R$ 1.6 bilhão em Ethereum já foram queimados após atualização

Mais de US$ 311 milhões em Ethereum saíram do mercado, provando que o sistema de controle de emissão de moedas está sendo um grande sucesso, pelo menos de um ponto de vista técnico.

Siga no
Criptomoeda Ethereum mãe do DeFi
Criptomoeda Ethereum em destaque

Desde o lançamento da atualização London, muitos estão de olho em como o ecossistema do Ethereum está se comportando. Em apenas 3 semanas após a atualização, a rede já queimou mais de 100 mil ETH, deixando muitos investidores animados com a criptomoeda. 

A companhia Bitfly foi uma das que chamaram a atenção para o fato, postando no Twitter que 21 dias após a atualização o Ethereum já queimou um valor na casa das centenas de milhões de dólares em moedas.

“100 Mil ETH (US$ 311.180.672) foram queimados em 21 dias.”

Com isso, mais de US$ 311 milhões em Ethereum saíram do mercado, provando que o sistema de controle de emissão de moedas está sendo um grande sucesso, pelo menos de um ponto de vista técnico.

Todo o processo por trás da atualização London diminuiu a inflação da Ethereum de forma significante, com uma diminuição de 25% na taxa de emissão de novas moedas no mercado.

Essa quantia é queimada durante as transações, com uma taxa obrigatoriamente indo para endereços não recuperáveis. Com o controle da emissão dessas moedas, o Ethereum controla a sua inflação, que como sabemos deprecia o preço da moeda com o tempo.

Vale ressaltar que o Ethereum não se tornou uma criptomoeda deflacionária por assim dizer, apenas controlou a sua inflação (o que já é algo muito bom para o desenvolvimento de qualquer projeto financeiro do tipo.)

Além da queima das moedas durante as transações, a atualização também melhorou consideravelmente como é feita a estimativa de gás para cada transação, deixando a blockchain até mesmo mais user-friendly. 

Com o Ethereum ganhando força no seu preço junto com a recente alta do Bitcoin, é possível extrapolar que no futuro essa dinâmica possa exercer ainda mais influência na valorização do ativo digital.

O controle de sucesso de parte da inflação do Ethereum é um ótimo fundamental para a moeda, garantindo, que pelo menos o projeto está caminhando para o lado certo. Isso, com as atualizações futuras e com a mudança do ETH de PoW para PoS, faz com que os investidores fiquem animados com o que o futuro reserva para o Ethereum.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Criptomoeda Dogecoin

Elon Musk curte que cinema planeja aceitar Dogecoin

Elon Musk curtiu uma publicação de que a maior rede de cinemas do mundo planeja aceitar Dogecoin como meio de pagamento, a rede AMC...

Presidente da SEC diz que criptomoedas só valem algo porque alguém vai querer comprar...

O Presidente da SEC, Gary Gensler, novamente voltou a falar sobre o criptomercado e sobre as moedas digitais. Desta vez Gensler demonstrou estar bem menos...
Binance sob pressão Brasil

Binance anuncia fim de negociações de derivativos na Austrália

A Binance é a maior corretora de criptomoedas do mercado global e com certeza um importante pilar para todo o setor. No entanto, com...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias