Startup lança primeiro MarketPlace de Bitcoins da América Latina

A plataforma se conecta automaticamente em várias exchanges, nacionais e internacionais, e promete encontrar os melhores preços para compra e venda de Bitcoins

Siga no

Após o “boom” do Bitcoin ocorrido no final de 2017, chegando a impressionantes R$ 68.000,00 a unidade, milhares de pessoas começaram a se aventurar no novo mundo das criptomoedas. Para se ter uma ideia, em um único dia registrou-se 250 mil novos cadastros de usuários em uma exchange (plataforma online para compra e venda de criptomoedas).

Consequentemente, surgiram várias novas corretoras para suprir tamanha demanda de novos usuários. Na briga pelo mercado, estas exchanges passaram a trazer vários benefícios, entre eles uma forte redução nas taxas e comissões cobradas dos clientes.

Com tantas corretoras no mercado, atualmente é muito difícil para o usuário encontrar o melhor preço. Os valores variam muito de uma exchange para outra e ainda é necessário calcular todas as taxas pra saber realmente o quanto você está pagando.

Mas quando você decide onde comprar, às vezes ainda é necessário abrir uma conta na corretora, validar vários documentos, aguardar os depósitos e, depois de tudo isso, torcer para que aquele preço ainda esteja lá.

Pensando nisso, uma startup brasileira resolveu aproveitar o cenário e, ao invés de competir com as exchanges, decidiu juntar todas em um só lugar.

A ideia foi conectar várias corretoras numa só plataforma, como um Market Place, permitindo que o usuário encontre o melhor preço e possa comprar em diferentes lugares com apenas um cadastro.

Exemplo do orderbook. Imagem: Reprodução

A plataforma promete ainda conseguir alguns descontos exclusivos, negociados diretamente com as corretoras e repassados para os clientes. “É uma forma de aumentar o volume de negociações das pequenas e médias corretoras, por isso elas disponibilizam taxas promocionais pra gente”, comenta um dos idealizadores do site.

Os fundadores afirmam também que isso pode gerar uma economia de até 2% ao usuário, algo que é muito significativo, considerando que quem negocia essas moedas chega a fazer isso várias vezes por dia.

A startup, com nome BitPreco.com, já está operando. Atualmente está conectada a 7 corretoras e tem planos de aumentar este número para 20, nos próximos meses.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org

Ethereum queima 1 bilhão de dólares após atualização

A ativação do EIP-1559 ocorreu há 41 dias e hoje o total de ethers queimados chegou a marca de 1 bilhão de dólares, cerca...

Apple proíbe carteiras de NFTs

Ao tentar lançar a sua carteira para dispositivos iOS, a equipe da Gnosis Safe foi impedida de enviar o seu aplicativo para a App...
Palco com destaque a cadeiras e Bitcoin ao fundo Elon

Revista Time coloca Elon Musk, criador do Ethereum e Luiza Trajano em lista de...

A Time Magazine liberou nesta quarta-feira (15) a lista das "100 Pessoas mais Influentes de 2021", dando destaque a Elon Musk e Vitalik Buterin,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias