Walmart se prepara para entrar no mercado de criptomoedas

Gigante do varejo está interessada em melhorar sua experiência com criptomoedas.

Siga no
Walmart e Bitcoin
Walmart e Bitcoin

Uma vaga de emprego do Walmart nos Estados Unidos fez o preço do Bitcoin iniciar a semana em alta, até alcançando novamente a cotação de US$ 48 mil.

Após dois dias de queda no preço da principal moeda digital do mundo, uma possível entrada do Walmart no mercado animou os investidores em Bitcoin.

A empresa abriu uma vaga para o cargo de “Diretor Sênior II, Desenvolvimento e Integração Corporativa”, para realizar atividades de Desenvolvimento de Produtos de Moeda digital e criptomoeda. A publicação deixa claro que o profissional deverá cuidar do setor, podendo até integrar esse novo meio de pagamento.

O gigante do varejo sugeriu o foco de sua futura estratégia de moeda digital, observando que ela já permite um “amplo conjunto de opções de pagamento para seus clientes”.

“Como líder de moeda digital / criptomoeda no Walmart, você será responsável por desenvolver a estratégia de moeda digital e o roadmap de produtos.” -diz a descrição da vaga.

No ano passado, o Walmart já havia entrado com um pedido de patente para uma moeda digital baseada em blockchain. Agora, a empresa criou uma fintech chamada “Hazel”, que supostamente poderia oferecer uma ampla gama de serviços financeiros integrados em um “superaplicativo”.

Vaga de emprego do Walmart causou alvoroço até no preço do Bitcoin, mas foi momentâneo

O Bitcoin recebeu muito suporte nos últimos meses de empresas que optaram por adicionar essa tecnologia como reserva de valor em seus balanços contábeis.

Com a chegada de empresas como a Tesla, que aceitou o Bitcoin como meio de pagamento por alguns meses, levou outras grandes empresas a pensar nessa oportunidade agora.

O Walmart, uma das maiores empresas de departamento dos Estados Unidos, é a próxima que deverá aceitar o Bitcoin como meio de pagamento.

Agora, a busca por um líder com experiência em criptomoedas pode ser mais um importante movimento de grandes companhias no setor.

Hoje, a rede de supermercados aceita os principais meios de pagamento, além de contar com sua solução Walmart Pay. Não está claro como as criptomoedas poderão chegar e nem quando, visto que a vaga está em aberto, mas o mercado se animou com o cenário promissor da vaga.

Em 2018, o Walmart foi pego vendendo Bitcoin de chocolate, fato que foi a primeira associação pública da empresa com o mercado. Três anos depois parece que a brincadeira se tornou realidade.

Com relação ao preço do Bitcoin, ele até superou os US$ 48 mil com forte alta, mas depois acabou recuando. Mesmo cotado acima de US$ 47 mil, a valorização nas últimas 24 horas supera os 2%, fato que pode ter relação com o emprego ofertado pelo Walmart.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Criptomoeda Dogecoin

Elon Musk curte que cinema planeja aceitar Dogecoin

Elon Musk curtiu uma publicação de que a maior rede de cinemas do mundo planeja aceitar Dogecoin como meio de pagamento, a rede AMC...

Presidente da SEC diz que criptomoedas só valem algo porque alguém vai querer comprar...

O Presidente da SEC, Gary Gensler, novamente voltou a falar sobre o criptomercado e sobre as moedas digitais. Desta vez Gensler demonstrou estar bem menos...
Binance sob pressão Brasil

Binance anuncia fim de negociações de derivativos na Austrália

A Binance é a maior corretora de criptomoedas do mercado global e com certeza um importante pilar para todo o setor. No entanto, com...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias