Advogado e servidor público são suspeitos de aplicar golpe de pirâmide em polícias do DF

Um escrivão emprestou R$ 100 mil da mãe para investir no esquema; ele alegou ter conhecido um dos supostos golpistas em uma festa promovida por evangélicos

Siga no
Os irmãos Glauber Melo Nassar (advogado) e Glauco Melo Nassar (servidorer público) são suspeito de aplicar golpe de pirâmide financeira. Foto: Reprodução

O advogado Glauber Melo Nassar e o servidor público Glauco Melo Nassar são investigados pela Polícia Civil do Distrito Federal (DF) por prática de pirâmide financeira.

Os supostos golpistas, que são irmãos, podem ter operado um esquema que deixou dezenas de vítimas, principalmente policiais e servidores. O prejuízo estimado é de meio milhão.

A informação foi revelada pelo jornal Metrópoles.

Esquema dos irmãos prometia 10% de lucro em cima do capital

A suposta pirâmide financeira foi montada pelos irmãos no início do ano passado.

Por meio do esquema, eles prometiam rendimentos de até 10% ao mês. Esse lucro seria supostamente obtido com negociações na Bolsa de Valores.

Consulta feita na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), no entanto, aponta que os irmãos não têm autorização da autarquia para captar valores mobiliários ou oferecer contratos de investimento coletivo.

Pirâmide dos irmãos quebrou em março

A pirâmide começou a ruir em março. Desde então, as vítimas passaram a buscar na Justiça os valores perdidos.

Um dos investidores entrou com ação na 16ª Vara Civil de Brasília pedindo rescisão de contrato e restituição de valores. O valor da causa é de R$ 90 mil.

O juiz responsável pelo caso analisou o pedido e, pelo menos por ora, não concedeu o bloqueio dos valores. O magistrado pediu uma audiência conciliatória

Policial pegou dinheiro da mãe para investir na pirâmide dos irmãos

Outra vítima, segundo o Metrópoles, é um escrivão de polícia que, em depoimento, disse ter investido R$ 238 mil no esquema.

O policial, que não teve o nome revelado, chegou a emprestar R$ 100 mil da mãe para aplicar na pirâmide.

De acordo com a reportagem, o escrivão conheceu o advogado Glauco Nassar em uma festa promovida na metade do ano passado por evangélicos.

Além do escrivão, outros policiais que participaram do evento religioso também teriam caído na lábia do suposto golpista.

Vale lembrar que esquemas de pirâmides financeiras costumam “florescer” em igrejas.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Mapa da Venezuela - Livecoins

Vídeo: Supermercado na Venezuela aceita apenas ouro como pagamento

Um mercado na Venezuela chamou a atenção ao aceitar apenas ouro como meio de pagamento. A modalidade nada convencional de pagamento, atualmente é claro,...

Senado dos EUA quer arrecadar US$ 28 bilhões em impostos de criptomoedas

Com o crescimento constante do mercado de criptomoedas, há também o aumento do interesse do governo em conseguir taxar o setor e ter uma...
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin acima de US $ 41 mil é inevitável? Sinais mostram que sim!

Após Bitcoin executar com sucesso uma segunda armadilha na faixa de $30,000, os preços começaram a se recuperar sentido topo da acumulação. No meio...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias