Tiago Reis sobre Braiscompany: “fico triste pelas famílias que perderam dinheiro”

Braiscompany foi alvo da Operação Halving, da PF, e tem líderes foragidos.

O fundador da Suno, Tiago Reis, que denunciou o possível esquema da Braiscompany em sua Operação Faraó, em 2020, disse que não tem mais o que falar sobre a empresa, após internautas pedirem sua opinião sobre o assunto.

Processado pela Braiscompany no passado, ele quase não comentou sobre a empresa em meio aos atrasos de pagamentos aos clientes.

Além disso, Reis tem buscado se afastar das denúncias de pirâmides financeiras no Brasil, indicando que lhe deu mais dor de cabeça que resultados positivos.

“Parei de expor pirâmides”, diz fundador da Suno

Em uma sessão de perguntas e respostas com seguidores pelo Instagram, Tiago Reis declarou que não vai mais expor pirâmides financeiras no Brasil.

De acordo com ele, não compensa seguir com seu trabalho de divulgar golpes, apesar de seus acertos em acabar com esquemas que lesavam investidores no Brasil. Isso porque, sua Operação Faraó lhe rendeu dores de cabeça, então não seguirá derrubando esquemas.

Mesmo assim, ele deixou uma dica final para seus seguidores evitarem cair em pirâmides financeiras. Simples, a dica é que as pessoas devem evitar promessas de lucros altos e buscarem investimentos regulados.

Tiago Reis diz que não quer mais denunciar pirâmides financeiras no Brasil
Tiago Reis diz que não quer mais denunciar pirâmides financeiras no Brasil. Instagram.

Tiago Reis lamenta situação de famílias que perderam dinheiro na Braiscompany

Com líderes foragidos, saques de clientes atrasados e a PF ordenando que parte das operações da Braiscompany fossem suspensas, investidores que confiaram na empresa seguem em agonia com o fim do esquema.

Prometendo lucros de até 8% ao mês com a suposta locação de criptomoedas, a Braiscompany começou a atrasar saques culpando a Binance pelos travamentos de saques.

Após a Operação Halving da PF, ficou claro que tudo não passavam de desculpas, e os sócios do negócio seguem foragidos para evitar a prisão.

Em resposta a um seguidor, que perguntou se Tiago Reis não pode mais falar da Braiscompany, ele disse apenas que no estágio atual da empresa, não há mais o que falar.

Além disso, ele disse lamentar o prejuízo sofrido pelas famílias que confiaram no negócio suspeito da Paraíba, que atrasa saques desde novembro de 2022.

Por fim, Reis declarou, na última terça-feira (21), que não sente prazer em falar “eu avisei”, antes que a empresa comprovasse ser um golpe, como ele suspeitava.

Tiago Reis fala sobre a Braiscompany
Tiago Reis fala sobre a Braiscompany. Instagram.

Relembre a polêmica entre Tiago Reis e a Braiscompany

Em dezembro de 2020, após o sucesso de acabar com outras pirâmides no Brasil, a “Operação Faraó” denunciou a BraisCompany como mais um possível golpe contra investidores no Brasil.

Na ocasião, ele denunciou que a empresa da Paraíba começou ofertando rendimentos de até 15%, mas acabou reduzindo as promessas para clientes.

Tiago Reis recebeu denúncia que Braiscompany reduziu promessas de rendimento com o tempo
Tiago Reis recebeu denúncia que Braiscompany reduziu promessas de rendimento com o tempo/Instagram

Após as denúncias contra a empresa, Tiago Reis começou a andar com seguranças armados, alegando que sofreu ameaças de pessoas vinculadas ao negócio. Publicamente, ele não citou nomes de quem eram os responsáveis por tais ameaças.

Além disso, Tiago Reis foi processado pela Braiscompany e depois disso parou de falar do negócio publicamente. Ao que tudo indica, o episódio lhe marcou ao ponto de ele resolver não mais divulgar pirâmides que atuam no Brasil.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias