Receita Federal pode rastrear Bitcoin, diz auditor fiscal

Um dos responsáveis pela investigação da Gas Consultoria fez declaração.

Após detalhes da investigação da Gas Consultoria vir a tona, um auditor fiscal da Receita Federal do Brasil afirmou que o órgão fiscal consegue rastrear criptomoedas de suspeitos.

Nos últimos anos, a cotação do Bitcoin subiu muito no mercado e muitas pessoas buscaram conhecer a tecnologia. Operando fora do sistema financeiro tradicional dos bancos centrais, essa moeda surgiu para dar a população mundial uma nova moeda.

Contudo, com essa inovação crescendo no gosto popular algumas pessoas que atuam no crime buscaram mais informações sobre a tecnologia. Assim, mesmo que o Bitcoin não seja uma moeda que tenha sua finalidade o cometimento de crimes, acabou sendo utilizado em alguns esquemas.

Receita Federal consegue rastrear Bitcoin, garante auditor fiscal

Um dos golpes que chamaram atenção no Brasil nas últimas semanas foi a Gas Consultoria, um suposto esquema de pirâmide que arrasou várias pessoas em Cabo Frio e cidades da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro.

Durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão, cerca de R$ 150 milhões em Bitcoin foram apreendidos na Operação Kryptos, que até prendeu Glaidson dos Santos e outros líderes.

Esse caso não é o único que viu milhões em Bitcoin ser apreendido pelas autoridades brasileiras até hoje, visto que a Indeal já havia visto milhões de Bitcoin ser apreendidos pelo FBI e colocados a disposição da justiça federal no Brasil.

Em conversa com o Extra, o auditor fiscal Michel Lopes Teodoro, da Receita Federal no Brasil, afirmou que a autarquia já rastreia Bitcoin de esquemas criminosos, apesar de muitas pessoas terem a impressão equivocada de que isso não acontece no país hoje.

Ele destacou que as pessoas que compram e investem operando na lei não terão problemas, visto que é permitida a “aplicação”. No entanto, ele afirmou que tanto a Receita Federal quanto outros órgãos reguladores brasileiros já conseguem detectar transações com criptomoedas.

Auditor pede que pessoas não acreditem em esquemas de enriquecimento rápido

O auditor Teodoro é um dos que está investigando os negócios da Gas Consultoria Bitcoin e seus crimes na economia popular, lavagem de dinheiro, organização criminosa, entre outros mais.

Dessa forma, o servidor da Receita Federal lembrou que com a crise na economia atual é muito complicado uma empresa render mais que 1% a 2% ao mês, sendo a promessa de rendimentos fixos, inclusive de 10% ao mês, é um cenário complicado e as pessoas devem evitar se associar com esses negócios.

Vale lembrar que a receita já colhe informações sobre o Bitcoin no Brasil desde 2019, quando a Instrução Normativa n.º 1.888 disciplinou o assunto no país. Essa é considerada uma das regulações em vigor no país, que ainda não viu nenhuma lei ser criada no setor.

“Institui e disciplina a obrigatoriedade de prestação de informações relativas às operações realizadas com criptoativos à Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (RFB).”

Para a receita, os chamados “criptoativos” não são apenas o Bitcoin, mas também todas as criptomoedas públicas que já foram criadas.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias