Home Altcoins Vitalik Buterin, co-fundador do Ethereum tentou ser estagiário na Ripple em 2013

Vitalik Buterin, co-fundador do Ethereum tentou ser estagiário na Ripple em 2013

"Vitalik pode ser apenas um exemplo, mas isso mostra um problema mais profundo de pessoas talentosas sendo incapazes de explorar oportunidades no mercado dos EUA."

-

Compartilhe
Vitalik Buterin

Imagine um universo alternativo em que Vitalik Buterin, o co-fundador do Ethereum – segunda criptomoeda mais importante do mundo – nunca tivesse criado a plataforma de contratos inteligentes porque estava ocupado demais com seu estágio na criptomoeda ultra centralizada da Ripple.

O ranking de criptomoedas por capitalização de mercado seria muito diferente, mas quantos outros eventos teriam sido afetados por essa mudança? “Felizmente”, o Departamento de Trabalho dos EUA recusou um pedido de visto de Vitalik – e o curso da história foi em outra direção.

Uma reportagem sobre o empreendedor chinês Eric Yuan revela que, depois de ter seu pedido de visto para os EUA recusado 8 vezes, ele ainda chegou ao país para se tornar o maior acionista da empresa de serviços de videoconferência Zoom Video Communications (e bilionário). Vitalik aproveitou para contar sua própria história.

O co-fundador da plataforma Ethereum disse no Twitter que tentou ser estagiário da Ripple em 2013 (antes de criar a ETH), mas teve seu visto recusado.

Vitalik então foi para o Canadá para satisfazer sua necessidade de trabalhar em projetos blockchain e publicou o whitepaper da Ethereum no final de 2013.

Ainda em 2013, Vitalik escreveu um artigo onde elogiou a Ripple: “No geral, o que a Ripple realizou é impressionante. Com a Ripple, temos uma maneira de enviar, receber e manter qualquer moeda – não apenas uma criptomoeda específica – em um sistema descentralizado.”

Na comunidade, a reação das pessoas ficou dividia, enquanto alguns agradecem os Estados Unidos por ter barrado a entrada de Vitalik no país, outros dizem que isso é um exemplo básico de como a política de imigração é um “exemplo básico de toxidade para a economia … Vitalik pode ser apenas um exemplo, mas isso mostra um problema mais profundo de pessoas talentosas sendo incapazes de explorar oportunidades no mercado dos EUA.

Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Unick Forex, FX Trading e Zero10 Clube estão na mira de hackers que ajudam Polícia Federal em investigação

A Unick Forex e mais outras 50 empresas estão sendo investigadas por um grupo de hackers supervisionados por autoridades. O grupo ajuda na investigação...

Menor fração de bitcoin está prestes a valer mais que a moeda da Venezuela

Um satoshi de bitcoin (0.0000001 BTC) está quase valendo mais que o bolívar soberano da Venezuela. Os números revelam que um satoshi poderá valer...

Já é possível pagar aluguel com Bitcoin em imobiliária gaúcha

Uma imobiliária gaúcha permite que seus clientes paguem o aluguel através do bitcoin. A iniciativa traz ainda um cartão magnético que poderá ser utilizado...

Como fazer transações baratas com Bitcoin?

Muito se fala sobre o bitcoin ter taxas altas e transações lentas, de forma que hoje a escalabilidade da rede está em ampla discussão....
 

COMENTÁRIOS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Compartilhe