Qual criptomoeda de privacidade é a preferida dos investidores?

Quando o assunto são criptomoedas de privacidade, Monero, Zcash e Dash são a resposta. Essas altcoins oferecem total ou parcialmente transações em que os dados são completamente sigilosos. Isso significa que as transações jamais podem ser rastreadas.

Com um crescimento por esse tipo de transação envolvendo criptomoedas, uma pesquisa revelou qual das três é a preferida entre os investidores.

Transações com privacidade total dos dados é um assunto controverso no mercado de criptomoedas. Embora muitos apontem que é necessário que existam tais transações, redes e criptomoedas voltadas para o anonimato nem sempre revelam boas intenções.

Monero (XMR) é a criptomoeda com transações anônimas preferida pelo público

A pesquisa ouviu mil entrevistados que utilizam criptomoedas de privacidade. Segundo o resultado, a Monero foi o escolhida entre os entrevistados. Desse modo, 54% decidiram pela (XMR). Enquanto isso, 27% dos usuários decidiram pela Zcash como sua altcoin preferida quando o assunto é privacidade.

Já em terceiro lugar ficou a (DASH), que conseguiu apenas 19% dos votos dos usuários que participaram da entrevista. Contudo, o resultado reflete uma situação um pouco diferente no ranking das maiores criptomoedas do mercado.

Enquanto a Monero (XMR) está em 13º lugar entre as maiores do mercado em capitalização, a DASH vem logo atrás, na 14ª posição. A Zcash (ZEC) fica em último neste caso, na 21ª posição respectivamente.

Com tecnologias diferentes, cada uma dessas altcoins procura trazer privacidade a suas transações ao seu modo. No caso da Monero (XMR), por exemplo, a criptomoeda consegue essa privacidade através de um mecanismo de prova de trabalho. Nesse caso, existe um registro das transações, não legível, porém público. O diferencial do sistema está em que pessoas não autorizadas não podem fornecer e ou acessar informações sobre as transações ali armazenadas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Últimas notícias