2019 tem 20% menos altcoins mortas que 2018, uma é brasileira

Mercado de altcoins teve menos projetos fechando suas portas!

-

Corvo preto olhando
Corvo
Anúncio

O ano de 2019 foi o terceiro com mais mortes do Bitcoin, segundo apurou o Livecoins. Já as altcoins mortas em 2019 foram muitas, sendo neste último ano em um número menor que no registrado em 2018, tendo até uma brasileira na conta.

De fato, as mortes do Bitcoin, a principal criptomoeda do mundo hoje, foram apenas simbólicas. Um website, chamado Bitcoin Obituaries, contabiliza a quantidade de mortes dadas como certas para o BTC. Compartilhadas normalmente por analistas do mercado financeiro tradicional que não acreditam em criptomoedas, as alegadas mortes nunca se confirmaram.

Já pelo lado das altcoins, quando uma é dada como morta é porque, ou o projeto era uma fraude (scam) ou era tecnicamente fraco na ideia e desenvolvimento. Dessa forma, certamente fica claro que o Bitcoin é uma moeda forte, mas altcoins, sujeitas a problemas sérios.

Altcoins mortas em 2019 representam mais que 500 projetos que tiveram problemas

O ano de 2019 foi um ano bom para o Bitcoin, que foi citado pelo Presidente Donald Trump e outras personalidades mais. Certamente, com a exposição dada às criptomoedas, muitos tentaram a sorte de empreender neste mercado.

Ao buscar criar um projeto de criptomoedas, muitos ainda levam para o lado de golpes e fraudes, que infelizmente também marcaram o último ano. Isso porque, além das pirâmides financeiras que arrasaram no Brasil e no mundo, projetos fracos de criptomoedas não foram para frente.

De acordo com um levantamento feito pela Longhash referente ao ano de 2019, 518 projetos de altcoins e criptomoedas tiveram sua morte registrada, com a presença até de uma brasileira. A Longhash utilizou para isso dados do website Dead Coins, que é um fórum mantido pelos próprios usuários.

O número de altcoins mortas no último ano, entretanto, foi 20% menor do que em 2018. Ou seja, houve uma melhora no cenário de golpes e fraudes com criptomoedas.

2019 tem 20% menos altcoins mortas que 2018
2019 tem 20% menos altcoins mortas que 2018 – Reprodução/LongHash

Desde 2017, segundo apurou a Longhash, cerca de 1,840 altcoins morreram no mercado de criptomoedas. Isso certamente ilustra o cenário de que os investimentos em projetos alternativos ao Bitcoin de altíssimo risco.

Uma criptomoeda brasileira esteve na lista das altcoins que morreram

Dentre as principais altcoins mortas em 2019, uma brasileira apareceu na lista do Dead Coins. O fórum Dead Coins é mantido pelos usuários, que se registram e colocam os projetos que acreditam ser perigosos. O nome da brasileira é ouro paulista, que foi criada em novembro de 2019 e listada no website como um scam.

Este projeto foi cadastrado no Dead Coins na data 25 de novembro de 2019, ou seja, já entrou para o estudo da LongHash como uma criptomoeda morta. O criador da ouro paulista, segundo informações públicas no GitHub, é o mesmo da Nióbio Cash, que faz parte dos projetos criados por brasileiros visando uma adoção do país no criptomercado.

A reportagem do Livecoins entrou em contato com Marconi Soldate, o criador da Nióbio Cash e ouro paulista, para comentar as acusações de promover uma fraude. Até o momento do fechamento desta, ele ainda não havia comentado o caso. Assim que tivermos uma posição de Marconi, iremos atualizar este texto.

Atualizado em 12/01/2020: O fundador da ouro paulista entrou em contato com a reportagem, informando que a criptomoeda não morreu. Além disso, a moeda ainda estaria em processo de criação, com o código em desenvolvimento.

A ideia é que ela sirva de experiência para um futuro swap do Niobio pra mesma tecnologia. Enfim, não morreu porque nem nasceu.

Para Marconi, sites como Dead Coins suportam cadastros de qualquer moeda do mercado, ou seja, muitos haters se aproveitam para atacar por estas plataformas. Uma das motivações destes cadastros é atrapalhar o desenvolvimento de novos projetos, de acordo com o fundador da Nióbio Cash.

---------------------------------------------- BitcoinTrade: 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos! Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! www.bitcointrade.com.br
Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertolucci
Entusiasta de Bitcoin, formado em Análise de Dados e BI.

Escreva seu comentário:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 de Abril: Coinmarketcap lista criptomoeda lastreada em papel higiênico

O maior agregador de criptomoedas do mundo (Coin Market Cap) resolveu entrar nas brincadeiras de primeiro de Abril (dia da mentira) e listou uma...
Baleia de Bitcoin

Baleia misteriosa faz transferência milionária de Bitcoin

Um fato incomum marcou o criptomercado nessa segunda-feira (30), quando uma misteriosa transferência milionária de Bitcoin foi registrada entre carteiras desconhecidas. Pagando uma taxa de...
Bitcoin e Dólar

Dólar digital pode alavancar adoção e preço do Bitcoin

As primeiras informações a respeito da criação e adoção do dólar digital surgiram ainda em fevereiro. Na época o presidente do banco central americando...
Corretora de Bitcoin XP

XDEX: Corretora de Bitcoin da XP Controle encerra atividades

Os clientes que entraram hoje no site da XDEX se depararam com a notícia do encerramento de suas atividades. A partir do dia 31...
Jogador de Futebol e Bitcoin

Clubes de futebol enfrentam problemas com patrocínio em Bitcoin

Quatro clubes de futebol estão nervosos com um patrocínio envolvendo Bitcoin, que não está sendo repassado. Com isso, jogadores podem ser dispensados e contas...