SpaceX e Starlink poderão aceitar Dogecoin, indica Elon Musk

Novidade poderia afetar até brasileiros?

Página de pedidos da Starlink, empresa de internet da SpaceX
Página de pedidos da Starlink, empresa de internet da SpaceX

Elon Musk tem voltado a falar da Dogecoin neste início de ano, indicando que a SpaceX e Starlink poderão aceitar a moeda como meio de pagamento.

A defesa de Musk sobre a criptomoeda é que ela é um melhor meio de pagamento que o Bitcoin, por exemplo. Isso porque, como as taxas de rede são baixas, o bilionário acredita que essa solução supera a Lightning Network, que é uma sidechain do BTC.

Como meio de impulsionar o aceite de DOGE, ele declarou várias vezes que iria colocar essa opção na Tesla, o que acabou acontecendo no último mês de janeiro de 2022. Mas os planos não param por aí.

SpaceX e Starlink poderão aceitar Dogecoin

A comunidade Dogecoin esperava que o McDonald’s aceitasse a moeda como meio de pagamento, após no último domingo (13), Elon Musk sinalizar um anúncio da empresa. Isso acabou não acontecendo e a moeda opera nesta segunda-feira (14) em queda de 3,2% em relação ao Dólar.

Mesmo assim, outra sinalização interessante de possíveis compras com Dogecoin foram anunciadas pelo próprio Elon Musk, que declarou que a loja de SpaceX e até a Starlink podem começar a aceitar a moeda meme de cachorro.

Essa pergunta foi feita por uma seguidora dele, ao que ele concordou com um emoji piscando sem entrar em muitos detalhes de quando isso deverá ocorrer.

Vale lembrar que a Tesla já aceita Dogecoin em sua loja desde janeiro, apesar de que a comunidade não se convenceu muito com a opção. Mesmo assim, essas são grandes empresas e esse movimento desperta curiosidade em outras que poderão analisar o caso com atenção.

Apesar disso, a negativa de Musk em aceitar Bitcoin como pagamento é frequente alvo de críticas da comunidade de criptomoedas, visto que essa é a maior moeda e a mais segura.

Starlink já tem autorização para operar no Brasil

Em conversa com o governo brasileiro, a Starlink já buscou aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações para atuar no país e vender seus serviços de internet. Desde janeiro, vários brasileiros já estão buscando testar o produto, que fornece internet via satélite.

As primeiras informações dão conta que o valor anual para utilizar o serviço sai por R$ 11 mil, considerando nessa conta impostos e custos com fretes e equipamentos de hardware necessários para a configuração.

A Starlink faz parte da SpaceX e isso certamente torna ela um serviço valioso, associado ao homem mais rico do mundo. Caso a empresa passe a aceitar Dogecoin como pagamento pela internet, por exemplo, brasileiros poderiam consumir assim e ter mais facilidade com a conversão de câmbio.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias