StartSe vai criar bolsa de valores para Startups

Oportunidade para as criptomoedas?

Siga no
Startup Startups Inovação Tecnologia Blockchain Bitcoin
Startup/Reprodução

As criptomoedas chegaram para revolucionar o mundo, muitas startups deste mercado buscam resolver problemas financeiros e assim são chamadas também de Fintechs, uma Bolsa de Valores para essas Startups está sendo criada.

As bolsas de valores tradicionais que estamos acostumados a ver, normalmente listam empresas grandes, estatais, bancos, e sempre após muito estudo de viabilidade é que realizam um IPO.

Quem já está no mercado das criptomoedas sabe bem que há semelhanças em alguns projetos com o mercado tradicional, pois é inegável que os projetos precisem de recursos para se financiar e conseguir desenvolver seus negócios.

Muitos projetos de criptomoedas lançam ICO para captação de recursos, porém a regulamentação na maioria dos países está perseguindo estes modelos de financiamento por considera-los semelhante a IPO, e então estaria sujeito aos órgãos de Valores Mobiliários.

Porém as startups, normalmente empresas pequenas e que ainda não possuem regulamentação claramente definida na maior parte dos países, são empresas que buscam criar inovações de base tecnológica e melhorar/criar algum serviço ou produto.

Há diversas formas de se criar uma Startup, e para vários mercados diferentes, mas uma característica delas é que são negócios que envolvem altos riscos, mas que não deixam de atrair cada vez mais investidores interessados.

Pensando nisso, a StartSe que é uma empresa reconhecida no meio pela sua atuação no ecossistema das startups, anunciou que está mudando sua sede para os Estados Unidos, em específico para o Vale do Silício, e também está criando uma Butique financeira de negociação para conectar empreendedores e investidores.

A plataforma StartSe Deals pretende aproximar startups, investidores, empresas e dar assessoria, além de ajudar no processo de captação de recursos.

Como a CVM ainda não autoriza o funcionamento semelhante ao de uma Bolsa de Valores, a empresa estará realizando outras medidas até que consiga o seu objetivo, que é de cadastrar 15 mil startups ainda em 2018, e faturar US$ 18 milhões em 2019, só com essa modalidade.

Para as criptomoedas surge então uma oportunidade no horizonte de buscar financiamentos para seus projetos em mercados mais tradicionais, e com investidores envoltos ao tema de negócios de base tecnológica.

Para quem é contra investimentos em ICO, ver projetos Fintechs baseados em criptomoedas surgir de iniciativas assim pode passar a ter mais confiança, e provavelmente outras plataformas irão surgir para ajudar de forma semelhante.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

“Bitcoin não me atrai”, diz André Esteves do BTG Pactual em áudio vazado

Um áudio vazado de uma conversa de André Esteves, banqueiro do BTG Pactual, deixou claro a opinião dele sobre o Bitcoin como um investimento. O...
Dúvida sobre o Bitcoin ser caçado pela China

China pode estar planejando cancelar proibição do Bitcoin

A China tem sido um dos países que mais aparece nos holofotes do setor financeiro, seja ele o tradicional ou então o criptomercado. Com...

Alemanha vai leiloar R$ 75,2 milhões em Bitcoin

O leilão de criptomoedas realizados por diferentes governos tem sido algo cada vez mais comum, e desta vez um estado da Alemanha vai leiloar...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias