Allianz pode ser a primeira seguradora do mundo a ter sua própria criptomoeda

Empresa acompanha tendência de outros negócios que já anunciaram projetos similares, como o Facebook, Walmart e Telegram.

Siga no
Allianz trabalha em criptomoeda própria (Reprodução/facebook)

A Allianz poderá desenvolver sua própria criptomoeda em breve. A empresa responsável por produtos financeiros relacionados à seguros será a primeira do setor a investir em um ativo digital. Dessa forma, a Allianz entra para o hall de grandes empresas que estão apostando no mercado de criptomoedas.

Grandes empresas anunciaram recentemente o envolvimento com projetos de criptomoedas próprias. Esse investimento permite que empresas como a Allianz desenvolva seu próprio projeto enquanto o mercado ainda não expandiu globalmente.

Além da seguradora alemã, outras empresas trabalham em sua criptomoeda própria, como o Facebook, por exemplo. A grande adesão do mercado de criptomoedas por grandes empresas revelam que nomes de peso podem chegar até o setor. Telegram, JP Morgan, Walmart e outras empresas também já trabalham em sua criptomoeda própria. O grande interesse dessas empresas mostra que uma grande adesão ao mercado de criptomoedas deve acontecer.

Allianz será primeira seguradora a ter sua própria criptomoeda

Com a expansão do mercado de criptomoedas, empresas de outros setores buscam ganhar notoriedade ao lançar uma criptomoeda. Na maioria dos casos, essas empresas apostam em um tipo de criptomoeda específico: a stablecoin.

Stablecoins permitem que sua cotação tenha menos ou quase nenhuma volatilidade ao ter seu preço atrelado a outro ativo. Com preços mais estabilizados, empresas como a Allianz buscam os benefícios da tecnologia blockchain sem abrir mão da estabilidade. Além de oferecer mais rapidez e um menor custo operacional, a tecnologia blockchain significa mais transparência para os negócios da Allianz.

Seguradora alemã está presente em 200 países

Presente em mais de 200 países, a Allianz poderá lançar uma criptomoeda para seu próprio ecossistema. Com milhões de clientes, a empresa líder em seguros em vários países pretende lançar o token Allianz voltado para pagamentos de seguros.

Enquanto o Facebook busca criar uma criptomoeda para adoção global, a Allianz trabalha em um projeto voltado para seu público interno. A grande diferença entre a Libra do Facebook e o projeto da Allianz delimita os objetivos de cada criptomoeda.

O Facebook desenvolve um projeto que poderá ser lastreado em várias moedas fiduciárias, como o dólar norte-americano. Por outro lado, o projeto da Allianz pode atender somente a plataforma da seguradora.

Transações relacionadas a criptomoeda da Allianz deverão ser testadas em breve pela primeira vez dentro do novo sistema criado pela seguradora alemã. Sendo assim, a stablecoin estaria em fase avançada de desenvolvimento, e um teste inicial com a criptomoeda já teria sido realizado sem envolver transações.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin vai patrocinar Circuito Brasileiro de Counter-Strike

Até o fim de 2021, o Mercado Bitcoin vai patrocinar o Circuito Brasileiro de Counter-Strike, um dos jogos mais populares dentro do cenário dos...
Blockchain Academy

Blockchain Academy lança curso sobre investimentos em criptoativos

A Blockchain Academy (BA) lança esta semana o seu primeiro projeto depois de ter sido adquirida pelo grupo 2TM, ecossistema cripto que reúne, entre...
Dash Brasil

Dash busca gerente de desenvolvimento de negócios no Brasil

A criptomoeda Dash está buscando um candidato para ocupar o cargo de gerente de desenvolvimento de negócios Brasil e América do Sul. Para o...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias