StartSe vai criar bolsa de valores para Startups

Oportunidade para as criptomoedas?

-

Siga no
Anúncio

As criptomoedas chegaram para revolucionar o mundo, muitas startups deste mercado buscam resolver problemas financeiros e assim são chamadas também de Fintechs, uma Bolsa de Valores para essas Startups está sendo criada.

As bolsas de valores tradicionais que estamos acostumados a ver, normalmente listam empresas grandes, estatais, bancos, e sempre após muito estudo de viabilidade é que realizam um IPO.

Quem já está no mercado das criptomoedas sabe bem que há semelhanças em alguns projetos com o mercado tradicional, pois é inegável que os projetos precisem de recursos para se financiar e conseguir desenvolver seus negócios.

Anúncio

Muitos projetos de criptomoedas lançam ICO para captação de recursos, porém a regulamentação na maioria dos países está perseguindo estes modelos de financiamento por considera-los semelhante a IPO, e então estaria sujeito aos órgãos de Valores Mobiliários.

Porém as startups, normalmente empresas pequenas e que ainda não possuem regulamentação claramente definida na maior parte dos países, são empresas que buscam criar inovações de base tecnológica e melhorar/criar algum serviço ou produto.

Há diversas formas de se criar uma Startup, e para vários mercados diferentes, mas uma característica delas é que são negócios que envolvem altos riscos, mas que não deixam de atrair cada vez mais investidores interessados.

Pensando nisso, a StartSe que é uma empresa reconhecida no meio pela sua atuação no ecossistema das startups, anunciou que está mudando sua sede para os Estados Unidos, em específico para o Vale do Silício, e também está criando uma Butique financeira de negociação para conectar empreendedores e investidores.

A plataforma StartSe Deals pretende aproximar startups, investidores, empresas e dar assessoria, além de ajudar no processo de captação de recursos.

Como a CVM ainda não autoriza o funcionamento semelhante ao de uma Bolsa de Valores, a empresa estará realizando outras medidas até que consiga o seu objetivo, que é de cadastrar 15 mil startups ainda em 2018, e faturar US$ 18 milhões em 2019, só com essa modalidade.

Para as criptomoedas surge então uma oportunidade no horizonte de buscar financiamentos para seus projetos em mercados mais tradicionais, e com investidores envoltos ao tema de negócios de base tecnológica.

Para quem é contra investimentos em ICO, ver projetos Fintechs baseados em criptomoedas surgir de iniciativas assim pode passar a ter mais confiança, e provavelmente outras plataformas irão surgir para ajudar de forma semelhante.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Justiça estadual deve analisar se irmã de traficante do PCC lavava dinheiro do tráfico com Bitcoin, diz STJ

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu na segunda-feira (28) que a Justiça estadual deve analisar se a irmã de um traficante ligado ao...

Candidato a vereador coloca Bitcoin em nome da campanha

O Bitcoin é uma moeda digital que ainda não é regulamentada no Brasil. Mesmo assim, um candidato a vereador das Eleições de 2020 colocou...

18,5 milhões de todos os Bitcoins já foram minerados

A cada dez minutos o Bitcoin se torna uma moeda mais escassa e o último final de semana reforçou isso. Com 18,5 milhões de...