Validadores da criptomoeda Solana ficam offline após ter acesso a servidores bloqueado

Redes blockchain dependem de seus validadores para conseguir garantir a sua operabilidade, mas o que acontece quando um grande número desses validadores simplesmente deixa de funcionar? Um caso assim aconteceu na Solana, que de repente perdeu 1.000 de seus validadores após terem o seu acesso a servidores bloqueados.

Mais de 1.000 validadores da rede Solana atualmente estão offline, fazendo com que mais de 20% da blockchain deixasse de ter uma importante conexão com a rede geral. Segundo as informações, o problema aconteceu porque a empresa de servidores em nuvem que os validadores usaram cortou o acesso deles.

“O tempo de inatividade ocorre porque a Hetzner, um provedor de serviços em nuvem, bloqueou todas as atividades de rede da Solana em seus servidores.”, disse o The BLock.

Mais de 20% dos validadores Solana perderam conexão com rede

Dados do painel de infraestrutura RockawayX mostram que o índice de participação inadimplente da rede Solana chegou a 22%, o maior desde maio deste ano. O índice refere-se ao percentual da participação da Solana que está atualmente inadimplente, o termo inadimplente nesse contexto é quando um validador ao qual a participação foi delegada fica offline.

Neste ponto, os validadores e o delegante não ganham recompensas, já que o validador está efetivamente fora da blockchain, o que é prejudicial para os dois lados.

A suspensão do serviço, claro, pegou muitos de surpresa, mas não é totalmente novidade, já que a Hetzner parece estar elevando a sua instância anti-criptomercado.

Segundo as informações do site, Hetzner já estava contemplando a proibição de operadores de nós de blockchain. O The Block aponta que os termos de serviço da empresa afirmam que a atividade é proibida.

Na época, a atenção da empresa estava focada nos operadores de nós Ethereum, pois hospedava cerca de 16% de todos os nós de hospedagem Ethereum. Desde então, esse número caiu para 12%. Agora, parece que a companhia está começando a olhar para outras blockchains que possuem operadores usando os seus serviços.

O cofundador da Solana Labs, Anatoly Yakovenko, pediu para que os validadores com o serviço Hetzner busquem alternativas para poder mudar os seus “stakes de lugar” e voltar a participar ativamente da blockchain.

Ao que tudo indica, a blockchain não teve um prejuízo muito grande, com a rede Solana aparentemente não sendo afetada, apesar de ter 22% dos votos de segurança da rede offline.

A página de status do Solana não está mostrando nenhuma interrupção no momento do relatório.

Solana fora do ar

A Solana, auto-proclamada matadora de Ethereum, está perdendo a fé dos investidores de criptomoedas, com Anatoly Yakovenko, co-fundador da moeda, dizendo que as interrupções na rede são uma maldição.

“Essa tem sido, eu acho, nossa maldição, mas é porque a rede é tão barata e rápida que há usuários e aplicativos suficientes que estão impulsionando isso.”

A moeda sofreu pelo menos oito interrupções desde seu lançamento em 2020, com cinco delas ocorrendo somente em 2022. Uma das paradas mais longas durou 18 horas em setembro de 2021.

No início de outubro, a rede da Solana, que se diz “matadora de Ethereum”, ficou fora do mais uma vez, depois que um só validador derrubou toda a rede, deixando todas as transações no limbo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias

Últimas notícias