Vítima de golpe com criptomoedas consegue recuperar dinheiro, banco foi considerado culpado

“Eu não sabia que o banco tinha o dever de cuidar de mim”, conta o britânico, afirmando que contou com a ajuda do Trading Standards, autoridades locais responsáveis pela proteção ao consumidor.

Em um caso raro, um britânico conseguiu recuperar a quantia que havia perdido em um golpe de criptomoedas. No entanto, quem teve que ressarcir a vítima não foram os golpistas, mas sim o seu banco.

Contando sua história para a BBC, o servidor público aposentado afirma que não tinha nenhum conhecimento em criptomoedas, mas estava interessado em ganhar dinheiro. Os golpistas aproveitaram seu desconhecimento e ganância.

“Tudo começou há pouco mais de um ano. Um anúncio endossado por duas celebridades conhecidas chamou minha atenção, mostrando que eu poderia ganhar mais dinheiro do que ganharia deixando em um banco”, lembra a vítima, que preferiu se manter anônima.

Em seu primeiro depósito, o britânico investiu 250 libras esterlinas, cerca de R$ 1.600. Os golpistas estão apresentaram números falsos de rendimento, fazendo ele acreditar que estava ganhando dinheiro.

“Nada parecia estranho, não havia sinais de perigo passando pela minha mente”, lembra o britânico, contando que o atendimento era feito por telefone e não por um site. “Todas as perguntas que fiz, tive respostas, então não havia nada que me alertasse que eu estava em perigo.”

Sendo assim, a vítima continuou enviando mais dinheiro aos golpistas. Embora a quantia total perdida pelo britânico não tenha sido revelada, a BBC fala em “6 dígitos”, ou seja, um valor entre £ 100.000 e £ 999.999 (R$ 625.000 a R$ 6,25 milhão).

“Queria rastejar para dentro de um buraco”, lembra a vítima quando percebeu que havia caído em um golpe.

O britânico conta que, no começo, investiu valores que poderia perder e não lhe fariam tanta falta. No entanto, a ganância fez com que ele colocasse todas as suas economias no golpe, incluindo a grana da sua pensão.

Após os golpistas perceberem que a vítima não tinha mais dinheiro, eles então fecharam sua conta, dando uma desculpa qualquer sobre a perda dos fundos. Foi só aí que ele percebeu que ele não era o malandro na história.

“Quando descobri que tudo havia acabado, eu só queria rastejar para dentro de um buraco.”

“Minha esposa não sabia o que estava acontecendo”, continuou o britânico, afirmando que ele estava cuidando sozinho dos investimentos e o golpe destruiu a relação que tinha com sua mulher.

Britânico conseguiu recuperar dinheiro

Embora golpes do tipo sejam um tanto comum, o que mais impressiona nessa história é que o britânico conseguiu reaver o dinheiro que havia perdido. Não que isso tenha sido fácil, afinal ele precisou lutar por quase 2 anos para isso.

No entanto, não foram os golpistas que devolveram o dinheiro a ele, mas sim o seu banco.

“Eu não sabia que o banco tinha o dever de cuidar de mim”, conta o britânico, afirmando que contou com a ajuda do Trading Standards, autoridades locais responsáveis pela proteção ao consumidor.

“Infelizmente, os golpistas escaparam impunes”, comentou Damien Doherty, inspetor chefe da Trading Standards. “Mas o banco tem o dever de cuidar de seus clientes e existe um código de práticas que todos os bancos conhecem em termos de proteção dos clientes contra crimes e fraudes e, em particular, golpes.”

Atualmente, o Reino Unido é um dos países mais rígidos em relação a investimentos em criptomoedas. Como exemplo, diversos bancos locais possuem limites para depósitos em corretoras. Ou seja, se estão limitando operações com negócios legítimos, deveriam estar mais atentos a golpes.

Já o britânico que conseguiu recuperar seu dinheiro afirmou que quando ficou sabendo sobre a decisão, foi quando conseguiu voltar a dormir direito. “A única comemoração que eu teria seria se essas pessoas fossem pegas e tivessem que devolver o dinheiro do próprio bolso. Eles fazem isso e sabem que nunca serão pegos”, finalizou.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias