WeWork passa a aceitar Bitcoin e Ethereum como forma de pagamento

Além de receber pagamento em criptomoedas, a WeWork também pagará parceiros com ativos digitais.

Siga no

WeWork, a maior rede de coworking do mundo anunciou nesta terça-feira (20) que começará a aceitar criptomoedas como forma de pagamento e planeja alocar ativos digitais em seu balanço patrimonial, assim como a Tesla e a MicroStrategy já fizeram.

A empresa disse que vai aceitar Bitcoin, Ethereum, USD Coin, Paxos e “várias outras criptomoedas”. Além disso, ela poderá pagar fornecedores com criptomoedas, desde que eles solicitem isso.

As transações serão intermediadas pela Coinbase que, inclusive, será o primeiro cliente da WeWork a usar criptomoeda como pagamento, com a empresa afirmando que a decisão da corretora “demonstra a crescente demanda por opções de pagamento flexíveis e fáceis de usar.”

“A WeWork sempre esteve na vanguarda das tecnologias inovadoras, encontrando novas maneiras de apoiar nossos parceiros. Só faz sentido para nós expandir a opção que oferecemos adicionando criptomoedas como uma forma de pagamento”, disse o CEO, Sandeep Mathrani.

WeWork e Bitcoin

Apesar de ser o primeiro passo da empresa em relação a adoção de criptomoedas, porta-vozes da WeWork já haviam falado sobre Bitcoin no passado.

Em 2019, o CEO da WeWork disse que o Bitcoin como uma moeda sem intermediários era o maior presente que a humanidade já havia recebido.

Com o movimento, a WeWork se junta a empresas como Tesla, PayPal, e Visa.

“A força da WeWork está em nossa capacidade de evoluir continuamente para atender às diversas necessidades de nossos clientes em todo o mundo. À medida que nossa base de parceiros no setor de fintech continua a crescer, nossa capacidade de se adaptar às suas necessidades e servir à nova economia também aumentará”, disse o CEO da WeWork.

Em 2019, a WeWork abriu sua oferta pública inicial (IPO) com uma avaliação de mercado de US $ 20 bilhões. No entanto, as coisas foram mal e o fundador Adam Neumann foi demitido.

Após mudanças significativas de liderança nos últimos dois anos, a empresa decidiu escolher um caminho diferente para abrir capital na bolsa. Ela obterá uma listagem direta na NASDAQ, semelhante ao que a Coinbase fez.

A WeWork tem esperança de reviver seu modelo de “espaço compartilhado” na economia pós-pandemia, onde as empresas podem oferecer local de trabalho em espaços alugados para reduzir custos operacionais.

A WeWork tem uma IPO planejada avaliada em US $ 9 bilhões, o movimento em direção ao criptomercado pode ser visto como um fator que pode aumentar sua avaliação.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Defi. Imagem: Adobe Stock

TVL, Total Value Locked, e como ganhar dinheiro no DeFi?

Total Value Locked (TVL) é uma medida do valor depositado nos contratos inteligentes, os smart contracts, de cada projeto. Embora não exista um ranking...
Bitcoin Lua. Imagem Adobe Stock

4 respostas essenciais para as maiores críticas ao Bitcoin

Inevitavelmente diversos bitcoiners já ouviram críticas de pessoas que simplesmente desdenham do futuro da criptomoeda. Os "No coiners" são aqueles que não acreditam no...

Baleias de Bitcoin estão diminuindo, qual o impacto para a moeda?

O mercado de Bitcoin é uma verdadeira montanha russa para muitos investidores, dos mais novos aos mais veteranos. Com apenas um tuite Elon Musk...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias