Rio Grande do Sul avalia uso da blockchain no setor público

Implementação feita pela Estônia inspira debate na próxima semana.

Siga no
Rio Grande do Sul no mapa
Rio Grande do Sul no mapa

Com várias aplicações surgindo com a tecnologia blockchain pelo mundo, o Rio Grande do Sul é mais um estado brasileiro a conferir de perto o que essa inovação pode ajudar. Nos próximos dias, um evento local deverá desmistificar o assunto.

A tecnologia blockchain foi criada teoricamente há várias décadas. Na prática, contudo, apenas com o Bitcoin que essa foi vista em funcionamento pela primeira vez, a partir de 2009.

Considerado o protocolo da confiança dos dados, a blockchain permite rastreabilidade, imutabilidade de informações, entre outras características que a tornam fundamental em um mundo cada vez mais digital.

Dessa forma, desde 2020 a tecnologia é considerada uma estratégia digital pelo Governo do Brasil, que pretende construir várias aplicações com essa base. Nos últimos dias, por exemplo, a Rede Blockchain Brasil foi instituída após um acordo do BNDES e TCU.

Rio Grande do Sul avalia uso da tecnologia blockchain no setor público

O estado mais ao sul do Brasil, na fronteira com Argentina e Uruguai, o Rio Grande do Sul é uma das 27 unidades federativas do país. Em outubro de 2021, o estado já havia chamado atenção ao publicar um edital de concurso público que exigia conhecimentos em blockchain para o cargo Analista de Planejamento, Orçamento e Gestão (APOG).

Com o cargo sendo lotado na Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão do Estado, o profissional também deveria conhecer sobre contratos inteligentes.

Nos próximos dias então, o Rio Grande do Sul volta a citar a tecnologia blockchain em um evento que buscou inspiração em uma realidade no exterior. Chamado “LabTech Talks —O que é a blockchain e como tem sido utilizada no âmbito do poder público: o caso da Estônia“, o evento permitirá ao público entender como é a realidade naquele país.

Estônia e Dubai são países avançados na discussão do uso governamental de blockchain, termo traduzido em português como “corrente de blocos”. Dirigido a gestores públicos e demais servidores, o encontro será transmitido online pela plataforma Cisco Webex, com inscrições gratuitas pelo Sympla. Trata-se de mais uma ação de qualificação certificada pela Escola de Governo (EGov), vinculada à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG).

Segundo a Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão que está organizando o evento, por meio do LabTech RS, este é parte de uma avaliação contínua estadual que envolve a procura pela inovação em tecnologias da informação e comunicação.

Blockchain no Brasil

Além da Rede Blockchain Brasil criada nos últimos dias, essa tecnologia tem crescido no gosto de governantes, que já procuram inovar com o que há de mais moderno nos últimos anos.

A Receita Federal, por exemplo, criou uma base em blockchain para CPF e CNPJ, que são as soluções B-CPF e B-CNPJ. Assim, fica claro que essa está cada vez mais sendo incorporada no cotidiano das pessoas, seja em soluções de compartilhamento de cadastros, rastreabilidade, entre muitas outras mais.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias