50% das carteiras ativas jogaram jogos de blockchain no terceiro trimestre de 2021

Jogador de Axie Infinity
Jogador de Axie Infinity

Um estudo realizado pela Blockchain Game Alliance (BGA) e pela Dapp Radar apontou que cerca de 50% das carteiras ativas foram usadas para jogar algum jogo de blockchain durante o terceiro trimestre de 2021.

O relatório afirma que os jogos em blockchain vieram para ficar, pois os dados apontam um crescimento no setor, bem como a sua expansão por conta de novos jogos que estão tentando inovar e divertir os jogadores.

A aposta em jogos play-to-earn parece ser promissora, visto que o setor de games é maior que as indústrias da música e cinema. Hoje estas empresas continuam lutando para oferecer vantagens para que seus jogos tornem-se populares.

Metade das carteiras estão conectadas a jogos

O estudo mostra que há 1,54 milhão de endereços ativos no total, um crescimento de 25% em relação ao trimestre anterior e 509% em relação ao ano, e muito deste número deve-se aos jogos ligados a blockchain.

Destes 1,54 milhão de endereços, cerca de 50% deles estão conectados a jogos. Estes 754.000 endereços foram responsáveis pelo setor de jogos ter ultrapassado o setor de DeFi. Enquanto os NFTs, apesar de grande, ainda está longe, como mostrado na imagem abaixo.

Número de carteiras ativas e usos por setor. Fonte: Dapp Radar

O principal jogo do setor é o Axie Infinity, que apresentou uma valorização de 11.300% apenas em 2021. Segundo dados da própria empresa desenvolvedora, a SkyMavis, o número de usuários chegou a 2 milhões de usuários ativos por dia. Note que a métrica usada aqui é offchain, diferente da anterior.

Número de usuários diários do Axie Infinity. Fonte: SkyMavis/Dapp Radar

Jogue para ganhar

A explosão do Axie Infinity impulsionou todo o setor de play-to-earn (P2E), ou jogue-para-ganhar em tradução literal. Vários outros projetos conseguiram arrecadar fundos para seu desenvolvimento, bem como conseguiram atrair jogadores por conta do interesse por jogos em blockchain.

O modelo de P2E é uma nova aposta no maior setor do mundo, o de jogos. Embora a maioria esmagadora dos jogos fossem pagos, muitos deles começaram a apostar em outros modelos, como distribuir o jogo gratuitamente e obter receita a partir da venda de skins e outras vantagens. O P2E é a evolução disso, pagando aos jogadores e ao mesmo tempo lucrando com estas transações.

Por fim, o relatório do Dapp Radar também aponta outros jogos como o Star Atlas na Solana, Project Seed, Gods Unchained, Illuvium e outros como Aurory e My Crypto Heroes.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Vitalik Buterin doa R$ 5 milhões para a Dogecoin Foundation

Vitalik Buterin, fundador do Ethereum, enviou o equivalente a R$ 5,17 milhões em ETH para a Dogecoin Foundation, responsável pela DOGE. A transação ocorreu...
David Marcus

Ex-diretor de criptomoedas da Meta lança startup de pagamentos com Bitcoin

A Meta, anteriormente chamada de Facebook, fez barulho há um tempo ao tentar criar uma stablecoin própria, chamada de Libra. Após o fracasso do...
Jovem jogando League of Legends em notebook.

League of Legends poderá ter NFT e blockchain própria, aponta documento

O League of Legends (LoL), um dos principais jogos do gênero MOBA, poderá receber NFT (tokens não-fungíveis) e até mesmo uma blockchain própria. Tais...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias