Advogado quer “varrer” da Congregação Cristã no Brasil anciães que são líderes da Genbit

Na igreja, fiéis são ensinados a não procurarem seus direitos na justiça, pois para eles é dito que apenas Deus faz Justiça

-

Reprodução/Wikipedia

No início desta semana, o Livecoins fez matéria sobre um ancião da Congregação Cristã no Brasil do Paraná que era líder da GenBit, exchange denunciada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo por possível crime contra o sistema financeiro.

Após a publicação do texto, diversos membros da igreja enviaram e-mails à redação afirmando que o ancião Elifelete Marcondes da Silva não faz mais parte da igreja desde outubro de 2019. Além disso, disseram que a congregação “destituiu de todos os cargos e ministérios qualquer um que fez parte da Genbit ou da Zero10 Club”.

A história, no entanto, não é bem assim.

Documento enviado ao Livecoins pelo advogado Andre Luiz Heidgger Bueno, que é membro da Congregação Cristã no Brasil do Paraná, mostra que dezenas de outros anciães ainda são líderes da GenBit. Alguns, inclusive, continuam oferecendo produtos da empresa aos fiéis.

Os nomes dos líderes não serão citados a pedido de Bueno.

Advogado envia documento ao Conselho de Anciães

No final do ano passado, Bueno enviou duas notificações sobre a atuação dos líderes religiosos para o Conselho dos Anciãos, grupo formado por membros mais antigos da igreja.

Na Congregação, é o Conselho que analisa casos de fiéis que agem de forma a prejudicar outros membros. Se considerados culpados, podem ser demitidos ou afastados de suas funções.

No documento – intitulado “participação dos membros em negócios ilegais” – Bueno escreveu que os anciães, ao se associarem a uma possível pirâmide financeira, agiram com “improbidade ou desídia” e “quebra de fidelidade à doutrina da Congregação”.

“O princípio da improbidade está diretamente ligado à falta de lisura, uma prática desonesta que contraria os fundamentos da boa-fé. Consoante com a maldade, perversidade e atrocidade a improbidade nega a honradez”, disse ele.

O caso ainda está sendo discutido pelo alto comando da igreja. Alguns anciães envolvidos com a GenBit deixaram seu cargos na instituição religiosa, mas outros continuam.

“O meu trabalho não é contra a Congregação Cristã no Brasil, do qual sou membro, mas sim contra a corrupção que existe no meio das lideranças da igreja”.

Membros não procuram seus direitos, pois acreditam que Justiça é feita apenas por Deus

O trabalho do advogado enfrenta alguns obstáculos. O primeiro é o corporativismo na alta cúpula da Congregação. No grupo seleto, alguns anciães costumam proteger uns aos outros.

Empresa já tem R$ 1,3 milhão bloqueado na justiça paulista.

Outra barreira é que igreja tem um sistema muito fechado com relação à abertura de processos judiciais entre seus membros.

“Os fiéis são ensinados a não procurarem seus direitos em tribunais, pois para eles é apenas Deus quem faz Justiça. Muitos, por incrível que apareça, ainda falam que se realmente perderem o dinheiro investido, é porque receberam um castigo de Deus”, falou Bueno.

Além disso, segundo o advogado, a maior parte dos lesados têm medo de buscar seus direitos por medo de represálias dentro da própria instituição.

“Eles têm receio de denunciar os líderes e serem afastados dos cargos que ocupam dentro da igreja, como de músico, por exemplo”, falou.

Não há numeros oficiais, mas Bueno acredita que 90% dos 45 mil membros que a GenBit tem são evangélicos.

Capa do site da Genbit, que, segundo a CVM, é só nome fantasia da empresa Zero10 Club, proibida de atuar no Brasil
Capa do site da Genbit, que, segundo a CVM, é só nome fantasia da empresa Zero10 Club, proibida de atuar no Brasil

Tio do advogado é líder da GenBit

Bueno contou à reportagem que conheceu a GenBit em agosto do ano passado, por meio de seus próprios familiares, que são líderes da empresa.

Um deles é seu tio, que cuida do setor administrativo da igreja. O nome dele não será divulgado a pedido do advogado.

A reportagem teve acesso a uma troca de mensagens entre os dois, via aplicativo de conversa WhatsApp.

O papo começa com o tio de Bueno. Ele fala que ficou sabendo que o sobrinho havia enviado uma notificação ao Conselho dos Anciães. O advogado, então, envia para o tio uma mensagem explicando o que é uma pirâmide financeira.

Logo depois, o tio questiona por qual motivo o sobrinho está tão “preocupado com a congregação agora”. Escreve ainda que “a pessoa entra (na GenBit) porque quer” e que o sobrinho não deveria se preocupar com o dinheiro dos outros, já que não tem nada a ver com os lesados.

A troca de mensagens continua. De um lado, o sobrinho tenta mostrar para o tio o “estrago” que ele havia feito ao convencer fiéis a investir dinheiro em uma possível pirâmide financeira. Do outro, o tio se defende e diz que era o sobrinho quem estava fazendo um “estrago” ao fazer a denúncia.

O tio ainda continua no cargo.

Igreja é local propício para atrair pessoas sem conhecimento do mercado financeiro

A Congregação Cristã do Brasil chegou ao Brasil em 1910, trazida por um americano chamado Louis Francescon. As primeiras igrejas foram instaladas na região de São Antônio da Platina, no Norte Pioneiro do Paraná, e no bairro do Brás, em São Paulo.

De lá para cá, a igreja cresceu e hoje tem uma das maiores concentrações de evangélicos de todo o Brasil. No país, há 23 mil templos espalhados por todas as regiões e pouco mais de 3 milhões de fiéis.

Esse público, que acredita piamente em seus líderes e na “justiça divina”, é um “prato cheio” para aqueles que querem se aproveitar da bondade e da ingenuidade típica dos religiosos, segundo Bueno.

A reportagem não conseguiu contatar nenhum representante da Congregação para comentar o caso. Um e-mail, com um pedido de entrevista, foi enviado para o Conselho da igreja.

---------------------------------------------- BitcoinTrade: 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos! Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! www.bitcointrade.com.br
Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Lucas Gabriel Marins
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Já escreveu para UOL, Gazeta do Povo, Agência Estadual de Notícias (AEN) e outros veículos.

Escreva seu comentário:

6 COMENTÁRIOS

  1. Muitas informações erradas:
    – Ninguém é instruído, NUNCA, a não buscar seus direitos. Pertenço a Congregação há 40 anos e NUNCA ouvi isso;
    – A Congregação NÃO se envolve em litígios entre os fiéis, tampouco, penaliza seus membros, com perda de cargos e funções, só por acionarem, uns contra os outros, órgãos públicos (Administrativos ou judiciais) para preservarem seus direitos, quando se sentem prejudicados;
    – O “tio” do Bueno possui cargo administrativo ou é ancião no ofício ministerial? A reportagem se contradiz, quando cita as tais mensagens via aplicativo;
    – Os membros da congregação têm respeito pelos anciãos e cooperadores, mas acreditam piamente em DEUS e não nos homens e são orientados a agir com prudência em todas as ocasiões;
    Está reportagem é tendenciosa e visa generalizar, descrevendo TODOS os fiéis como ignorantes e imprudentes, o que é MENTIRA! Existem pessoas de todas as classes sociais e níveis de instrução dento da CCB.
    Deveriam ter mais responsabilidade e ouvir os dois lados ANTES de publicar matérias assim!
    Lamentável!

    • Sou da CCB tenho 45 anos me batizei com 20 anos e tudo que foi falado na materia ainda é pouco nepotismo, inveja, panelinhas (com favorecimento de parentes é amigos intimos), usura, distorcões a biblia (aproveitamento da falta de conhecimento dos ´´membros“ da igreja), hierarquia (nem concideram os batizados de membro são apenas frequentadores), potestadismo (os lideres se auto proclamam deus inventam e anulão mandamentos), esfriamento coletivo (pois nos ultimos tempos não se pode dar gloria, manifestar, pregar a palavra com virtude), e se fosse citar todos não caberia aqui.
      MAS ESSE É NA MINHA OPINIÃO É O PIOR O CASAL PODE PECAR E SE O OUTRO (CORNO) PERDOAR FICA TUDO OK COMO SE NÃO TIVESSE ACONTECIDO NADA É ATÉ ABAFADO O CASO (MENTIRA) , MAS SE UM CASAL SE SEPARAR MESMO QUE CONSENSUAL É PECADO DE MORTE E PERDE ATÉ Á LIBERDADE ABSURDO COMO MANIPULÃO O GADO…
      SARIANE ou você é uma novata ou gado ou farizeu ou é parente da ´´santa“ cupula das potestades nesse seculo.

  2. Como sempre, matéria degradante e tendenciosa…

    Que tipo de informação se pretende passar neste portal?

    Se o advogado Andre Luiz Heidgger Bueno é realmente membro atuante e praticante na tal instituição religiosa, qual o interesse dele em promover sua difamação, travestida em justiça?
    Existe advogados acostumados a ter suas mãos sujas de “sangue inocente”, espero que não seja o caso, mas, a “caça às bruxas” por este promovida dentro desta igreja está culpando, julgando e condenando pessoas totalmente ingênuas e inocentes, sem nenhuma chance de defesa.

  3. Infelizmente temos hoje uma mídia totalmente tendenciosa. Este portal deveria trazer noticias mais interessantes sobre o mundo das criptomedas. Mas na verdade o que eles trazem são “notícias” tendenciosas e sem caráter orientativo. Sou membro da Congregação Cristã há mais de 25 anos e posso afirmar que não tem uma instituição mais preocupada com as boas práticas cristãs do que esta. Homens que dedicam suas vidas no ministério do evangelho sem ganhar um centavo de salário… prescindem suas próprias vidas por amor as Graça de Deus. Outra coisa, temos membros do mais alto nivel escalão da sociedade e de nível intelecutal respeitável e de excelentes formações (mestres, doutores, professores universitários, juizes, desembargadores, médicos, etc…). Então esta reportagem não retrata a verdade sobre os “membros ingênuos e sem informação” que estão falando aqui. Eu mesmo sou professor universitário em duas universidades e possuo uma razoável formação e não posso ficar calado diante destas mentiras e acusações infundadas. Nos cultos da Congregação Cristã sempre somos orientados a não nos envolver com negócios de lucro fácil, exatamente pelo receio de possíveis pirêmides financeiras… Vocês conhecem alguma instituação que faça isto???

  4. Acho que vocês deveriam ir uma pouco mais a fundo antes de publicar uma matéria como esta… Vejam o que aconteceu com o Fantástico no caso de “Suzi” de Drauzio Varella. Antes de publicar uma matéria, procurem mais informações… Isto traria uma qualidade maior no vosso trabalho, pois ao final parece que vocês estão atuando com parcialidade e não com liberdade de expressão. A igreja que vocês estão denegrindo com vossas reportagens não tem nada a ver com a Genbit. Casos isodados não podem ser generalizados!

  5. A matéria pode até estar com erros, mas todos os eventos da Genbit que eu fui 99% eram evangélicos mesmo, se são sérios deveriam afastar os 99% da congregação pois há muito dinheiro envolvido nessa Genbit, pessoas que acreditaram e estão sendo prejudicadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sentimento positivo sobre o Bitcoin (BTC)

Historicamente abril é mês de valorização para o Bitcoin

O mês mal começou, mas abril não deixa de trazer esperança de valorização no preço do Bitcoin para os traders. Nos últimos quatro anos,...

Maduro vai distribuir criptomoeda para médicos da Venezuela

O governo da Venezuela anunciou que vai distribuir a criptomoeda Petro para cada médico do país. O anúncio pode estar ligado com um incentivo...

Empresa de informática que tomou calote da GenBit pede falência na Justiça

Uma empresa de informática que prestava serviços para a GenBit – exchange suspeita de ser uma pirâmide financeira - entrou com uma ação na...
Thiago Nigro, Primo Rico investe em Bitcoin

Primo Rico diz que vídeo sobre Unick Forex colocou sua vida em risco

A Unick Forex foi encerrada pela Polícia Federal em 2019, na Operação Lamanai, mas antes disso causou problemas para o Primo Rico. Canal de...
Tiago Leifert, apresentador do BBB

Golpistas usam imagem de Tiago Leifert, do BBB, para promover esquema com bitcoin no...

O apresentador da Rede Globo Tiago Leifert, que atualmente comanda o Big Brother Brasil 20 (BBB), tem sido associado com um golpe envolvendo Bitcoin....