Maior rede social da China banirá contas que falam sobre criptomoedas e NFTs

O WeChat disse que “ordenará" que a conta que viole as regras seja restrita até ser banida permanentemente de acordo com a "gravidade da negligência”.

Wechat china
Wechat china

A maior rede social da China, o WeChat, fez mais um movimento radical contra as criptomoedas e NFTs. O aplicativo de mensagens mais popular da China disse que bloqueará contas relacionadas com ativos digitais.

De acordo com as regras atualizadas do WeChat, as contas da plataforma que se envolvem com criptomoedas serão restritas ou banidas. As contas alvos serão aquelas que fornecem informações sobre ativos digitais, serviços de preços sobre criptomoedas e qualquer pessoa relacionada com emissão de tokens e a negociação de criptomoedas.

A política abrange “contas que prestam serviços ou conteúdos relacionados às transações de coleções digitais”.

WeChat bane criptomoedas

O WeChat disse que “ordenará” que a conta que viole as regras seja restrita até ser banida permanentemente de acordo com a “gravidade da negligência”.

A rede social colocou “envolver-se com moeda virtual ou coleções digitais” sob sua cláusula de “operações comerciais ilegais”, o que significa que as postagens sobre criptomoedas agora serão consideradas como “conteúdo de violação”.

Essa ação pode ser vista como bastante significativa, considerando que o WeChat tem mais de 1,1 bilhão de usuários ativos diários na China.

Curiosamente, apesar de o WeChat estar banindo contas que falem sobre criptomoedas, a empresa oferece aos seus usuários uma moeda digital.

WeChat

WeChat atualmente é a rede social mais popular na China. Ele é um aplicativo de mensagens que combinou elementos sociais semelhantes ao Facebook. Ele possui um recurso chamado “momentos” que permite aos usuários ver atualizações de amigos, como a timeline do Facebook.

Junto com os momentos, há também um recurso que permite encontrar “pessoas próximas”, “Shake” (que permite aos usuários ver perfis de outros usuários também agitando o telefone) e “Drift Bottle” (que permite aos usuários enviar um mensagem que pode ser captada por qualquer outro usuário).

Plataformas de mídia social ocidentais, como Facebook, YouTube, Twitter e assim por diante, são proibidas na China.

O WeChat é a rede social mais parecida com Facebook e tem quase 1,2 bilhão de usuários – incluindo pelo menos 100 milhões de usuários registrados fora da China.

Moeda digital da China

No início do ano, a rede social chinesa adicionou suporte à moeda digital do Banco Central (CBDC) do país à sua carteira WeChat Pay, um dos serviços de pagamento mais populares da China.

O Banco Popular da China (PBoC) vem realizando testes usando o yuan digital (e-CNY) há dois anos e já completou bilhões de transações.

O governo chinês tem sido visivelmente duro com as startups de tecnologia nos últimos meses. No final de 2020, os reguladores intensificaram seus esforços para supervisionar as atividades dos principais players de tecnologia do país.

Empresas como Alibaba, Tencent e outras estão sob imenso escrutínio à medida que o governo procura controlar o setor de tecnologia.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias