WeWork passa a aceitar Bitcoin e Ethereum como forma de pagamento

Além de receber pagamento em criptomoedas, a WeWork também pagará parceiros com ativos digitais.

Siga no

WeWork, a maior rede de coworking do mundo anunciou nesta terça-feira (20) que começará a aceitar criptomoedas como forma de pagamento e planeja alocar ativos digitais em seu balanço patrimonial, assim como a Tesla e a MicroStrategy já fizeram.

A empresa disse que vai aceitar Bitcoin, Ethereum, USD Coin, Paxos e “várias outras criptomoedas”. Além disso, ela poderá pagar fornecedores com criptomoedas, desde que eles solicitem isso.

As transações serão intermediadas pela Coinbase que, inclusive, será o primeiro cliente da WeWork a usar criptomoeda como pagamento, com a empresa afirmando que a decisão da corretora “demonstra a crescente demanda por opções de pagamento flexíveis e fáceis de usar.”

“A WeWork sempre esteve na vanguarda das tecnologias inovadoras, encontrando novas maneiras de apoiar nossos parceiros. Só faz sentido para nós expandir a opção que oferecemos adicionando criptomoedas como uma forma de pagamento”, disse o CEO, Sandeep Mathrani.

WeWork e Bitcoin

Apesar de ser o primeiro passo da empresa em relação a adoção de criptomoedas, porta-vozes da WeWork já haviam falado sobre Bitcoin no passado.

Em 2019, o CEO da WeWork disse que o Bitcoin como uma moeda sem intermediários era o maior presente que a humanidade já havia recebido.

Com o movimento, a WeWork se junta a empresas como Tesla, PayPal, e Visa.

“A força da WeWork está em nossa capacidade de evoluir continuamente para atender às diversas necessidades de nossos clientes em todo o mundo. À medida que nossa base de parceiros no setor de fintech continua a crescer, nossa capacidade de se adaptar às suas necessidades e servir à nova economia também aumentará”, disse o CEO da WeWork.

Em 2019, a WeWork abriu sua oferta pública inicial (IPO) com uma avaliação de mercado de US $ 20 bilhões. No entanto, as coisas foram mal e o fundador Adam Neumann foi demitido.

Após mudanças significativas de liderança nos últimos dois anos, a empresa decidiu escolher um caminho diferente para abrir capital na bolsa. Ela obterá uma listagem direta na NASDAQ, semelhante ao que a Coinbase fez.

A WeWork tem esperança de reviver seu modelo de “espaço compartilhado” na economia pós-pandemia, onde as empresas podem oferecer local de trabalho em espaços alugados para reduzir custos operacionais.

A WeWork tem uma IPO planejada avaliada em US $ 9 bilhões, o movimento em direção ao criptomercado pode ser visto como um fator que pode aumentar sua avaliação.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Linus Torvalds

Criador do Linux diz ser Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin

Linus Torvalds, o criador do sistema operacional Linux, parece ter modificado uma única linha no Kernel do Linux e incluiu uma afirmação de que...

Após ser criticada, Trezor diz que vai remover função que acaba com privacidade

Recentemente a Trezor chamou a atenção de muitos investidores e da comunidade de criptomoedas por causa da integração do protocolo AOPP (Address Ownership Proof...
Bandeira do Estado do Arizona e Bitcoin

Projeto de lei quer tornar Bitcoin moeda legal no Arizona

O legislativo do estado do Arizona nos Estados Unidos recebeu na tarde desta sexta-feira (28), um projeto de lei para tornar o Bitcoin legal. Caso...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias