Sequestro com pedido de pagamento em Bitcoin acaba em morte

Antes de focar no sequestro da mulher do empresário conhecido como “o rei dos grãos”, o grupo de criminosos teria aplicado outros golpes semelhantes na região de Novorossisk.

Uma mulher de 39 foi esfaqueada e morta em Novorossisk, cidade litorânea da Rússia. Segundo a mídia local, seu marido era co-proprietário de uma grande empresa de grãos e os criminosos teriam pedido que o empresário pagasse pelo resgate em Bitcoin.

No entanto, as informações apontam que a vítima já estava morta no momento do contato dos criminosos. O corpo da mulher foi encontrado em uma floresta perto de um cemitério.

Três homens com cerca de 30 anos foram detidos. Entre eles está o lutador de MMA russo Karen Toroyan, já com ficha criminal por outros crimes, como de extorsão.

Grupo estaria aplicando diversos crimes na região

Antes de focar no sequestro da mulher do empresário conhecido como “o rei dos grãos”, o grupo de criminosos teria aplicado outros golpes semelhantes na região de Novorossisk.

Como destaque, a mídia russa cita que, no dia 20 de novembro, os criminosos roubaram um carro da marca Renault, jogando seu dono no porta-malas enquanto perseguiam seu próximo alvo. Na sequência, repetiram o mesmo golpe, roubando um carro da marca Hyunday e também jogando seu dono no porta-malas.

“Após localizar a mulher, os suspeitos a atacaram na rua e a sequestraram em um carro roubado”, disse um comunicado das autoridades russas. “No mesmo dia, após um curto período, um cúmplice de 30 anos cometeu o assassinato da mulher sequestrada em uma floresta, esfaqueando-a.”

“Ao mesmo tempo, o grupo criminoso enviou uma mensagem ao marido da mulher sequestrada exigindo a transferência de bitcoins, informando-a de que a vítima ainda estava viva.”

O corpo da vítima foi encontrado com múltiplas facadas em diversas partes do corpo, incluindo no pescoço e no peito.

Suspeito morreu durante interrogatório

O nome mais famoso do grupo é o de Karen Toroyan, dado como o líder da quadrilha. Segundo informações, o lutador de MMA já havia sido preso por outros crimes no passado. Como exemplo, em 2019 foi condenado a 6 anos de prisão por extorsão, também tendo envolvimento com tráfico de drogas e armas.

Karen Toroyan, lutador de MMA acusado de participar de sequestro que acabou com morte de uma mulher de 39 anos. YouTube/Reprodução.
Karen Toroyan, lutador de MMA acusado de participar de sequestro que acabou com morte de uma mulher de 39 anos. YouTube/Reprodução.

Já outro suspeito, Ridvan Aliyev morreu durante interrogatório policial. Algumas fontes citam que ele teve um ataque cardíaco, que pode ter sido resultado do uso de drogas e estresse do momento. Aliyev teria sido o executor da vítima.

Por fim, o terceiro suspeito seria Ashot Agayan. As únicas informações sobre ele são que ele era natural da Geórgia e tinha algumas dívidas em seu nome, ou seja, não era tão famoso quanto seu comparsa lutador de MMA.

“Considerando esses conhecidos e o histórico do principal réu no caso de assassinato e sequestro em Novorossiysk, podemos presumir que os chefes dos grupos do crime organizado do espaço criminoso pós-soviético estão por trás do crime”, diz um oficial aposentado à mídia local.

A dupla que sobreviveu pode pegar de 6 a 15 anos de prisão pelo sequestro, 8 a 15 anos por roubo e outros 8 a 20 anos por homicídio.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias