Como a queda do dólar afeta investidores brasileiros de Bitcoin

Embora não seja o principal fator que esteja alimentando as perdas em investimento de Bitcoin, a queda do dólar é um agravante para quem está comprado na maior criptomoeda do mercado.

Bitcoin e notas de dólar na frente de telas de gráficos de mercado.
Bitcoin e notas de dólar na frente de telas de gráficos de mercado.

Com o Bitcoin em queda desde seu topo histórico em novembro, outro fator está contribuindo para as perdas dos investidores brasileiros: a queda do dólar em relação ao real.

Embora não seja o maior vilão desta história, a queda do dólar — ou a alta do real, caso prefira — já ultrapassa a marca dos 10% nos últimos dois meses. Fazendo a moeda americana voltar aos R$ 5 pela primeira vez nos últimos oito meses.

Além de derrubar ainda mais o valor do Bitcoin, conforme ele é precificado majoritariamente em dólar, isso também tem impacto em setores. Como destaque, podemos citar mineração de criptomoedas, mais especificadamente de Ethereum.

Por que o dólar está caindo?

Segundo especialistas, um dos principais motivos pela queda do dólar é a sua recente inflação, a mais alta das últimas quatro décadas, causada pela política financeira dos EUA desde o início da pandemia da Covid-19.

Vale notar que os EUA não são o único país com tal problema, pelo contrário. Todavia outros países estão tomando medidas mais agressivas para controlar a inflação.

Dito isso, embora a inflação do real seja maior que a do dólar, a Taxa Selic está definida em 10,75% ao ano, enquanto as taxas de juros americanas permanecem nos 0,25%. Em outras palavras, os investidores estão preferindo o real.

Dólar americano (USD) / Real brasileiro (BRL). Fonte: Tradingview

Analisando um intervalo de dois meses, desde 23 de dezembro de 2021, o dólar perdeu cerca de 10% de seu valor em relação a nossa moeda. Isso mesmo com a pequena valorização desta quinta-feira (24). Contudo, embora isso seja bom para nossa economia, investidores de Bitcoin já podem sentir o impacto.

Investidores de Bitcoin sofrem com queda do dólar

Embora não seja o principal fator que esteja alimentando as perdas em investimento de Bitcoin, a queda do dólar é um agravante para quem está comprado na maior criptomoeda do mercado.

Com o Bitcoin caindo 30% nos últimos dois meses em relação ao dólar, principal par do BTC, investidores brasileiros estão com perdas ainda maiores quando os números são vistos em reais. No mesmo período, o BTC caiu 37% em relação ao real devido à valorização do mesmo.

Bitcoin (BTC) / Dólar americano (USD). Fonte: Tradingview
Bitcoin (BTC) / Real brasileiro (BRL). Fonte: Tradingview

Visto isto, é importante levar o par USD/BRL em conta na hora de comprar Bitcoin. Sobre o futuro, espera-se que o Fed aumente a taxa de juros, o que, em tese, faria o preço do BTC cair, entretanto, o real também cairia. Então isso pode ter pouco impacto para brasileiros.

Mineração de Ethereum no Brasil

Sofrendo ainda mais perdas que o Bitcoin, investidores de Ethereum, segunda maior criptomoeda do mercado, também enfrentam interferência do mercado tradicional. Entretanto, tudo fica ainda mais complicado para os mineradores.

Além da desvalorização do Ethereum, 6% maior em relação ao real do que ao dólar, outros pontos merecem a nossa atenção quanto o assunto é mineração. Primeiramente, as taxas de transação do Ethereum estão caindo e, embora não estejam tão baratas, isso diminui o rendimento dos mineradores no mundo todo.

Taxas de transação do Ethereum no menor nível dos últimos três meses. Fonte: The Block / Coin Metrics

Entretanto, a queda do dólar também possui outro agravante para estes empreendedores e jogadores que mineram casualmente. Afinal, conforme o dólar cai, mais cara fica a energia quando convertida para USD.

Em outras palavras, o custo energético tem grande impacto nesta competição, forçando quem tem mais custos a encerrar suas atividades primeiro. Portanto, as mudanças no preço do dólar tem grande impacto nos investimentos diretos e indiretos em Bitcoin. Bem como em Ethereum e outras criptomoedas, merecendo assim a nossa atenção na hora de investir.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias