Criptomoedas parecem estar próximas de hiper-adoção, diz um dos maiores bancos dos EUA

Instituição é uma das maiores dos Estados Unidos.

Wells Fargo
Wells Fargo

Em relatório sobre criptomoedas, o Wells Fargo, terceiro maior banco dos EUA, afirma que as criptomoedas parecem estar próximas à fase de hiper-adoção. Como efeito comparativo também analisou o comportamento de outras tecnologias como internet, eletricidade, celular e outros.

Embora já tenha realizado pesquisas sobre a tecnologia por trás das criptomoedas, o ponto deste documento da Wells Fargo é analisá-las como uma forma de investimento.

“Acreditamos que as criptomoedas são um investimento viável hoje, mesmo que elas permaneçam nos estágios iniciais de sua evolução.”

Mesmo em seu início, com o Bitcoin tendo apenas 13 anos, o banco nota que a maior criptomoeda do mundo está tendo um retorno médio de 216% ao ano desde 2010. No acumulado, o número passa para 53.823.775%.

Chegamos cedo ou tarde para a festa?

Talvez a maior questão relacionada as criptomoedas seja “quem é Satoshi Nakamoto”, já a segunda está relacionada ao melhor momento para entrar neste mercado. Entrar cedo demais envolve mais riscos, enquanto chegar tarde significa menores ganhos ou até mesmo perdas.

Segundo o Wells Fargo, nós ainda estamos no “início, porém não tão no início”, ou seja, temos um passado de mais de uma década que comprova que o Bitcoin é seguro e também podemos esperar mais adoção no futuro.

Curva de adoção de tecnologias. Fonte: Wells Fargo
Curva de adoção de tecnologias. Fonte: Wells Fargo

O gráfico acima aponta o crescimento na adoção de tecnologias como eletricidade, celular, automóveis, televisão a cores, internet, rádio e, por fim, das criptomoedas.

Ainda que o relatório não mencione a adoção do Bitcoin por instituições e até mesmo países, é importante lembrar que estes ainda são uma minoria. Em outras palavras, estes poderão representar um avanço nesta curva.

“Criptomoedas são como a internet nos anos 90”, diz Wells Fargo

Já em comparação com a internet, o texto alerta que os sites mais acessados em 1996 e 1997 já não são relevantes atualmente. Além disso, tal período foi marcado por uma grande bolha que quebrou diversas empresas e, claro, investidores.

Adoção da internet vs adoção das criptomoedas. Fonte: Wells Fargo
Adoção da internet vs adoção das criptomoedas. Fonte: Wells Fargo

Portanto, o Banco alerta que muitas criptomoedas que hoje são populares podem sumir amanhã. Isso já aconteceu em dois grandes ciclos do Bitcoin e pode estar acontecendo novamente agora.

Em outras palavras, é difícil saber qual criptomoeda além do Bitcoin (BTC) continuará viva. Portanto, o Wells Fargo nota que embora haja oportunidades, é preciso monitorar seu portfólio a todo momento.

Grandes bancos dos Estados Unidos e de todo mundo estão cada vez mais atentos ao mercado, e o novo relatório mostra interesse na curva de adoção da tecnologia.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias