Homem faz refém em loja da Apple e exige R$ 1 bilhão em criptomoedas

Refém esperto deu fim ao sequestro

Ameaças por WhatsApp e explosivos
Ameaças por WhatsApp e explosivos

Um homem de 27 anos, não identificado pelo seu nome, fez um refém em uma loja da Apple nesta terça-feira (22) em Amsterdã, exigindo 200 milhões de euros em criptomoedas para libertá-la.

Segundo informações do Dutch News, o crime teve início às 17h30 quando o homem fez um refém imediatamente após entrar na loja. A polícia estima que havia cerca de 70 pessoas na loja naquele momento, entretanto muitas delas conseguiram fugir, todavia, não havia informações se haviam outras escondidas no local.

No total, a situação durou cerca de cinco horas, acabando graças ao pensamento rápido do refém de 44 anos, também não identificado por seu nome, de origem britânica.

Ameaças por WhatsApp e explosivos

Uma hora e meia após o início do sequestro, às 17h01, o sequestrador começou a fazer contato com a AT5, emissora de TV local. Usando o WhatsApp, o homem enviou fotos e fez ameaças.

A primeira delas é uma selfie junto ao refém britânico de 44 anos. Como pode ser observado, há explosivos — ou imitação disso — amarrados em seu corpo. Junto a esta foto, o homem também enviou ameaças.

“Aqui fala o sequestrador, se a quantia não for enviada. É a vida desse homem e o sistema na sua consciência.”

Foto enviada pelo sequestrador para a AT5. Fonte: AT5

Além desta, o homem também enviou duas fotos para a AT5, que informou rapidamente a polícia. As outras duas mostram o homem vestindo o que parece ser um colete anti-bomba. Já a terceira é uma foto aleatória da loja.

A esta altura, a polícia já conhecia a identidade do sequestrador, entretanto isso não significava muito. Afinal, como aponta Frank Paauw, chefe de polícia, o homem não largava o refém.

“O suspeito estava com uma arma apontada para seu refém o tempo todo e ameaçou se explodir.”

Refém esperto deu fim ao sequestro

Após quase cinco horas de negociações, o sequestrador pediu por água, entregue por um robô. Ingênuo, o sequestrador demandou que o refém saísse da loja para pegar a água, foi então que o refém teve pensamento rápido e saiu correndo.

Ao tentar alcançar a vítima, o sequestrador também abandonou a loja correndo atrás do mesmo. Foi então que a polícia entrou em ação e atropelou o sequestrador, não dando tempo para ele conseguir sequer atravessar a rua.

Após isso, a polícia enviou um robô para procurar por explosivos no corpo do criminoso, desacordado no meio da rua, nada foi encontrado.

Por fim, o Dutch News também nota que a polícia informou que o sequestrador estava pedindo 200 milhões de euros em criptomoedas, equivalente a 1,1 bilhão de reais.

O vídeo que mostra o sequestrador apontando uma arma para o refém na loja da Apple pode ser visto abaixo. No mesmo vídeo também pode ser visto o exato momento em que o sequestrador é atropelado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias