SEC processa dois líderes de pirâmide que roubaram R$ 8,4 bilhões em criptomoedas

Segundo o Departamento de Justiça, os três acusados podem pegar até 5 anos de prisão por cada uma das acusações. Ambos aguardam julgamento, que deve ser apresentado nos próximos meses.

A SEC, Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, processou duas pessoas ligadas a um esquema de pirâmide de R$ 8,4 bilhões envolvendo criptomoedas. Conhecido como HyperFund, o esquema funcionou entre junho de 2020 e o início de 2022, quando colapsou e pausou saques.

Os nomes dos acusados são Xue Lee, também conhecido como Sam Lee, e Brenda Chunga, também conhecida como Bitcoin Beautee. Segundo o Departamento de Justiça, um terceiro promotor do esquema, Rodney Burton, já se declarou culpado.

Algumas vítimas estavam desoladas desde a paralisação dos saques. Agora, a prisão dos envolvidos aparenta ter um gosto estranho. Afinal, enquanto a justiça está sendo feita, é difícil acreditar que eles conseguirão recuperar seus investimentos.

Esquema de pirâmide HyperFund oferecia entre 0,5 a 1% de ganhos diários

Como acontece em quase toda pirâmide financeira, os líderes e promotores da HyperFund prometiam retornos fixos irreais a suas vítimas, entre 0,5 a 1% ao dia.

Também conhecido como HyperTech, HyperCapital, HyperVerse ou HyperNation, o esquema conseguiu quase que milagrosamente operar por cerca de dois anos com essas taxas. No entanto, saques deixaram de ser honrados em 2022, dando calote em seus investidores.

Segundo autoridades americanas, os três principais nomes por trás do esquema são Sam Lee, um australiano de 35 anos que residia em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e Brenda Chunga, com 43 anos e de Maryland, nos EUA. Os dois estão sendo processados pela SEC. Já o terceiro, Rodney Burton, teria 54 anos e seria de Miami, também nos EUA.

“Lee e Chunga promoveram pacotes de “associação” do HyperFund, que alegavam garantir altos retornos aos investidores, inclusive das supostas operações de mineração de criptoativos do HyperFund e associações com uma empresa da Fortune 500”, apontou a SEC.

“No entanto, como alega a denúncia, Lee e Chunga sabiam ou foram imprudentes em não saber que o HyperFund era um esquema de pirâmide e não tinha nenhuma fonte real de receita além dos fundos recebidos de investidores.”

Segundo o Departamento de Justiça, os três acusados podem pegar até 5 anos de prisão por cada uma das acusações. Ambos aguardam julgamento, que deve ser apresentado nos próximos meses.

Por fim, a SEC afirma que a pirâmide movimentou US$ 1,7 bilhão (R$ 8,4 bilhões). Já o DoJ afirma que a quantia é ainda maior, de US$ 1,89 bilhão (R$ 9,37 bilhões).

Vítimas pensaram em suicídio, aponta jornal

Já o jornal britânico The Guardian notou que o colapso do esquema da HyperFund deixou alguns investidores pensando até mesmo em tirar a sua própria vida. O texto foi publicado antes mesmo da SEC processar os líderes da pirâmide.

“Não quero dizer o nome, mas houve um caso de automutilação em casa”, contou um homem do Nepal ao The Guardian sobre o estado mental de uma vítima da HyperVerse que vive em seu país natal. “Estamos recebendo vários pedidos de ajuda, você sabe, porque as pessoas estão em tal condição que é melhor que elas tomem uma atitude suicida em vez de esperar que esta empresa apresente um plano para pagá-las.”

Criptomoeda da HyperVerse (HVT) perdeu 100% de seu valor. Fonte: CoinMarketCap.
Criptomoeda da HyperVerse (HVT) perdeu 100% de seu valor. Fonte: CoinMarketCap.

Por fim, o artigo também cita outros nomes envolvidos no esquema de pirâmide bilionário. No entanto, é difícil saber se novas investigações e prisões relacionados a esse caso serão feitas.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias