Bilionários russos podem usar bitcoin para driblar sanções, diz Bloomberg

Bilionário viajando em jato particular.
Bilionário viajando em jato particular.

Destacando uma frase de Matthew Sigel da VanEck, o recente artigo da Bloomberg intitulado “Criptomoeda é uma nova ferramenta em potencial para bilionários evitarem sanções” aponta que a rede do Bitcoin é livre tanto para ativistas de direitos humanos quanto para ditadores.

Desta forma, bilionários russos que já estão sofrendo sanções de governos como do Reino Unido podem utilizar tal tecnologia para ignorar ações punitivas. Entretanto, o Bitcoin acompanhou a queda da moeda russa, o Rublo, não sendo porto seguro para os mesmos.

Tal assunto volta a ser discutido poucos dias após o Bitcoin começar a ser usado por caminhoneiros do Canadá que tiveram suas contas congeladas pelo próprio governo. Entretanto, agora as causas são bem diferentes.

Só não podem usar exchanges centralizadas

Embora o Bitcoin não tenha nenhuma espécie de censura em suas transações, a matéria da Bloomberg lembra que para obter este ativo, é preciso comprá-lo. Entretanto, exchanges centralizadas são reguladas assim como outras instituições financeiras, não sendo a melhor saída para bilionários russos que desejam evitar sanções.

Em relação aos bilionários em questão, a Bloomberg também destacou três deles em outro artigo. Gennady Timchenko, dono do Volga Group, Boris Rotenberg, fundador da Stroygazmontazh e Igor Rotenberg, sobrinho de Boris e acionista da Gazprom Bureniye.

O artigo também mostra que os bilionários russos já estão perdendo dinheiro. Afinal, o rublo russo já perdeu 16% de seu valor em relação ao dólar nos últimos 7 dias, sendo 10% apenas hoje após a invasão russa sobre a Ucrânia.

Isso sem falar na Bolsa de Moscou que chegou a suspender as negociações após queda de quase 30% também nesta quinta-feira (24). Portanto, eles já perderam bilhões de dólares e pouco adiantaria estarem comprados em Bitcoin, afinal, a criptomoeda também despencou 8% hoje após o anúncio de Putin.

Desta forma, mesmo que consigam evitar sanções usando criptomoedas, é difícil que consigam evitar perdas monetárias com elas, exceto se escolherem uma stablecoin lastreada em dólar.

Bitcoin não pode ser congelado

Conforme amplamente noticiado no caso dos caminhoneiros do Canadá, o Bitcoin é um ativo que pode ser usado como proteção contra congelamento do dinheiro de um cidadão.

Contudo, o caso dos bilionários da Rússia é um pouco diferente, primeiramente pelos montantes envolvidos, o que pode ser uma barreira para eles.

Portanto, embora seja difícil imaginar que bilionários russos comecem a usar Bitcoin como moeda de troca, é inegável que isso possa ocorrer dependendo das proporções do conflito, tanto em tamanho quanto tempo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias