400 endereços de Bitcoin entram para lista de sanções

A natureza pública do bitcoin, embora pseudoanônima, está claramente levando a sistemas mais sofisticados de seguir o dinheiro.

Apenas alguns anos após o Tesouro dos EUA anunciar as primeiras sanções contra dois endereços de bitcoin, a lista agora cresceu para 398 endereços, de acordo com o OpenSanctions, um projeto que usa mais de 50 fontes para rastrear ativos sob sanções.

Eles listam, por exemplo, o endereço 3Lpoy53K625zVeE47ZasiG5jGkAxJ27kh1, que alegam pertencer à GARANTEX EUROPE, uma entidade ligada à Estônia e à Rússia, e sob a lista de nacionais especialmente designadas da OFAC.

Esse é apenas um endereço que escolhemos aleatoriamente entre centenas, permanecendo pouco claro como eles colocam nomes em endereços de bitcoin que são pseudo-anônimos.

Não verificamos a veracidade desses dados, mas o código deles é aberto no GitHub, para que qualquer pessoa possa verificar.

A única fonte de criptografia listada é o ransomwhe.re, um site que coleta endereços conhecidos por estarem vinculados a pagamentos de ransomware.

Eles rastreiam incríveis 7.508 endereços de ransomware, tornando isso potencialmente uma mina de dados, especialmente para fiscalização, mas também para corretoras.

Eles não listam nenhuma fonte como ChainAnalysis, no entanto. Os endereços de bitcoin sancionados, portanto, podem vir diretamente do Tesouro, que faz a atribuição de identidade, com o OpenSanctions atuando potencialmente mais como um agregador.

A natureza pública do bitcoin, embora pseudoanônima, está claramente levando a sistemas mais sofisticados de seguir o dinheiro.

Tornar o crime criptográfico no futuro potencialmente muito difícil, pois seu endereço pode ser congelado, não pela rede, mas por todo o resto, se for sinalizado por esses sistemas.

O bitcoin ainda pode se mover, no entanto, e uma entidade russa sancionada, por exemplo, ainda pode transferir as moedas para um terceiro inocente na Rússia, China ou Índia.

O endereço mencionado acima, por exemplo, moveu seus bitcoins, embora não seja muito, apenas US $ 183 com essa transferência feita em 2019.

Mas, curiosamente, eles o enviaram para um endereço que recebeu 343 bitcoins, embora seu saldo final agora seja zero.

Sair daqui fica mais arriscado no que diz respeito ao estabelecimento de culpa. Se esse endereço 3EV fosse parte de sanções, e o OpenSanctions dissesse que não, teria sido fácil, pois qualquer transferência pode ser verificada com suspeita se é inocente ou não, mas agora você precisa resolver isso.

Como você pode esperar, nada aparece neste endereço 3EV, então não temos ideia de quem é. Exchanges ou empresas especializadas em análise de blockchain podem fazer, mas muitas vezes provavelmente também não.

A maioria das transferências para fora desse endereço também são de valores muito pequenos, mas com uma das transferências e apenas dois saltos, acabamos em um endereço bastante grande.

E o melhor disso tudo é que esse endereço, 13x, também tem saldo final de nada. Seguir a partir daqui pode ficar um pouco mais interessante com alguns pequenos endereços de menos de 1.000 BTC tendo algum bitcoin, como 200, como saldo final.

Mas neste ponto estamos tão longe de onde começamos que você precisaria de alguma evidência corroborante de que qualquer um desses últimos endereços tenha algo a ver com o sancionado.

Tudo ilustrando que você pode sancionar o endereço, mas você pode sancionar o bitcoin? Além disso, é contraproducente publicar esses endereços sancionados, em vez de uma lista privada para corretoras?

Porque você não pode impor nada no nível da rede e, portanto, transportar o sistema antigo para o novo sem alterações, pode parecer funcionar na superfície, mas na verdade perde muitas nuances.

Em vez disso, um novo sistema pode ser necessário para levar em consideração a natureza de movimento muito rápido do bitcoin no que diz respeito a esse endereço sancionado específico, por exemplo, a sanção não parece ter funcionado porque é fácil perder o controle das moedas após alguns movimentos.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

TrustNodes
TrustNodeshttps://trustnodes.com
News on all things Blockchain, Ethereum, IoT, Fintech and Bitcoin.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias