1 a cada 5 bitcoins depositados em corretoras está na Binance

O dono da corretora recentemente lembrou que o Bitcoin não pode ser desligado, mas uma corretora pode?

Siga no
Mão segurando pilha de Bitcoins e outra segurando um Bitcoin
Mão segurando pilha de Bitcoins e outra segurando um Bitcoin

A Binance é a maior corretora de criptomoedas do mundo em termos de volume negociado. Apesar da confiança dos usuários na empresa, o lema principal das criptomoedas é não confiar em intermediários.

Essa visão, inclusive, foi compartilhada pelo próprio CEO da Binance recentemente, que disse que o Bitcoin não pode ser desligado.

Referência em análise de dados em criptomoedas, a Coin Metrics (CM) liberou um novo estudo com várias informações sobre o mercado.

Uma delas, e que chama atenção, é a quantidade de bitcoins que estão depositados na Binance. Segundo a CM, os depósitos na corretora subiram para novos máximos no último mês de maio e supera em muito a quantidade presente em outras empresas do ramo.

“a quantidade de bitcoins mantidos na Binance subiu para novos máximos no mês passado. Existem agora mais de 570 mil BTC mantidos na Binance, muito mais do que qualquer outra corretora.”

De acordo com esses dados, é possível observar que 1 a cada 5 bitcoins depositados estão na Binance. Isso porque, a quantidade de bitcoins em todas as corretoras no dia 16 de junho era de 2,48 milhões de moedas, sendo 22% na maior corretora do mundo.

Bitcoin depositado em corretoras até o dia 16 de junho de 2021
Bitcoin depositado em corretoras até o dia 16 de junho de 2021/ CryptoQuant

Binance concentra moedas, mas responsabilidade de custódia é dos próprios usuários

Ao recentemente comentar sobre o Bitcoin não poder ser desligado, o CEO da Binance, conhecido como CZ, lembrou que a moeda digital é segura. Ou seja, usuários que mantém a custódia de suas moedas poderão não ter problemas de segurança ao manipular esta nova tecnologia.

Já no caso de corretoras, a mesma regra não se aplica, sendo que em 2019, a Binance chegou a ser hackeada no mercado. Traders de criptomoedas ficaram vários dias apreensivos, sem poder sacar suas moedas da plataforma.

Na época, a Binance lidou o mais rápido possível com a situação, devolvendo recursos para clientes e implementando novas regras de segurança.

Mesmo assim, a regra criada por Andreas Antonopoulos, um veterano do Bitcoin, ainda é válida: “suas chaves, suas moedas“. Antigos clientes da finada corretora MTGox que o digam.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Olho com Bitcoin

130 mil pessoas tiveram os olhos escaneados para ganhar criptomoedas de graça

A Worldcoin é um projeto que pretende distribuir criptomoedas de forma justa. Para evitar falsificações de identidade, o plano da empresa é escanear a...
Bitcoin dentro de cofre como poupança

Fundo de pensão dos bombeiros nos EUA compra US$ 25 milhões em Bitcoins

O Fundo de Pensão serve para garantir a tranquilidade de funcionários de diferentes setores no futuro. Em Houston, no Texas, Estados Unidos, o Fundo...
Bitcoin e criptomoedas em ETF

Segundo ETF de Bitcoin pode ser lançado amanhã na Nasdaq

Muitos pensavam que o ETF de Bitcoin da Valkyrie seria o primeiro a ser aprovado, todavia o mercado foi surpreendido pelo lançamento do ETF...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias