50% das carteiras ativas jogaram jogos de blockchain no terceiro trimestre de 2021

Siga no
Jogador de Axie Infinity
Jogador de Axie Infinity

Um estudo realizado pela Blockchain Game Alliance (BGA) e pela Dapp Radar apontou que cerca de 50% das carteiras ativas foram usadas para jogar algum jogo de blockchain durante o terceiro trimestre de 2021.

O relatório afirma que os jogos em blockchain vieram para ficar, pois os dados apontam um crescimento no setor, bem como a sua expansão por conta de novos jogos que estão tentando inovar e divertir os jogadores.

A aposta em jogos play-to-earn parece ser promissora, visto que o setor de games é maior que as indústrias da música e cinema. Hoje estas empresas continuam lutando para oferecer vantagens para que seus jogos tornem-se populares.

Metade das carteiras estão conectadas a jogos

O estudo mostra que há 1,54 milhão de endereços ativos no total, um crescimento de 25% em relação ao trimestre anterior e 509% em relação ao ano, e muito deste número deve-se aos jogos ligados a blockchain.

Destes 1,54 milhão de endereços, cerca de 50% deles estão conectados a jogos. Estes 754.000 endereços foram responsáveis pelo setor de jogos ter ultrapassado o setor de DeFi. Enquanto os NFTs, apesar de grande, ainda está longe, como mostrado na imagem abaixo.

Número de carteiras ativas e usos por setor. Fonte: Dapp Radar

O principal jogo do setor é o Axie Infinity, que apresentou uma valorização de 11.300% apenas em 2021. Segundo dados da própria empresa desenvolvedora, a SkyMavis, o número de usuários chegou a 2 milhões de usuários ativos por dia. Note que a métrica usada aqui é offchain, diferente da anterior.

Número de usuários diários do Axie Infinity. Fonte: SkyMavis/Dapp Radar

Jogue para ganhar

A explosão do Axie Infinity impulsionou todo o setor de play-to-earn (P2E), ou jogue-para-ganhar em tradução literal. Vários outros projetos conseguiram arrecadar fundos para seu desenvolvimento, bem como conseguiram atrair jogadores por conta do interesse por jogos em blockchain.

O modelo de P2E é uma nova aposta no maior setor do mundo, o de jogos. Embora a maioria esmagadora dos jogos fossem pagos, muitos deles começaram a apostar em outros modelos, como distribuir o jogo gratuitamente e obter receita a partir da venda de skins e outras vantagens. O P2E é a evolução disso, pagando aos jogadores e ao mesmo tempo lucrando com estas transações.

Por fim, o relatório do Dapp Radar também aponta outros jogos como o Star Atlas na Solana, Project Seed, Gods Unchained, Illuvium e outros como Aurory e My Crypto Heroes.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.
Criptomoeda do Facebook Diem e Libra

Facebook não vai mais proibir propagandas de criptomoedas

Desde o final da alta das criptomoedas em 2017 o Facebook e outras redes sociais limitaram ou até proibiram propagandas e conteúdo patrocinado sobre...

Homem é abordado na rua e obrigado a transferir bitcoins para assaltantes

Os crimes no criptomercado podem acontecer de diferentes maneiras, desde os roubos realizados em golpes digitais até mesmo roubos físicos. A polícia de São...

Novo recorde: Terreno em Metaverso é vendido por R$ 24 milhões

Poucos dias após a negociação de um terreno por cerca de R$ 17 milhões, uma negociação entre a Republic Realm e a Atari resultou...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias