Alemanha ultrapassa EUA e se torna o país com maior número de nós de Bitcoin

O talento quer liberdade e, portanto, não é de se admirar que naquele que agora deve ser o país mais livre do mundo em tamanho, é onde a maioria dos nós de bitcoin estão sendo executados, e per capita é de longe.

Siga no

A Alemanha agora está executando mais nós de bitcoin do que os EUA pela primeira vez na história, de acordo com a análise de dados da Bitnodes.

Existem atualmente mais de 10.000 nós de bitcoin em todo o mundo, destes, 1833 estão na Alemanha e 1821 nos EUA, com a França em um distante terceiro lugar, com 549 nós, enquanto a China tem apenas 152 nós de bitcoin.

Alemnha bitcoin nodes
Alemanha bitcoin nodes

O que é um nó de Bitcoin?

Um nó Bitcoin é qualquer computador que executa o software do Bitcoin e armazena toda a blockchain. Os nós validam cada bloco e transação antes de adicioná-las a blockchain. Assim, eles servem como árbitros da rede, definindo e aplicando as regras sobre quais transações e blocos são válidos e quais são inválidos.

Os nós de Bitcoin compartilham novos blocos e transações entre si para manter cada nó atualizado sobre o estado da blockchain. Esse compartilhamento ocorre em uma rede ponto a ponto; cada nó se conecta diretamente a vários outros nós e compartilha dados com esses nós.

A maioria dos nós se conecta pela Internet, mas alguns nós se conectam via satélite, rede mesh ou mesmo rádio. Essa rede ponto a ponto garante que não haja autoridade central controlando a blockchain.

Alemanha

A Alemanha estava perto de ultrapassar os EUA em 2019, mas naquela época os Estados Unidos operava 2.400 nós, enquanto a Alemanha tinha 1.900.

Isso é notável porque a população da Alemanha é cerca de quatro vezes menor que a dos EUA, enquanto sua economia é cerca de cinco vezes menor, mesmo assim conseguiu ultrapassar os EUA.

Isso parece ser em parte porque o número de nós nos EUA caiu durante este período em cerca de 700 nós publicamente acessíveis, enquanto os alemães mantiveram a linha.

Não está claro para que esses nós são usados, pois podem variar de uma criança no porão brincando com bitcoin a uma entidade global como a Coinbase ou Binance.

No entanto, o que parece, é um pouco óbvio que a Alemanha é uma potência de programação pouco apreciada, em parte porque alguns programadores americanos escolheram o país como residência devido às suas fortes leis de privacidade.

Uma das imagens mais marcantes de nossos tempos é o Google Street View, que cobre todo os EUA e a Europa, mas quase nada na Alemanha.

Também existe o Chaos Computer Club (CCC) na Alemanha, que é descrito como a maior associação de hackers da Europa, com 7.700 membros registrados.

Existem alguns programadores de bitcoin lá, é claro, incluindo alguns desenvolvedores do núcleo do bitcoin e, quem sabe, o próprio Satoshi Nakamoto pode estar na Alemanha, ninguém sabe.

EUA ficando para trás

Outra explicação, entretanto, pode ser que os EUA está enfrentando um certo retrocesso devido aos interesses bancários entrincheirados que têm influência significativa sobre os reguladores que estão se engajando em uma tomada de poder sem um mandato de órgãos legislativos.

Algumas empresas de criptomoedas estão agora começando a proibir os EUA de participar para negar sua jurisdição, criando uma atmosfera um pouco mais restritiva lá.

Portanto, os fãs das criptomoedas podem começar a executar VPNs por padrão, ou para nós de bitcoin, eles podem começar a executá-los na rede Tor, ocultando a presença geográfica do operador.

Isso indica uma espécie de vento mutante à medida que a influência global dos EUA diminui, em grande parte para os ganhos da Europa, que não tem vigilância em massa e não tem o mesmo nível de captura econômica pelo estabelecimento bancário que parece ter todas as posições-chave nos EUA.

O ambiente político na Europa, portanto, é muito mais permissivo e liberal, com os alemães livres para revelar sua localização sem medo do estado. Enquanto nos Estados Unidos, duas décadas de guerra corroeram os limites constitucionais do poder do estado, bem como a responsabilidade política geral com alguns reguladores agindo como um governo sobre si mesmo.

O talento quer liberdade e, portanto, não é de se admirar que naquele que agora deve ser o país mais livre do mundo em tamanho, é onde a maioria dos nós de bitcoin estão sendo executados, e per capita é de longe.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
TrustNodeshttps://trustnodes.com
News on all things Blockchain, Ethereum, IoT, Fintech and Bitcoin.
Praia do Forte em Cabo Frio pirâmide com Bitcoin

Eagle Eyes, empresa do “Pastor do Bitcoin” em Cabo Frio suspende saques

A empresa Eagle Eyes, que operava com sede na cidade de Cabo Frio (RJ), é mais uma possível pirâmide usando a imagem das criptomoedas...

Segunda maior pool de Ethereum encerra atividades devido a restrições na China

A SparkPool, segunda maior pool de mineração de Ethereum, anunciou que encerrará suas atividades no dia 30 deste mês. Hoje a pool é responsável...

Empreendedores vs investidores, quem ganhou mais dinheiro com criptomoedas?

Qual será a melhor estratégia para ganhar dinheiro, investir direto em criptomoedas ou empreender em setores essenciais relacionados a elas? Neste artigo faremos um comparativo...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias