Jurídico da Unick diz que empresa pretende, sim, pagar clientes

Siga no
Danter Silva, da Unick Forex, Preso
Danter Silva, da Unick Forex, Preso

O advogado Marcos Prata, do jurídico da Unick Forex, teve um áudio divulgado afirmando que são falsos os rumores de que a empresa desistiu de pagar seus clientes. A notícia da possível desistência correu as redes sociais na última quinta-feira (17/10), quando uma operação da Polícia Federal foi deflagrada no sul do país e prendeu nove lideranças da empresa, inclusive o presidente do grupo, Leidimar Lopes.

“Não procede essa informação de que a empresa decidiu que não vai pagar mais”, afirmou Marcos Prata no áudio. “Quem falou isso tá mentindo, porque nós estamos acompanhando de perto aqui”.

Segundo Marcos Prata (confira o vídeo no YouTube), ele teria conversado com Wagner Lopes, irmão do presidente da empresa, e com outros membros do corporativo para verificar a informação. Ainda segundo ele, tanto os valores referentes aos clientes que cancelaram seus serviços, como os outros que se mantiveram, que recebem por meio de um mecanismo denominado “cashback”, continuarão a ser pagos.

“A empresa está com seus advogados na Polícia Federal, buscando se defender das acusações que estão sendo feitas e, de acordo com o irmão do Leidimar, o Wagner, a empresa vai sim voltar a pagar os cashbacks para aquelas pessoas que continuaram. E o escritório jurídico Dr. Nelson entrará em contato com aquelas pessoas que optaram pelo cancelamento”.

“Proposta inaceitável”

Embora seja do jurídico da Unick Forex e seja também um dos principais porta-vozes da empresa, o advogado classificou como “inaceitável” uma proposta apresentada na semana passada para o pagamento das dívidas com seus clientes.

Na proposta, apresentada pela Unick por meio do escritório Nelson Wiliams, a empresa se propunha a pagar a seus clientes 20% do valor investido por eles:

“Claro que ninguém aceitou os 20%. Como foi dito, é uma proposta inaceitável, e ninguém é obrigado. Vai ter uma outra proposta deles, uma contraproposta, né? Até chegar a uma proposta onde [SIC] todos possam aceitar”.

O advogado, entretanto, deu a entender que os clientes não podem ter muita pressa, já que a alta cúpula da empresa está presa:

“Para que tudo volte ao normal, é preciso que a empresa resolva esse caso da Polícia Federal, porque, como vocês já estão sabendo, o Leidimar ainda está na Polícia Federal, o dr. Fernando [Baum Solomon], o Israel Nogueira, da mídia, o Marcos [da Silva Kronhardt], trader, e mais algumas pessoas… e o Danter Silva”.

Além dos citados pelo advogado, a operação prendeu também Paulo Sérgio Kroeff, Sebastião Lucas da Silva Gil, Euler da Silva Machado e Ronaldo Luiz Sembranelli. Além disso, Fernando Marques Lusvarghi, dono da S.A. Capital, empresa que se propunha a garantir os investimentos da Unick, também possui um mandado de prisão em seu nome, mas está foragido da polícia. Saiba mais sobre a operação na reportagem Unick Forex Caiu. PF cumpre mandados de prisão.

Além do YouTube, Marcos também vem usando outros canais para informar sobre a situação da empresa. Em comentário divulgado para lideranças e clientes da Unick via WhatsApp, Marcos também afirmou que o processo contra a empresa, que motivou as prisões, está em estado inicial:

“Podemos inferir que não há réus e nem culpados, não há ação penal pública e muito menos sentença judicial transitada em julgado”.

Segundo ele, as prisões foram feitas em “caráter cautelar” e o que há contra a Unick são apenas “indícios”.

Numa tentativa frustrada de tranquilizar os clientes, ainda no vídeo, Marcos Prata prometeu acompanhar “de pertinho” os acontecimentos e informar a todos:

“Qualquer informação que nós tivermos aqui no sul do Brasil, passaremos a todas as lideranças, a todos os clientes da empresa”.

Meses de crise

A crise pela qual passa a Unick vem pelo menos desde agosto deste ano, quando surgiu um rumor de que a empresa teria sofrido fraude, perdendo R$ 1,6 bilhão. Daí para a frente, a empresa teria feito diversas mudanças em seu site, inclusive zerando seus programas de indicação e binários. Além disso, as reclamações contra a empresa em grupos na web e no site Reclame Aqui explodiram.

Se você quer entender melhor como a empresa funcionava, ou dizia funcionar, indicamos o texto “CVM intima Unick Forex e dá 45 dias para empresa se defender por atuação irregular no Brasil”.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Sui Teixeira
Sui Teixeira é jornalista desde 2001, formada pela USP. Trabalha ainda como produtora de jingles, é programadora amadora e entusiasta de ciência e tecnologia.
Rede Bitcoin e seus canais de comunicação rastreio criptomoedas nodes servidores

Chainalysis identifica suspeitos de crimes com criptomoedas e os entrega à polícia, entenda como

Um vazamento de documentos em italiano da Chainalysis, uma das maiores empresas de análise de dados de blockchain, revelou os meios usados pela companhia...
Glaidson dos Santos em pronunciamento feito pela Gas Consultoria antes de Operação da PF Faraó dos Bitcoins

Justiça bloqueia mais de meio milhão do “Faraó dos Bitcoins” em apenas quatro horas

A justiça brasileira determinou o bloqueio de mais de meio milhão de reais das contas do Faraó dos Bitcoins em menos de quatro horas. Essa...
Homem com algemas segurando Bitcoin criptomoedas sequestro prisão

Polícia desarticula quadrilha que iria sequestrar investidor de criptomoedas em Campinas

A polícia militar de São Paulo, por meio de seu Batalhão de Ações Especiais (BAEP), ajudou o Gaeco a desarticular uma quadrilha que planejava...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias