Plataforma para viajar pagando com criptomoedas cresce 200%, apesar da pandemia

O crescimento aconteceu no mesmo mês em que a Travala se juntou à plataforma de agendamento de voos com criptomoedas TravelbyBit , o que viu esta começar a deixar os seus usuários agendarem voos com mais de 600 companhias aéreas através da sua plataforma.

Siga no
Travala: Plataforma para viagens que aceita bitcoin
Travala: Plataforma para viagens que aceita bitcoin

A plataforma para viajar pagando com criptomoedas Travala.com viu seu lucro em Maio subir 205% comparado com o mês de Abril, apesar da atual pandemia de COVID-19.

Segundo um relatório mensal da Travala, o número total de quartos reservados através da plataforma foi de 541 em Maio, 45,8% a mais que em Abril, sendo que 16% destes foram pagos com a sua criptomoeda nativa, a AVA. Esta foi a segunda criptomoeda mais popular na plataforma, perdendo apenas para o Bitcoin (BTC), que foi usado em 21% dos pagamentos.

Os resultados da Travala, que permite aos seus usuários agendar viagens para os mais de 120,000 destinos disponíveis no Booking graças a uma parceria com a mesma usando criptomoedas, foram impulsionados por maior procura pela sua marca, que cresceu mais do que empresas do setor como a Trivago ou a própria Booking.

O relatório indica que o crescimento da sua marca viu o tráfego orgânico – oriundo de motores de busca, subiu mais de 370% em Maio, enquanto o tráfego pago e de redes sociais subiu 53% e 69% respetivamente. O tráfego enviado para a Travala de outros websites cresceu mais de 130% no mesmo período.

Os maiores aumentos em motores de busca foram vistos no Reino Unido, na India, na Autralia, e nos Estados Unidos, com estes a registrarem um aumento de mais de 600%. Grande parte das viagens agendadas, note-se, foram internas.

O crescimento aconteceu no mesmo mês em que a Travala se juntou à plataforma de agendamento de voos com criptomoedas TravelbyBit , o que viu esta começar a deixar os seus usuários agendarem voos com mais de 600 companhias aéreas através da sua plataforma.

Em declarações ao CoinTelegraph Juan Otero, CEO da Travala, revelou que 60% dos pagamentos feitos na plataforma em Maio foram com criptomoedas, e 40% com cartões de crédito e com o PayPal:

“Acredito que não é apenas porque a adoção de criptomoedas está crescendo todos os dias, mas também porque criamos uma plataforma que permite que as pessoas paguem com [com criptomoedas sem] muito do atrito.”

Otero acrescentou que as pessoas parecem mais abertas a pagar com criptomoedas agora, e que voltaram quase de imediato assim que restrições relacionadas com a pandemia foram levantadas.  A pandemia já infetou mais de 6.3 milhões de pessoas em todo o mundo, e levou a vida de mais de 375,000.

No Brasil, há já mais de 515,000 casos confirmados e morreram mais de 29,300 pessoas por causa da doença. No total mais de 207,000 pessoas recuperaram.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Francisco Memoria
Francisco juntou-se à comunidade crypto em 2016, altura em que começou a escrever para várias publicações na área, incluindo Bitcoin.com, CCN, e The Merkle, entre outras. Apoia o libertarismo, e é grande fã e tecnologia.
Senadora Democrata Elizabeth Warren

Senadora dos EUA compara Bitcoin a óleo de cobra

A Senadora Democrata Elizabeth Warren, falou em uma recente entrevista à CNBC que não é contra as pessoas serem livres para investir em Bitcoin,...
Casa a venda por Bitcoin negócio imobiliário

Bitcoin vira garantia em negócio para crédito imobiliário pela primeira vez

Ao tentar obter um crédito imobiliário um credor de uma negociação comprovou ter Bitcoin e conseguiu ter seu financiamento aprovado. Muitas pessoas quando vão ao...
Abilio Diniz, empresário e bilionário brasileiro

O3 Capital, que tem Abílio Diniz como sócio, investe em ETF de criptomoedas

Uma empresa que tem Abilio Diniz como conselheiro investiu em criptomoedas via ETF listado na bolsa de valores brasileira. A aquisição foi feita pela...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias