Projeto de NFT Ethereum promete revitalizar Amazônia e é criticado

Projeto chega prometendo jogo e DAO, será que é real?

Folha de papel com emoji triste em árvore, em sinal de floresta degradada
Folha de papel com emoji triste em árvore, em sinal de floresta degradada

Com pouca transparência e muita ambição, um projeto de NFT baseado em Ethereum promete que comprará terras na Amazônia para proteger a floresta, criando um cinturão de preservação ambiental.

Chamada Nemus, a solução promete ser uma nova proteção ambiental a ser promovida, através de uma organização autônoma descentralizada (DAO). Contudo, a ambição do projeto protetor da natureza não deixa muito claro com quem fica os recursos arrecadados com investidores de NFTs até que o tal DAO seja criado.

Além de tudo isso, o projeto ainda promete criar um jogo NFT com a participação das imagens adquiridas pelos apoiadores.

“Contrataremos índios e vamos revitalizar a floresta amazônica”, promete projeto de NFT Ethereum que foi criticado

Nos últimos anos o mercado de criptomoedas viu florescer muitas ideias boas, embora muitas não tenham ido muito longe. Além de não ir aquém do inicialmente programado, é comum que outros projetos se revelem golpes contra investidores em um mercado que viu proliferar fraudes em nome da inovação.

De qualquer forma, novas ideias continuam surgindo e uma delas parece ser a Nemus, ainda em fase inicial de captação de recursos com investidores via venda de NFTs. Esse financiamento servirá, segundos os líderes do projeto, para comprar terrenos abandonados na Amazônia, que serão revitalizados.

Há uma proposta de plantar castanha-do-pará e até contratar índios para ajudar com sua mão de obra, tudo com a intenção de gerar renda sustentável e ajudar na conservação da maior floresta do mundo, em boa parte ocupada pelo território brasileiro.

Contudo, para um projeto de cunho ambiental, esse foi um que não passou ileso de críticas pelo seu envolvimento com as criptomoedas, sendo principalmente por utilizar a criptomoeda Ethereum para mineração.

“Aparentemente, o projeto baseado na conservação ambiental decidiu simplesmente encobrir o enorme consumo de energia, emissões e resíduos eletrônicos decorrentes da blockchain Ethereum.”

Essa crítica foi feita pelo portal Web3isGoingGreat, que declarou que o projeto que capacitar policiais locais, usar drones na Amazônia, criar guardiões da floresta, mas nem isso está totalmente claro no whitepaper.

Muitas criptomoedas sociais e de proteção ao meio ambiente surgindo

Sem desmerecer a intenção do projeto Nemus, que é digna e promissora caso os objetivos sejam realmente alcançados, mas o terreno em que este está pisando também está recheado de novos projetos suspeitos.

Isso porque, nos últimos meses vários projetos surgiram prometendo muito e cumprindo pouco, como um projeto de ajudar os pobres, que arrecadou recursos e segue sendo acusado por clientes de lhes dar prejuízos.

Além dessas, outras criptomoedas e tokens que surgiram com promessas de ajudar o meio ambiente não cumpriram o que prometeram, mostrando ser importante ter cautela com investir em projetos novos e que não deixam todas as informações totalmente transparentes.

Em um comunicado compartilhado com o Livecoins, a advogada Julia Franco, sócia na área de mercado de capitais do escritório Cescon Barrieu, lembrou que a CVM não regula esse mercado, mas todos tokens emitidos no país devem ser avaliados pela autarquia.

“O Token ou NFT é uma representação de um ativo e a propriedade dessa representação é comprovada pelo registro no blockchain e é importante ter a certeza de que ele realmente existe. Como o processo de tokenização é considerado simples, o comprador deve se certificar de que a negociação é legítima e realmente resulta na transferência da propriedade de um bem específico, bem como que o vendedor pode efetivamente dispor desse bem”.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias