Só existe um bitcoin para cada 333 pessoas no mundo, entenda

A cada 333 pessoas, apenas uma poderá ter um bitcoin

Siga no
Mineração de Bitcoin
Mineração de Bitcoin

Levando em consideração o fato do Bitcoin ser um ativo digital finito e escasso, uma interessante proporção entre a quantidade de criptomoedas e o número de pessoas do mundo foi revelada.

Conforme cálculos atuais, há cerca de 21 milhões de moedas digitais no planeta, e 7,7 bilhões de seres humanos que vivem nele. Assim sendo, há 1 BTC para cada 333 pessoas.

As perspectivas de que uma pessoa pode deter apenas 0.003 BTC foram trazidas em um tweet de Cameron Winklevoss. O empresário do ramo de criptomoedas afirmou que há hoje menos Bitcoin no mundo do que milionários, já que estes somam um total de 36 milhões.

Entretanto, esta proporção foi calculada levando em conta apenas o cenário mais positivo, uma vez que há cerca de três milhões de BTC que são considerados perdidos ou inválidos por diversos motivos.

Há alguns motivos que resultaram em uma diminuição na circulação de Bitcoin. Entre eles está o halving, processo que acontece a cada quatro anos e no qual mineradores tem os valores de seu trabalho reduzidos pela metade.

Assim sendo, como os bitcoins que estão no mercado derivam do que essas pessoas vendem, a quantidade de criptomoedas é bastante reduzida. Além desta, há outras razões importantes que justificam a escassez do ativo.

Bitcoin é ativo “alternativo” que divide opiniões

Em comparação com o ouro, o Bitcoin não tem uma estrutura física que o sustente. Ambos tem uma quantidade limitada, mas a criptomoeda está se tornando tão forte quanto seu concorrente.

Levar este quadro em consideração, portanto, divide opiniões entre pessoas satisfeitas com essa situação da moeda digital e outras que não gostam desta situação.

Naturalmente, nem todo o ser humano terá uma chance de ter um Bitcoin, ou pelo menos uma fração da criptomoeda.

No entanto, muitos investidores que possam estar interessados no ativo tem a chance de desistir de adquiri-lo por conta deste quadro. Um relatório recente chamou a atenção para o fato de ainda não haver uma adoção em massa do bitcoin.

Segundo o estudo, um dos motivos mais importantes para a popularização do Bitcoin é a falta de pessoas que tenham pelo menos uma fração da criptomoeda. Seus dados revelam que atualmente apenas 23 milhões de empresas e entidades ao redor do mundo estão negociando com a moeda digital.

Isto equivale a apenas 0,3% das população mundial total. Além disto, se considerar que menos um milhão de pessoas tem pelo menos alguma parte do ativo, estes números podem demorar para mudar.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Universidad Americana Imagem: Divulgação

Universidade privada do Paraguai vai aceitar pagamentos em Bitcoin e Ethereum

A Universidade Americana do Paraguai vai começar aceitar pagamentos em criptomoedas a partir de agosto, os alunos poderão pagar por cursos e graduação com...
Mulher usa ATM do Santander no Reino Unido

Santander testa ferramenta para rastrear criptomoedas

O Santander quer entender como os seus clientes usam as criptomoedas em simultâneo as contas correntes. Para isso, o banco testou uma ferramenta da...
john mcaffe

Suicídio de John McAfee em prisão na Espanha levanta suspeitas

John McAfee, fundador da empresa de tecnologia McAfee, foi encontrado morto na tarde de hoje (23) na cadeia espanhola de Brians 2, localizada em...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias