Ethereum Classic sofre ataque 51% em sua rede
----- Publicidade ------ 
CriptoBlock
-----

O mercado cripto já inaugura o ano de 2019 com o primeiro caso de ataque 51% em altcoins, que acometeu nesta segunda uma das criptomoedas do top 20: a Ethereum Classic.

No momento da escrita desta, a ETC ainda ocupava a décima oitava posição do Market Cap, com um valor de R$ 18.36 por unidade da moeda. No momento da escrita deste, mergulhava mais de 7% de desvalorização nas últimas 24 horas.

O fato que abalou os preços nas exchanges mundiais, é que esta criptomoeda pode ter sido acometida por um ataque 51% em sua rede, uma grave falha de segurança na blockchain da Ethereum Classic.

Os custos de um ataque 51% em altcoins são muito menores do que no Bitcoin por exemplo, e todas as moedas com consenso Proof-of-Work com os preços em baixa de mercado tiveram grande parte de seus mineradores desligando suas rigs de mineração no mundo todo. O algoritmo desta rede é o mesmo que do Ethereum, o ETHASH.

A equipe dos desenvolvedores do projeto entretanto correram para o Twitter no último dia 06 de Janeiro para informar que não estaria acontecendo um ataque na rede, e que estaria tudo normal.

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----

Só que sua posição teve que ser revista no próprio domingo 06, pois foi informado no Twitter da ETC que as exchanges devem aumentar o número de confirmações para mais de 400 em saques e depósitos, ou seja, foi praticamente confessado que a rede realmente sofreu o ataque conforme os rumores da véspera.

A Coinbase, uma das maiores exchanges em confiança do mundo e que possui um ambiente altamente regulamentado nos EUA, e havia listado essa cripto em 2017. A exchange afirmou que percebeu, no dia 05 de janeiro, uma reorganização da rede que indicava claramente um ataque 51% com Double-spend (gasto duplo).

A Coinbase apurou uma movimentação neste sentido com cerca de 88,500 ETC (aproximadamente $460.000), o que deixa mais dúvidas no ar sobre o caso.

A Ethereum Classic mais uma vez foi ao Twitter na data 07 de janeiro, após tudo o que aconteceu, e disse que isso foi um teste de uma fabricante de ASIC na rede, e que não é um ataque 51%.

Com as divergências de informações, a equipe de devs ainda não conseguiu garantir para a comunidade mundial que não foi um ataque malicioso, e prometem que irão manter a todos atualizados com novas informações.

Até que se prove que não, fica claro que este caso possui grandes chances de ser um ataque 51% na criptomoeda top 18 do mercado cripto. Seguiremos monitorando o caso.

Segurança e Liquidez para operar suas moedas digitais.
Baixe agora nosso aplicativo para iOS e Android
Siga também o nosso Instagram com análises diárias

Mantenha-se atualizado, siga no: Google News, Facebook, Twitter, Feedly, Flipboard, Telegram, Whatsapp, Instagram, ou receba por e-mail.