Unicórnio brasileiro abre vaga para engenheiro de jogos blockchain

Empresa global com sede no Brasil.

Homem e mulher jogando em seus smartphones
Homem e mulher jogando em seus smartphones

A empresa Wildlife, focada no desenvolvimento de games mobile, está com uma vaga de trabalho para engenheiro de jogos blockchain, setor que animou o mercado em 2021, atraindo pessoas que nem mesmo conheciam as criptomoedas.

Contudo, grande parte dos projetos lançados não tinham uma experiência no setor e acabaram sendo apenas promessas. Isso porque, mesmo com captações de recursos milionárias com investidores, muitos não cumpriram o que prometiam e acabaram sendo golpes neste espaço.

Mesmo assim, grandes empresas estão de olho no mercado e entrando no espaço.

Para trabalhar em São Paulo, Wildlife quer engenheiro de jogos blockchain em sua equipe

Fundada no Brasil em 2011, por dois irmãos e um amigo, a Wildlife Studio registrou um grande crescimento global nos últimos anos. Atualmente, essa empresa já conta com escritórios nos Estados Unidos, Brasil, Argentina e Irlanda.

Com foco em desenvolver jogos para dispositivos móveis, alguns como Sniper 3D, War Machines, Zooba e Tennis Clash, a empresa planeja expandir sua atuação.

Em seu site, a Wildlife publicou uma vaga para Engenheiro de Jogos Blockchain, indicando que planeja entrar neste setor.

“Estamos procurando um engenheiro de software talentoso e apaixonado para se juntar à equipe de engenharia de estúdio da Wildlife em São Paulo.”

A vaga exige dos candidatos interessados pelo menos 3 anos de experiência profissional em desenvolvimento de software e bacharelado em algum curso equivalente em educação e experiência a área de Ciência ou Engenharia da Computação.

O interesse em jogos blockchain também é uma necessidade para quem chega para a vaga. Essa pessoa trabalhará com toda a construção do jogo e após seu lançamento, as melhorias necessárias ao melhor andamento do game.

Não está claro como será o jogo com blockchain da Wildlife, se será em um modelo play to earn, ou se apenas utilizará a blockchain para melhorar alguma funcionalidade do jogo.

Grandes empresas de jogos mirando o setor de criptomoedas

A brasileira Wildlife não é a única a explorar o universo de criptomoedas e blockchain, que tem mostrado aos jogos uma nova dinâmica para interação com seus clientes.

Isso porque, a Riot Games se prepara para lançar uma criptomoeda e NFT também, de acordo com um registro do Wild Rift feito no Brasil, que será em sua versão móvel.

Além dessa, outras empresas de jogos deverão buscar encontrar mais ferramentas para interagir com seus clientes usando a blockchain, como a Ubisoft, que já deixou clara suas intenções neste mercado.

Ou seja, grandes empresas de jogos estão mirando o setor de criptomoedas, uma realidade que começa a ganhar força em todo mundo. Recentemente, uma empresa lançou uma ferramenta que permite implementar Bitcoin em jogos, ação que pode dobrar retenção de jogadores.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias