O que são spam attack e dust attack?

-

Siga no
Anúncio

Ataques de poeira, dust attacks em inglês, são baseados em transações com um número enorme de outputs, e para cada endereço é enviado o mínimo possível de dinheiro, 1 satoshi (0.00000001) por exemplo, uma poeira.

Qual a motivação deste ataque?

A motivação por trás dos ataques é tentar revelar informações sobre o usuário da carteira. Caso você tenha saldo em mais de um endereço e faça um gasto maior do montante que há num único endereço, isso gerará 2 ou mais inputs. Sendo assim, com essa prática é possível monitorar se dois endereços estão ligados.

Assim, estes ataques podem ser chamados de ataques de varredura, dusting attacks em inglês.

Anúncio

Para evitar tal pratica, algumas carteiras oferecem funções para selecionar qual endereço gastará as moedas. Ou até mesmo congelar um determinado endereço para que ele não seja usado por engano.

Um caso recente ocorreu esta semana na rede Litecoin. Então é bom ficar atento com este tipo de moedas recebidas em qualquer rede.

Spam attack, ataque de spam

Spam attack, flood attack, ataque de spam, ataque de inundação… São ataques que visam a blockchain e são aplicados através de ataques de poeira, bem como adicionando dados adicionais à transação.

Qual a motivação deste ataque?

Estes ataques podem servir para deixar o tamanho da blockchain maior (para sempre), engarrafar a rede, encarecer as taxas ou para um teste de estresse.

Tais ataques podem ser feitos utilizando dust attack, um caso famoso aconteceu em 2015. Alguns blocos com 1mb foram notados, capacidade máxima! Com vários inputs de apenas 3 endereços para 1 output. A transação bb41a757f405890fb0f5856228e23b715702d714d59bf2b1feb70d8b2b4e3e08 é um exemplo, ela ocupou o bloco inteiro, clique em Show scripts & coinbase para ver todas as transações.

Este ataque ocorreu em meio a uma guerra para aumentar o tamanho dos blocos do Bitcoin, tal briga gerou o Bitcoin Cash anos depois.

Assim, este 1mb ficará para sempre na blockchain, fazendo com que seja menos prático rodar um full node. Outras blockchains, principalmente aquelas com taxas de transação mais baixas também enfrentam este problema. Recentemente, 17% dos nós do Bitcoin Satoshi Vision (BSV) ficaram presos em um bloco de 210mb segundo a BitMEX Research.

Já com um bloco limitado, como no caso do Bitcoin, um ataque deste tipo faz com que as taxas da rede fiquem mais caras. Quem tem interesse nisso? Mineradores!

Em conclusão, seja qual for a blockchain, já está impensável rodar um full node, o que diminui a descentralização. O tamanho das blockchains cresce num ritmo acelerado, assim também as taxas de transação de tempos em tempos.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
sabotag3x
Top 100 poster @ bitcointalk, altcoin maximalist, interessado em mineração, trading, detalhes técnicos e econômicos. Do zero ao milhão em 6 meses com a Iconic Services. Nunca comprei 1 bitcoin, nem mesmo 1 satoshi, e não pretendo comprar.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Possível diretor da CVM destaca Bitcoin aquecido

Um possível novo diretor da CVM destaca que o Bitcoin atravessa um momento em 2020 bem aquecido e a autarquia está de olho. O...

PayPal entra no mercado de criptomoedas

O gigante dos pagamentos PayPal anunciou que vai entrar de vez no mercado de criptomoedas, a empresa vai permitir que seus clientes comprem, vendam...

PF pode usar blockchain para identificar pessoas

Uma ferramenta blockchain que identifica pessoas será apresentada para delegados da PF, que pode começar a usar solução caso interesse. Na tarde desta quarta-feira (21),...