forma, o Procon de Caxias do Sul organizou um seminário que abordará vários temas, como LGPD, conectividade, inovação e tecnologia 5G, para entender como é a política de relações de consumo nesses ambientes digitais e aprimorar a relação entre fornecedores, consumidores e entidades de defesa do consumidor.

Com a expectativa de receber no evento representantes de 50 Procons do Brasil, o tema metaverso é um dos que será acompanhado pelos participantes.

Vale lembrar que muitos metaversos lançados neste mercado possuem envolvimento com criptomoedas, como o The Sandbox e Decentraland, por exemplo, dois dos mais famosos. A Meta (ex-Facebook) é outra que trabalha no lançamento de uma plataforma de interações virtuais.

Metaverso e os problemas da realidade

Para Jair Zauza, coordenador do Procon Caxias do Sul, o consumidor está cada vez mais imerso em ambientes digitais, consumindo nessas plataformas. Assim, é importante que autoridades acompanhem a evolução da tecnologia, disse Jair.

“O consumidor pós pandemia, está vivendo em um mundo cada vez mais digital, mais integrado e conectado, cabe o desafio aos procons integrar consumo, natureza e sustentabilidade, harmonizando e humanizando as relações digitais de consumo. Se não entendermos as mudanças do mundo, não vamos entender as novas regras de consumo.”

Recentemente, alguns tributaristas já começaram a pensar em formas de cobrar impostos no metaverso, indicando que situações da realidade devem chegar aos ambientes virtuais.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias