Ações da Tesla caíram após compra de bitcoin, diz Peter Schiff

Culpa da queda em ações pode ter relação com a compra de bitcoin, afirma crítico da criptomoeda.

Bitcoin e seta de preço em queda em cima de celular
Preço em queda, Bitcoin e celular

A maior montadora em valor de mercado do mundo anunciou a compra de Bitcoin há uma semana. De acordo com Peter Schiff, apesar dos fãs da moeda digital estarem felizes, as ações da Tesla caíram 5% após a compra.

Famoso critico do bitcoin, Schiff é um defensor feroz do ouro como reserva de valor. Ele é conhecido no mercado mundial de investimentos, sendo um dos homens que previu a crise de 2008.

A compra da Tesla ganhou o mercado de criptomoedas na última semana. Além de comprar bitcoin, a empresa ainda afirmou que aceitará a criptomoeda como pagamento. Esse anúncio foi responsável pela maior valorização diária do Bitcoin em toda sua história.

Contudo, os acionistas da empresa não compartilharam o bom momento, apesar dos ganhos da empresa.

Ações da Tesla caíram após a compra de Bitcoin e Peter Schiff culpou a moeda digital

O mercado financeiro de ações trabalha com a análise de vários fundamentos para analisar uma empresa. Entre eles, está a liquidez, rentabilidade e retorno sobre investimentos, que podem ser utilizados para avaliar a compra de uma ação na bolsa de valores.

Nos últimos cinco dias de negociações, as ações da Tesla caíram cerca 5%. A queda nas ações pode ter acontecido por vários fatores, mas não para Peter Schiff, crítico do bitcoin.

De acordo com ele, os acionistas da montadora já estão vendo o valor da empresa cair após a compra da moeda digital. Segundo ele, a Tesla ainda não lucrou nada com a compra, até porque ainda não vendeu suas moedas.

Esse comentário foi feito em resposta a um tuíte de Anthony Pompliano, defensor do bitcoin. Segundo Pompliano, a Tesla já lucrou 40% de sua posição em Bitcoin desde sua compra, anunciada há sete dias.

Peter Schiff se manteve firme em sua crença, dizendo que a queda nas ações pode significar que os acionistas da empresa não gostaram de ver sua empresa envolvida com o bitcoin.

Famoso analista duvida da liquidez de mercado do Bitcoin

Aproveitando a deixa de seu comentário, Peter Schiff foi além, afirmando que o bitcoin não tem liquidez. De acordo com ele, encontrar um comprador para a moeda digital não seria uma tarefa tão fácil assim.

Como o Bitcoin é uma moeda descentralizada, os próprios usuários negociam a moeda. A compra feita pela Tesla, inclusive, foi feita em corretoras, não mostrando características de falta de liquidez, com a empresa adquirindo cerca de 40 mil BTCs.

Mesmo assim, Peter Schiff acredita que a Tesla terá dificuldade de encontrar compradores para seus bitcoins. Segundo ele, encontrar vendedores é muito mais fácil, ou seja, o mercado não possui liquidez.

No final de 2020, Michael Saylor, CEO da MicroStrategy, afirmou que Elon Musk poderia comprar bitcoin. Na época, o mercado havia ficado feliz com a hipótese de que a Tesla poderia comprar Bitcoin.

Na ocasião, Saylor afirmou a Musk que comprou US$ 1,3 bilhão de Bitcoin. Dessa forma, encorajou o CEO da Tesla e SpaceX a investir na criptomoeda, fato que aconteceu semanas mais tarde. Ainda sim, Schiff não acredita na liquidez do mercado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias