Inicio Altcoins Serguei Popov, cofundador da IOTA fala sobre o projeto

Serguei Popov, cofundador da IOTA fala sobre o projeto

"IOTA quer dominar o mundo"

-

Compartilhe
IOTA POPOV ENTREVISTA
Serguei Popov IOTA. Imagem: Criptologia

(English Version) Em entrevista exclusiva ao canal Criptologia e ao portal Livecoins, Serguei Popov professor da UNICAMP e cofundador da criptomoeda IOTA, falou sobre o projeto.

Serguei Popov é PhD em matemática pela universidade de Moscow e junto com Sergey Ivancheglo, David Sønstebø e Dominik Schiener deu vida a uma das mais importantes criptomoedas da indústria.

Na entrevista, Popov que é responsável pelo desenvolvimento teórico/conceitual da IOTA disse que conheceu Bitcoin e criptomoedas há 5 anos e então ficou interessado no assunto, ao pesquisar sobre altcoins no fórum Bitcointalk, conheceu um projeto chamado NxT que parecia muito promissor.

Popov realizou cálculos sobre a blockchain da NxT e compartilhou um documento no fórum. As pessoas gostaram e o artigo trouxe prestigio na comunidade de criptomoedas para o professor que foi convidado para fazer parte de um projeto chamado Amaranth, posteriormente renomeado para IOTA.

De acordo com Popov, o projeto inicial da IOTA precisava de melhorias para garantir segurança, então ele convenceu os desenvolvedores a alterar o código. 4 meses depois chegaram em um design que é o conhecido hoje e respeitado pela comunidade Global.

Sobre o futuro, em tom de brincadeira Popov fala que a “IOTA quer dominar o mundo”, o projeto foi criado para micro transações e tem foco em Internet das Coisas. Ele ressalta que “taxa de transação não combina com micro transações”. Para resolver o problema das taxas é necessário eliminar o processo de mineração e logo, os mineradores.

A solução encontrada foi criar um sistema colaborativo. Não existem taxas de transações na IOTA, para processar transações os usuários devem colaborar com a rede. Dessa forma, em um sistema onde existem centenas de milhões de dispositivos conectados, todos eles devem fazem parte ativamente, colaborando com o sistema.

Como IOTA funciona
Como a rede IOTA funciona. Imagem: IOTA

“Vamos matar o Coordinator”

IOTA ainda é uma criptomoeda centralizada, assim como o Bitcoin já foi um dia. A IOTA Foundation possui um nó central chamado de “Coordinator”. Seu principal objetivo é proteger a rede até que ela se torne forte o suficiente para sustentar um ataque em grande escala.

Perguntado sobre isso, Popov disse que existe um projeto que pretende eliminar o Coordinator apelidado de “Coordicide” e em breve será publicado pela fundação. Este projeto levaria a descentralização do projeto e o fim do Coordinator.

Escalabilidade da IOTA

Teoricamente quanto mais usuários na rede IOTA mais transações por segundo ela pode executar. Popov lembra que a preocupação de várias criptomoedas em resolver problemas de escalabilidade se parece com “a corrida por mega pixels das câmeras digitais“.

Antes de trabalhar na escalabilidade, a IOTA vai resolver o “problema” do Coordinator.

IOTA e resistência a computação quântica

IOTA foi uma das primeiras criptomoedas a se preocupar com a computação quântica – uma das principais ameaças as criptomoedas – perguntado sobre de onde veio a iniciativa, Popov disse que a ameaça quântica é real e pode chegar a qualquer momento.

Popov lembra que todo sistema de criptografia de chave publica não é resistente a computação quântica, devido a isso a IOTA se preocupou em desenvolver o projeto com resistência desde o início.

Isso se deve principalmente ao fato de que a IOTA usa um esquema de assinatura baseado na hash de Winternitz, que é considerado (razoavelmente) resistente a computação quântica.

Veja abaixo a entrevista completa:

 

 

 

Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Bitcoin atinge R$ 1 bilhão em negociações no Brasil e quebra recorde na América Latina

O Brasil registrou mais de R$ 1 bilhão em negociações envolvendo o bitcoin. A criptomoeda vive um importante momento de expansão na América Latina....

Hacker invade corretora de criptomoedas e rouba mais de R$ 120 milhões

Na última quinta-feira (11) a Bitpoint sofreu um duro ataque hacker em sua plataforma. A corretora de criptomoedas perdeu mais de R$ 120 milhões...

Clientes da Indeal defendem empresa

Após uma investigação da Polícia Federal, os negócios da Indeal deixaram de ser operados em todo o Brasil. A investigação resultou na prisão de...

Bitcoin vai subir? Trader aponta U$ 16 mil em breve

Na última semana o preço do Bitcoin em real ultrapassou os R$ 50 mil, a desvalorização veio forte. No momento da escrita deste, a...
 

COMENTÁRIOS

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Bitcoin atinge R$ 1 bilhão em negociações no Brasil e quebra recorde na América Latina

O Brasil registrou mais de R$ 1 bilhão em negociações envolvendo o bitcoin. A criptomoeda vive um importante momento de expansão na América Latina....

Hacker invade corretora de criptomoedas e rouba mais de R$ 120 milhões

Na última quinta-feira (11) a Bitpoint sofreu um duro ataque hacker em sua plataforma. A corretora de criptomoedas perdeu mais de R$ 120 milhões...

Clientes da Indeal defendem empresa

Após uma investigação da Polícia Federal, os negócios da Indeal deixaram de ser operados em todo o Brasil. A investigação resultou na prisão de...
Compartilhe