XP Investimentos anuncia entrada no mercado de criptomoedas

“Nos sentimos obrigados a avançar neste mercado”

-

Siga no
XDEX
XDEX. Imagem: BEG
Anúncio

O Grupo XP, considerado uma das maiores corretoras do Brasil, tornou pública suas intenções de entrar no mercado de criptomoedas. A corretora pretende lançar uma plataforma para negociação de ativos digitais entre outubro e dezembro de 2018 começando com as duas criptomoedas mais populares (Bitcoin e Ethereum).

Outras criptomoedas serão adicionadas em 2019.

No mês de setembro a XP registrou a marca “XP Bitcoin” no INPI, procurada pelo estadão a XP informou que estudava o mercado de moedas virtuais e analisava as possibilidades.

Anúncio

De acordo com CEO do Grupo XP, Guilherme Benchimo, a iniciativa vai oferecer a mais de 3 milhões de investidores em toda a América Latina a chance de se envolver no mercado de criptomoedas em ritmo acelerado.

Com base em informações da Bloomberg, a nova corretora de criptomoedas será chamada de “XDEX” e terá 40 funcionários.

O lançamento da XDEX permitirá que qualquer pessoa no Brasil e em toda a América Latina, procurando investir em criptos, participe do mercado sem ter que buscar uma solução no exterior. Isso permite um processo mais confiável de negociação no mercado.

O desenvolvimento desta plataforma parece que não trouxe tanta alegria ao CEO da XP, O presidente da corretora disse:

“Confesso que este é um tema que eu preferia que não existisse, mas existe”, afirmou o executivo. “Nos sentimos obrigados a avançar neste mercado”, complementou.

De acordo com a Bloomberg, a XP pretende ter 1 trilhão de reais (US $ 245 bilhões) sob custódia até 2020, quatro vezes o que se espera ter até o final do ano. A corretora também está lançando um banco nos próximos meses, disse Benchimol.

Para o cargo de economista-chefe de criptomoedas a XP Investimentos contratou o especialista em criptomoedas Fernando Ulrich, de acordo com o caderno de economia do Estadão.

O mercado de criptomoedas no Brasil e a chegada da XP Investimentos

A entrada do Grupo XP na indústria pode causar um aumento da participação da América Latina no mercado global de criptomoedas.

A situação legal das criptomoedas ainda é muito incerta no Brasil. Há muita dúvida jurídica em torno do assunto e algumas empresas financeiras vêem as criptomeodas como rival.

Esse pode ser um bom momento para a XP Investimentos.

Recentemente a Foxbit, antiga maior corretora de criptomoedas país, ficou offline por mais de 72 horas, o que poderia ter sido uma vantagem para uma empresa como a XP se estivesse devidamente preparada.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...
Pantanal pegando fogo queimadas bitcoin

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...

Últimas notícias

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...

Ex-líderes da Genbit, suspeita de pirâmide financeira, abrem novas empresas

Antigos líderes da Genbit, empresa acusada de sumir com R$ 1 bilhão dos investidores, lançaram novas empresas no Brasil. O objetivo dos negócios, segundo comunicado...